Servir a Deus se Faz em Família

Meditação do dia 13/01/2018

Gn 8.15,16 – Então falou Deus a Noé dizendo: Sai da arca, tu com tua mulher, e teus filhos e as mulheres de teus filhos.

Servir a Deus se faz em família – Não podemos tirar os olhos e nem o coração das verdades eternas da Palavra de Deus. O que está escrito em Gênesis é tão verdadeiro e digno de aceitação, quanto o que está no Novo Testamento. O conjunto inteiro das Sagradas Escrituras formam o nosso portfólio de recursos para ensino-aprendizagem. Aos Romanos São Paulo escreveu: Pois tudo o que foi escrito no passadofoi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança. (Rm 15.4). Quando Deus falou a respeito de Adão que seria bom que o homem ficasse só, digamos que ele estabeleceu o princípio de vida em família. Todo mundo vem de uma família; todo mundo precisa de uma família. Por alguma conveniência ou situação isso pode ser experimentado com alguma diferença, mas mesmo assim os resultados não são os mesmos. Assumo que um dos propósitos de se viver é gerar uma família. Há coisas na vida que não tem como se ensinar, só pode ser aprendido e isso falamos de experiência. Ninguém entende os pais tão bem quanto quando se torna pai também. O exercício da paternidade/maternidade é uma experiência indescritível em palavras. Mesmo quem cria e cuida de irmãos, sobrinhos, adota e etc e o faz com esmero e amor, quase chega lá em reação a gerar, conceber e criar um herdeiro. Quando olhamos para a vida em termos de serviço sagrado, no sentido de vocação, a família nunca está alienada disso. Uma coisa sustenta outra e uma apoia outra. Deus mandou Noé fazer uma arca para ele e sua família serem salvas do dilúvio; agora ele ordena que ele saia da arca com sua mulher, seus filhos e as mulheres de seus filhos – família. Começaram o projeto juntos, andaram juntos, saíram do outro lado juntos e iniciariam a vida, a nova civilização juntos. O cerne das promessas e alianças redentoras, como as conhecemos tem um eixo comum: Deus escolheu um homem – Abraão, fez dele uma família – Jacó, fez dela uma nação – Israel, escolheu dele uma família – Davi, e dele um homem – Jesus e dele fez a grande família, a igreja e dela as muitas nações como as estrelas do céu como prometido originalmente à Abraão. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra. Então o levou fora, e disse: Olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência. (Gn 12.2,3;15.5). Alguns pensam que os hebreus ou israelitas são o cumprimento dessa promessa; são em parte, parte física, biológica, pois Abraão é o pai biológico deles e a assim a herança é deles, mas Abração é também o Pai da fé, e a igreja, os remidos são os filhos e herdeiros dessa promessa, que são infinitamente maior que os filhos biológicos. Sua família não pode ficar de fora nem das obrigações e nem das devoções; quem tem os ônus das responsabilidades, tem também os bônus dos privilégios. Sempre foi assim e sempre será assim!

Senhor obrigado pela minha família e pelo privilégio de ser parte de algo tão grande, que não dá para ser experimentado sozinho. Obrigado pelas famílias dos meus amigos e pelo significado dela; ajude-nos a ver as coisas pelo teu ponto de vista. Obrigado pela visão inteira dada ao corpo e não ao indivíduo. Obrigado pela bênção derramada para as famílias, descendentes de Abraão e herdeiras de Deus e co-herdeiras em Cristo Jesus; no nome dele é que oramos com gratidão e alegria. Amém.

Pr Jason

Anúncios

A Hora de Desfazer

Meditação do dia 12/01/2018

Gn 8.13 – E aconteceu que no ano seiscentos e um, no mês primeiro, no primeiro dia do mês, as águas se secaram de sobre a terra. Então Noé tirou a cobertura da arca, e olhou, e eis que a face da terra estava enxuta.

