Ismael Cresceu

Meditação do dia 26/10/2018

 “E era Deus com o menino, que cresceu; e habitou no deserto, e foi flecheiro.  (Gn 21.20)

 Ismael Cresceu – Todo pai fica orgulhoso ao ver seus filhos grandes, fortes e se realizando na vida. Faz parte das expectativas de todos nós ao nos deparar com as alegrias da paternidade; desde a notícia da concepção criamos uma expectativa com muitas esperanças até o dia do nascimento. o primeiro dia daquela pessoinha inaugura também em todos os que o cercam de novas esperanças e novas perspectivas. Até então tudo direcionava para que nascesse saudável, forte e com quem ela se parecia; mas agora que já se sabe tudo isso e mais um pouco, então o foco é traçar novos planos e e investir naquilo que acreditamos para a vida dela em relação a nós e a tudo que acreditamos. Temos os casos de destaques da história bíblia: O primeiro filho nascido neste mundo, Caim, deve ter sido tremendamente aguardado e pouco se sabia de prática até que ele chegou. Depois veio o uma nova expectativa quanto ao nascimento do terceiro filho, Sete; ele veio não para substituir Abel, mas para dar continuidade a linhagem de piedosos e a linha de redenção para a humanidade. Quando nasceu Noé, seus pais celebraram como alguém que viera com uma missão nobre e muito importante. E viveu Lameque cento e oitenta e dois anos, e gerou um filho, a quem chamou Noé, dizendo: Este nos consolará acerca de nossas obras e do trabalho de nossas mãos, por causa da terra que o Senhor amaldiçoou(Gn 5.28,29). A lista pode ser enorme, mas não podemos deixar de pensar naqueles que nasceram sob promessa profética divina, já com um ministério pré-determinado, como foi Isaque, Jacó, Moisés, Sansão, Josias, João Batista, Paulo. Nem vou incluir na lista a Jesus, pois ele dispensa comentários, ou melhor, ele merece todos os comentários, todos os elogios, todo louvor e toda honra e glória. Quero fazer uma pequena reflexão sobre o caso de Sansão: Depois teve esta mulher um filho, a quem pôs o nome de Sansão; e o menino cresceu, e o Senhor o abençoou. E o Espírito do SENHOR começou a incitá-lo de quando em quando para o campo de Maané-Dã, entre Zorá e Estaol (Jz 13.24,25). Esse fortão da história e herói de muita gente, foi concebido, nascido e criado sob promessa de Deus para um serviço à nação. Cresceu abençoado e o Espírito de Deus estava com ele e o conduzia para o seu campo de trabalho. Quero dizer com isso que ainda com todo esse currículo, a pessoa ainda é responsável pelas suas atitudes e decisões tomadas, que poderão ajudar a cumprir ou dificultar a realização daquilo para o qual a pessoa foi criada por Deus e colocada aqui. Sansão é exemplo real de alguém vocacionado mas que não agiu responsavelmente, fazendo o ministério de forma relapsa, conforme suas próprias conveniências, buscando mais o prazer e os privilégios que isso lhe daria do que verdadeira obediência e consagração. O ministério deve ser a razão da vida da pessoa; para Sansão, seu maior feito só aconteceu com o preço da sua morte. Por sua vida de brincar com o pecado, perdeu a visão (espiritual e física); foi preso e escravizado, fez serviço de burro de carga moendo trigo para o inimigo, até reconhecer que fizera tudo errado. Acertou no final, mas já era tarde. Que isso nos sirva de lição. Só ter chamado, ser abençoado e usado por Deus não é garantia de aprovação e fidelidade. Ismael cresceu, mas para crescer, primeiro tem que sobreviver e achar um propósito para viver e servir. Para ele, uma grande nação, como era o itinerário final de sua jornada, começava com ficar vivo, cuidar da mãe e depois formar uma família e a cada passo, ir firmando as bases para aquilo que está ao longe na visão. Pais, vocês não podem deixar a vida de seus filhos ir passando e só quando eles estiverem grandes, então querer tomar alguma atitude ou dar uma direção. Busque a vontade de Deus desde antes da concepção, durante, na vida uterina, no nascimento, primeira infância e adolescência, para então vocês terem um jovem saudável, cheio de propósitos e determinado a atingi-los e depois virão a vida adulta, família e assim de geração em geração. Filhos precisam de pais, de orientação, apoio, correção e disciplina para aprenderem o caminho da vida.” Essa citação linda, é minha mesma (risos), da meditação do devocional da Campanha Nacional de 40 dias de Oração e Jejum da CBN 2018 (20º dia).

Senhor, nós te agradecemos pela vida e pelo crescimento de todos os teus filhos. Todos aqueles que foram chamados por tua graça e propósito, em Cristo Jesus. Os teus planos não são apenas para que as pessoas se tornem adultas e grandes em estatura física; mas que alcancem os teus bons propósitos e experimentem o teu favor e se habilitem a servirem com qualidade e fidelidade. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s