A hora de desfazer – Estive pensando na experiência de Noé em ter que desfazer a cobertura da arca para ver a situação com os seus próprios olhos e após isso, Deus falou com ele novamente. Encontrei paralelos interessantes para aplicação na minha vida pessoal e no meu ministério local, como pastor de igreja e creio que ao compartilhar isso, pode ser também de alguma utilidade para você em alguma circunstancia. Seguindo a linha de pensamento da meditação de ontem, quando abordei fatos da nossa realidade de transformar estruturas temporárias em valores definitivos com muito prejuízo para a obra do Senhor. Creio que por causa do pecado, o ser humano perdeu a direção do relacionamento com Deus e enveredou pelo caminho da religiosidade, que além de ser uma atividade intelectual, emocional e puramente anímica, que a torna suscetível de invasão e corrupção maligna. Com o tempo não se distingue mais o que é culto, crendice, idolatria, superstição e na dúvida, junta-se tudo num sincretismo e adoça com uma filosofia de que “tudo que diz respeito a Deus e a fé, é bom e válido.” Com essa tendência religiosa, tendemos também a sacralizar objetos e coisas ligadas à fé ou algum acontecimento de cunho espiritual ou religioso. É por isso que temos tantos lugares, objetos, relíquias e monumentos “sagrados,” (morros, montes, cavernas, grutas, rios, fontes, templos e etc.). Em alguns círculos cristãos, não se pode reformar ou modificar o templo, porque foi feito em 1616 pelos nossos fundadores… essa mesa foi doada por…. aqueles objetos estão aqui desde… a irmão fulana sempre sentou nesse lugar… Imaginem essa turma vendo Noé metendo a marreta na cobertura da Arca? Misericórdia irmão Noé! Isso é sagrado, salvou sua vida, foi feita para Deus, ele mesmo disse como fazer, ela deve se tornar um santuário para peregrinação dos fiéis e nunca mais esquecerem do que aconteceu! Dá para imaginar, no mercado  de hoje, quanto valeria em dinheiro, o cajado de Moisés? A espada de Josué? A Funda do rei Davi, ou sua harpa? Um pedaço das lonas do tabernáculo? O cálice da última ceia de Jesus, já virou filme de sucesso é relíquia a que se atribui altíssimo poder – “o santo gral.” Na idade média venderam-se lascas da cruz de Cristo, suficientes juntas para construir um navio grande. Faz-se coisas para a obra de Deus e destrói-se quaisquer coisas que queiram reivindicar adoração, veneração e espaço para adoração falsa. Interessante que após Noé botar a cabeça para fora, contemplar o quadro à sua frente, foi que Deus falou novamente com ele, para saísse e recomeçasse Será que alguma coisa que fizemos para cumprir determinadas funções, não caducaram e já são obsoletas e precisamos olhar em uma nova direção ou ver a realidade à nossa frente de uma outra forma? Esqueça o passado, o dilúvio já foi, as águas já baixaram, o sol tá brilhando e a vida segue. Antigamente era daquele jeito, agora não é mais e pronto, nada se pode fazer quanto a isso! Deus estava conosco antigamente, está agora e estará em qualquer futuro que vier a acontecer! Quem vive de passado é museu! Que bom que era bom, que foi bom, mas já foi, já era, eis que tudo se faz novo, de novo, segundo Salomão. Confie em Deus de todo o seu coração e dê passos de fé, cresça, atualize sem perder a graça e a verdade.

Pai, obrigado por amar pessoas e utilizar coisas, ao contrário da maioria de nós, que amamos coisas e usamos as pessoas. O que o Senhor tinha de mais precioso nos foi dado amorosamente, para nossa salvação. Queremos visões novas da realidade à nossa frente, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

A Visão do Alto

Meditação do dia 11/01/2018

Gn 8.13 – E aconteceu que no ano seiscentos e um, no mês primeiro, no primeiro dia do mês, as águas se secaram de sobre a terra. Então Noé tirou a cobertura da arca, e olhou, e eis que a face da terra estava enxuta.

A Visão do Alto – Estar em um ponto elevado é crucial para se ter uma boa visão. Precisa ser alto o suficiente para não ter obstáculos à frente; mas também não pode ser alto demais para que não se perca a nitidez das coisas menores, mas que são importantes. Novamente voltamos a minha filosofia preferida: “O equilíbrio é o grande desafio da vida!” O propósito de subir, elevar-se não pode ser um fim em si mesmo, mas um meio de ver e observar para dimensionar o trabalho a ser feito. Um dos meus professores no Seminário, ilustrou um ensinamento com uma anedota fictícia, do israelita que saiu do Egito no êxodo para Canaã, mas desanimou e resolveu ficar no deserto e se adaptou à sombra do camelo. Não é o ideal, mas ele escolheu e se acomodou a isso. Instrumentos e programas criativos concebidos em oração como boas estratégias de crescimento e desenvolvimento se transformam depois de algum tempo, em monumentos sagrados intocáveis. Posso lembrar aqui a nossa queridíssima EBD, que foi criada para instrumentalizar o legitimo ensino da Palavra de Deus, inicialmente às crianças e depois a todos os membros das igrejas. Com o passar do tempo o valor do ensino e aprendizagem foi invertido e a estrutura EBD se tornou o valor; toda boa igreja tinha que ter uma EBD seguida às vezes por um culto matinal. O que se ensinava ou se aprendia deixou de ser importante. Chegou-se ao extremo de um aluno que faltasse seguidamente e tivesse o nome retirado da caderneta de chamada, ao retornar se sentia e agia como se houvesse sido excluído do rol de membros; dava uma confusão!!! Outro exemplo: O coral foi introduzido na igreja e nos cultos para ensinar e popularizar a música de qualidade e excelência na adoração e liturgia. O coral se tornou o valor e a cobiça e disputa por cargos e posições de liderança causou muitos estragos nos relacionamentos da irmandade. A música, ah! Se tornou só um detalhe. Isso vai acontecendo com muitas outras situações, como vigílias de oração, lazer como atividade recreativa da igreja, subir ao monte para orar, propósitos e até jejuns foram adaptados para ostentação e méritos de humildade. Crescer na graça e no conhecimento como disse São Pedro Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém (2 Pe 3.18), não pode ser transformado numa plataforma de crescimento por crescimento em si mesmo. Noé tirou a cobertura da arca para ver seu novo campo de trabalho. Lá do alto ele viu a terra enxuta e pronta para ser trabalhada. Então, subir, crescer, ter visão grande é para em seguida começar a trabalhar. Os discípulos de Jesus que estavam com ele no Monte da Transfiguração viram coisas gloriosas e só restrita a eles, mas quando desceram o monte, lá em baixo encontraram de cara um possesso de espirito maligno, dando um trabalho daqueles para os outros e Jesus teve que intervir e ensinar a eles alguma lição interessante sobre libertação. Amados, que delícia é o banquete dominical, mas depois precisa do avental do serviço semanal.

Senhor, obrigado por permitir que tenhamos visões e conhecimentos de formas únicas e restritas, mas isso tudo em propósitos importantes e todos precisamos servir de alguma forma e descer da torre alta e sujar as mãos e os pés em baixo onde estão os necessitados e alvos do teu amor. Em nome de Jesus, ajuda-nos a reconhecer o nosso lugar e o nosso papel no serviço do teu reino. Amém.

Pr Jason

Fazer e Desfazer

Meditação do dia 10/01/2018

Gn 8.13 – E aconteceu que no ano seiscentos e um, no mês primeiro, no primeiro dia do mês, as águas se secaram de sobre a terra. Então Noé tirou a cobertura da arca, e olhou, e eis que a face da terra estava enxuta.

Fazer e Desfazer – No livro de Eclesiastes, o sábio rei Salomão disse que há tempo para tudo debaixo do sol, e é a mais pura verdade. Entre as citações lá, ele mencionou: Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar (Ec 3.1-3). Noé foi chamado para CONSTRUIR A ARCA e ele o fez, com todo o esforço, dedicação e sacrifício. Levou muitos anos e fez exatamente como encomendado pelo Senhor seu Deus. Noé não teve dúvidas sobre seu chamado e sua tarefa. Isso é uma parte do projeto de Deus para ele pois para os passos seguintes era necessário que existisse uma arca. Sem ela, as etapas seguintes estavam comprometidas. Isso é exemplo para nós pastores e líderes – Deus tem uma chamada para nós e uma tarefa a ser feita que deve consumir um espaço de tempo considerável das nossas vidas  e dos nossos talentos e habilidades. Precisaremos de parcerias e somar esforços com outras pessoas e igrejas que complementam a nós e a eles, pois a tarefa de todos foi dada pelo mesmo Senhor, para cumprir o mesmo propósito ao final. Quando entregarmos essa primeira tarefa, virão as próximas revelações e os próximos passos. Para Noé, foi entrar na arca com sua família e animais e lá permanecer pelo tempo que fosse necessário, sem fazer nada, apenas sobreviver e estar pronto quando o novo tempo chegasse. Certamente esse tempo de transição é um tempo de provação, de restrição e aí será necessário valer-se da fé, senão a pessoa surtará. Uma das razões é o ativismo anterior e os resultados alcançados. Agora com pouca ou nenhuma ação, a pessoa pode entediar-se, sentir-se inútil e desencadear uma sucessão de ataques mentais e emocionais. Voce pode imaginar Noé, que sempre viveu livre, com espaço, muita coisa para fazer e agora confinado num espaço fechado, de aproximadamente 125m x 25m e 14m de altura, mas um andar inteiro cheio de animais todos esperando cuidados dele e outro andar provavelmente como almoxarife para armazenar víveres e etc. Já trancou um caipira do mato, numa kitenete no alto de um edifício na cidade grande? Quanto tempo para ele apelar? Pastores e líderes são ativos demais e quando necessário parar, alguns até se sentem acusados de vadiagem e ociosidade inútil. Mas, se é um tempo de reciclagem? De Preparação para uma nova etapa? Temos que orar, mas também vigiar. Um ano depois, era hora de dar uma olhada panorâmica na situação e sair da arca. Sair da arca!!! Sair ou não sair, eis a questão…

Senhor, obrigado porque tu nos dás as tuas revelações em etapas necessárias e suficientes para passos de fé e obediência. Ser fiel hoje é o que importa e deve ser feito. Saber que tu estás no comando faz toda a diferença. Oro por mim mesmo, que o meu coração se firme na tua fidelidade de que cuidarás de mim sem que eu tenha que criar meus próprios meus e modos de servir a ti. Pai, aqueles que lutam contra o tempo de transição e preparação, que o coração deles descansem em ti. Tu és o Senhor deles e suprirás tudo que for necessário. Que seja um tempo de aprendizagem e crescimento. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

A Pomba e o Ramo de Oliveira

Meditação do dia 09/01/2018

Gn 8.11 – E a pomba voltou a ele à tarde; e eis, arrancada, uma folha de oliveira no seu bico; e conheceu Noé que as águas tinham minguado de sobre a terra.

A Pomba e o Ramo de Oliveira – Para averiguar as condições fora da arca, Noé se valeu dos instrumentos de que dispunha no momento. Primeiro ele soltou um corvo que ficou indo e voltando e assim ele soube que ainda não havia condições apropriadas para sair. Alguns dias depois ele soltou uma pomba que também retornou à arca por não encontrar condições de pousar e isso também afirmou que havia ainda bastante água sobre a terra e precisava esperar mais. Depois de uma semana, ele a enviou novamente e desta vez ele voltou como uma mensageira de boas notícias. Ao passar o dia todo fora, retornou à tarde trazendo no bico um ramo de oliveira. Foi assim, que surgiu e ate hoje essa espécie de pássaro, se tornou um símbolo da paz. Esse ramo de oliveira, era uma boa notícia sobre as condições de vida na terra. Mesmo quando sem saber, ou ignorando a Deus e sua Palavra e alguns até negando a existência dos relatos do dilúvio, mas adotam a pomba como símbolo da paz, essas pessoas estão atestando a veracidade dos fatos. Um homem de Deus como Noé, fez um grande trabalho e estabeleceu condições de continuidade da raça humana e como servo de Deus, fez coisas que perduram até hoje. Isso atesta todo o contexto das promessas e alianças firmadas para conosco. Gosto de pensar em verdades como esta, descrevendo o valor do trabalho bem feito: Porque nunca será abalado; o justo estará em memória eterna (Sl 112.6). Quem diria que o simples ato de soltar uma ave para verificar as condições apropriadas para sair ou não da arca, se tornaria num patrimônio da humanidade, por todas as gerações e universalmente aceito. A Palavra de Deus fala muitas vezes, sobre a importância de pequenos feitos, que tem muito potencial. Jesus elogiou a mulher que quebrou o vaso de perfume e o ungiu, mesmo a contragosto dos discípulos; também em outra citação ele falou da importância de dar um copo de água para alguém; falou sobre os cuidados sociais com os pobres, que seria contado na eternidade como se fosse feito para ele. O escritor aos Hebreus fala de pessoas que sem saber hospedaram anjos. Como esquecer o pouco de azeite da viúva; a farinha da panela da outra viúva; os pães e peixes do lanche do garoto que produziu a multiplicação dos pães. Tudo isso e tantos outros exemplos que podem ser lembrados, nos mostram o cuidado divino para conosco e sua capacidade de fazer o que seria impossível e ainda estabelecer princípios que perduram para a eternidade. Coisas pequenas são importantes. Elas podem fazer toda a diferença!

Obrigado Senhor, pela maneira generosa de como o Senhor cria situações de glória para o teu nome e abençoa a fé e a disposição dos teus filhos. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Quarenta Dias

Meditação do dia 08/01/2018

Gn 8.6 – E aconteceu que ao cabo de quarenta dias, abriu Noé a janela da arca que tinha feito.

Quarenta Dias – Não sou muito dado a valorizar em demasia o misticismo criado sobre certos temas cristãos ou da nossa fé. Meu perfil é mais conservador, mas mantenho a mente aberta a verificar e aprender em toda oportunidade. Sei que se existe um esforço considerável para se estabelecer algo errado, é porque deve haver um paralelo verdadeiro. O mal não cria muito, ou nada, ele copia e desvirtua tudo que lhe for possível. Digo, para introduzir o peso que os números exercem sobre as pessoas e cristãos são pessoas; assim uns supervalorizam e outros menosprezam. Como aceitamos na boa interpretação bíblica o uso de figuras, símbolos, tipos, alegorias etc. Assim também os números tem certa simbologia e ilustram certos princípios que podem nos ensinar coisas boas. Quando lemos um texto, a primeira prioridade no entendimento é aceitar a verdade literal; caso isso não seja possível, então vem as demais possibilidades figurativas. Assim quando a Bíblia faz uso desses recursos de linguagem, podemos interpretá-los dentro de um contexto de coerência, literal ou simbólica. Encontramos muitas vezes na Palavra de Deus o uso do número quarenta (40). Certamente, no contexto do acontecimento ele é literal e significa exatamente quarenta unidades de alguma coisa. Mas pode ser em muitos casos ter “aplicação” figurada, simbólica. Nesse número, há uma enorme colaboração de provas, para que venha a simbolizar “um tempo de provação ou dificuldades.” Podemos lembrar dos quarenta nos do êxodo dos hebreus, um ano para cada dia, do tempo que os espias levaram para espionar a terra prometida. (Nm 14.33,34). Moisés na presença de Deus para receber as revelações (Ex 34.28). Elias na sua peregrinação (I Rs 19.8). Jesus, na preparação para iniciar sua jornada ministerial (Mt 4.2). Sendo assim, também Noé, após todo aquele tempo dentro da arca e já com as chuvas tendo cessado, ficou por quarenta dias aguardando para abrir a arca e fazer a primeira tentativa de sair. Quem nunca passou por um período difícil? Quem não fica ansioso para sair das pressões e tribulações da vida? Mas podemos entender que o Senhor tem propósitos em trabalhar nosso caráter, nossas habilidades e não se faz isso na teoria e sim na prática, no campo de provas. Ser provado, testado, não é ruim, nem destrutivo; ao contrário, é benéfico e digno de ser recebido com alegria e dar o devido tempo para a maturação do processo. Depois virá a recompensa e a bênção de ser uma pessoa aprovada. Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações; Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência. Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma (Tg 1.2-4). Mesmo na provação, nos seus “quarenta dias” Deus estará contigo, comigo, conosco para proteger e nos levar ao crescimento.

Obrigado Pai, pela oportunidade de ser provado e testado para meu crescimento e aperfeiçoamento, para te servir melhor e compreender o bom caminho proposto a mim na tua Palavra. Conceda-nos um dia de vitória sobre as dificuldades e provações, para aprimoramento, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deus Lembrou de Noé

Meditação do dia 07/01/2018

Gn 8.1 – E lembrou-se Deus de Noé, e de todos os seres viventes, e de todo o gado que estavam com ele na arca; e Deus fez passar um vento sobre a terra, e aquietaram-se as águas.

Deus lembrou de Noé – Como Deus se lembrou se ele não esquece? Brincadeirinha!!!! Nosso objetivo aqui não é tese de teologia e prova a ortodoxia doutrinária, se bem que não pretendemos escrever e nem defender nada que não seja bíblica e doutrinariamente correto. Só não nos desviaremos do propósito devocional, para discutir minucias doutrinárias, ok. Simplificando: Cremos que o Deus a quem servimos é Onisciente, ou seja, ele sabe tudo, nada escapa ao seu conhecimento e como tal, Deus não esquece, não tem problema de memorização, para deixar escapar qualquer coisa, ou deixar as coisas passarem do tempo etc. Entendemos que a Bíblia é literatura, e escrita por humanos para os humanos, portanto faz uso de recursos da linguagem humana. Não vamos pensar que aconteceu como conosco, quando colocamos água para ferver e fazer um café e nos distraímos com outra atividade e de repente assustamos ao lembrar de que algo foi deixado de lado. Deus não fechou Noé na arca e se ocupou de outras coisas e de repente, caiu a ficha! “Uau! Esqueci a turma no barquinho!!!!” Expressão semelhante encontramos em Ex 2.24, quando Deus estava iniciando o projeto com Moisés para a saída dos Israelitas do Egito. E ouviu Deus o seu gemido, e lembrou-se Deus da sua aliança com Abraão, com Isaque, e com Jacó; Fique Tranquilo, Deus não tem problemas de amnésia. Como seres falíveis, nossa maior aposta é no amor de mãe, é só superável pelo amor de Deus, e até ele mesmo trabalha com esse perfil: Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti (Is 49.15). Tudo o que Deus diz, está nos seus planos honrar e cumprir fielmente, sem precisar de garantias, juramentos ou qualquer outro instrumento que dissuada do não cumprimento. Tanto construir a arca, quanto entrar nela e sair depois, para recomeçar eram partes importantes de um único projeto. Uma coisa está intrinsicamente ligada a outra. Assim, como a história de Noé faz parte de um projeto maior de redenção, que tem cunho eterno. Noé foi uma peça nessa colcha de retalhos, e nós hoje também estamos complementando o trabalho de gerações anteriores e de histórias anteriores. Nada é por acaso e nada é sem significado. Queridos, não subestimem os vossos potenciais, os vossos ministérios e nem as oportunidades de servir e fazer coisas construtivas. Voce não está esquecido nesse fim de mundo, nem nessa condição. Se há algo que você mesmo pode fazer para mudar a situação, faça, tome a iniciativa. Se por obediência precisa estar, faça com alegria, fé e esperança pois no devido tempo, será honrado. Se está em dificuldade por decisão errada, pecado ou desobediência, levante-se e reconcilie-se com a verdade e dê a volta por cima; não fique prostrado chorando o leite derramado. Faça algo novo e levante-se no poder do Espírito Santo, sem tentar provar nada para ninguém. Recomece! Noé recomeçou em obediência, mas quem conhece a história sabe que ele também pisou na bola depois, mas isso não apagou a história e o trabalho feito anteriormente. É tempo de restauração. Esse pode ser o seu ano do jubileu, quando te é proclamado liberdade para voltar para casa, para sua família e quando sua herança te é restaurada legitimamente. Siga pela fé.

Senhor, obrigado por nos manter em constante cuidado sob tuas vistas. Obrigado pela capacidade de restaurar quando falhamos, fracassamos e temos de iniciar tudo de novo; obrigado, pois isso é favor que não merecemos mas a tua graça nos habilita a receber de tuas mãos. Restaura, ó Senhor essas vidas, esses ministérios e permita-os ver até onde vai a extensão da tua misericórdia e poder perdoador. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Com Hora Marcada

Meditação do dia 05/01/2018

Gn 7.11 – No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, naquele mesmo dia se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram,

Com Hora Marcada – Imprecisão não é uma marca de Deus e de suas atuações. Deus é preciso, cirúrgico, cronometrada, pesado e medido na dose exata. Provavelmente ninguém poderia levar o título de arquiteto perfeito senão o Senhor, nosso Deus; com o devido respeito aos meus amados e queridos arquitetos e também os matemáticos, a quem admiro muito, mas vocês não são páreo para ele. É só observar as belezas e precisões exatas espalhadas por toda criação. Como se quebram as ondas do mar em proporções; as simetrias nas pencas de bananas, os anéis da casca do abacaxi, nas carreiras de grãos de milho na espiga, nos cristais de neve…. vem tudo contadinho, certinho, só uma anomalia para causar discrepância. Grandes eventos das novas vidas são marcados com precisão e a memória retém aquilo de forma indelével. Dia de seu aniversário, data de casamento, nascimento de filhos e uma vasta rede de precisão na vida. Um dos textos bíblicos referenciais dessa agenda bem organizada do Senhor nosso Deus é Gl 4.4,5. Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos.Todos os acontecimentos desde o Éden, até chegar na manjedoura em Belém, estavam sendo cronometrados, guiados e conduzidos com mão segura e firme de forma que reis e imperadores, governos e povos trabalharam e produziram seguindo uma uniformidade de propósito de forma que na hora certa, tudo se encaixou como planejado. Podem pensar à vontade o que quiserem, que Deus manipulou, guiou, controlou, usou, mexeu os pauzinhos, virou mesas – pode pensar e dizer sobre destino, predestinação, conspiração cósmica universal, aleatoriedade… fiquem à vontade, sirvam-se. Eu, para mim, fico com o mais simples: Eis que as primeiras coisas já se cumpriram, e as novas eu vos anuncio, e, antes que venham à luz, vo-las faço ouvir. Vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor, e meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá. Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador. Eu anunciei, e eu salvei, e eu o fiz ouvir, e deus estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor; eu sou Deus. Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” (Is 42.9; 43. 10-13). Noé não sabia precisamente quando as coisas aconteceriam, nem depois que entrou na arca ele não sabia que dia ou hora iniciaria a chover; no final ele também não sabia  se já dava para sair da arca. Ele não sabia, mas o Senhor sim, sabia perfeitamente e precisamente. Aconteceu no dia 17/02/600 da vida de Noé. Quando acontecerá o arrebatamento da igreja, a volta de Jesus? Não sei. Não sabemos. Mas Deus sabe, está marcado na sua agenda, circulado igual fazemos nas folhinhas ou na agenda. A fé em Cristo nos leva a viver bem com isso, porque o Senhor cuida tão bem de nós e das coisas necessárias e importantes, que esses detalhes pode ficar só com ele que está muito bem. Sem falar que há as questões de estratégias, pois tem um inimigo de olho querendo frustrar os planos de redenção desde o começo, mas Jó já sabia das coisas: Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido (Jó 42.2).

Obrigado, Senhor meu Deus, por ter tão perfeito controle das situações da minha vida e de tudo que diz respeito ao teu eterno propósito de amar e salvar os homens. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Sete Dias

Meditação do dia 05/01/2018

Gn 7.10 – E aconteceu que passados sete dias, vieram sobre a terra as águas do dilúvio.

Sete Dias – Como definir o que é muito tempo ou pouco tempo? O que pode acontecer em sete dias? Para algumas atividades ou acontecimentos, o espaço de sete dias, uma semana completa, pode ser muito tempo, tempo demais; para outras situações se trata de um período ínfimo, que não faz peso nenhuma, não acrescenta em nada. Para quem vai viajar de férias, para um lugar paradisíaco dos seus sonhos e com as melhores companhias, é muito pouco tempo; para quem está numa situação de sofrimento e dor por exemplo, esperar mais sete dias é tempo demais. Agora vamos pensar na experiência de Noé, com esses sete dias e a nossa experiência com alguma promessa de Deus para se cumprir em nossa vida. Depois de trabalhar por mais de cem anos na confecção da arca e finalmente vê-la pronta e ver os animais de uma forma inaudita se aproximando de maneira amistosa, organizada em duplas, sem dúvida alguma, Noé se sentia realizado e via se comprovando que não estava maluco e nem inventara tudo aquilo. Eu sou um líder espiritual e responsável por uma igreja local; como tantos outros colegas de ministério entendemos muito bem o conceito de liderança e os princípios de autoridade delegada. Deus sempre está direcionando o curso da sua obra, afinal ele tem um projeto eterno em andamento e conta com a participação de muitas pessoas e outro tanto de fatores para serem levados em consideração para o sucesso final. Então uma verdade importante precisa estar sempre fresca na nossa mente, tanto de líderes quanto de liderados: Deus fala sempre e prioritariamente com o líder a quem ele delegou a responsabilidade principal. Costumo ensinar aos líderes em treinamento, que o princípio funciona semelhante a direção de um carro. Quem está no volante, está no comando das ações e sobre ele pesa toda a responsabilidade das ações e sobre a vida dos demais ocupantes do veículo. A visão de quem está na direção, é totalmente diferente da visão que qualquer outro passageiro! A visão de quem recebeu a missão é totalmente diferente da visão de qualquer auxiliar, participante ou assistente, mesmo sendo algum deles um líder também. Por isso, Deus fala com Noé, com Abraão, com Moisés, Josué, Davi…etc. Mesmo em liderança compartilhada e com parceiros maduros, experientes, Deus sempre vai tratar diretamente com o líder principal e deve haver uma confiança e sintonia entre a equipe e o líder. A não compreensão dessa verdade gera muita desconfiança, murmuração, descontentamento e daí nascem sérias dificuldades. Quem aí gosta de caronista dando pitaco enquanto você dirige? O ângulo de visão dele não é o mesmo seu e ele precisa confiar e você pode pedir ajuda e fazê-lo útil. O que será que estava acontecendo dentro da arca trancada por fora por Deus e toda a família e a bicharada do lado de dentro? “Cadê a chuva, pai?” – perguntaria alguém. Certamente a cada hora, a cada novo dia, o pressão só aumentava e eu hoje e você, sabemos que ao fim dos sete dias, as coisas aconteceram, mas eles não sabiam que seriam sete dias ou quantos seriam. O silencio de Deus te incomoda? Quando ele dá apenas a informação básica, você também gostaria que viesse junto um manual com tudo explicadinho e ainda os desenhos de como as peças se encaixam? Eu também! Mas a realidade é outra. O justo sempre, sempre viverá da fé! Mesmo quando não entendemos, podemos e devemos acreditar e confiar no Senhor, pois ele não erra, não falha e não deixa os seus envergonhados. Nunca! Hoje está fazendo sete dias que… o que fará nos próximos sete dias? O que acontecerá no mundo, nos próximos sete dias? Quem você acha que está no comando das coisas? A resposta teórica é uma, mas a verdade no seu íntimo diz o quê?

Oh! Deus, fiel e salvador nosso, que bom que todas as coisas estão sob o teu absoluto controle, domínio e poder. Graças à tua misericórdia, ficamos as vezes trancados do lado de dentro e o Senhor no comando do lado de fora; o tempo parece uma eternidade e a pressão é muito grande; mas acreditamos em ti e na tua fidelidade. Assim como para Noé, a mesma porta que o mantinha confinado, também o protegia de tentar salvar a si mesmo ou sair para agir por conta própria. Preciso de serenidade e sabedoria para lidar comigo mesmo e meu desespero por agir, quando o Senhor entende que é tempo de ficar quieto, calado e só observar o teu agir. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Fator Idade

Meditação do dia 04/01/2018

Gn 7.6 – E era Noé da idade de seiscentos anos, quando o dilúvio das águas veio sobre a terra.

Fator idade – Não vivemos fisicamente tantos anos quanto às pessoas antediluvianas viviam por diversos fatores. Mas já estamos vivendo um pouco à mais do que algumas das nossas gerações anteriores. Sempre que penso em termos de “viver,” sempre me vem algo em mente: A qualidade dessa existência. Me refiro a um conjunto de fatores que fazem com que ela tenha um real significado e contribua significativamente para o bem de sua geração. Sabemos de algumas pessoas ilustres que fizeram muito nos seus dias e morreram antes dos trinta anos de idade. Hoje, aos trinta muitos ainda são adolescentes vivendo às expensas dos pais sem nada de produtivo; ao mesmo tempo, temos alguns antes dos vinte anos já notáveis e milionários por suas habilidades criativas e produtivas. Em João 10, Jesus falou sobre vida abundante. Claro, não se trata de vida longeva, infinita daqui para frente, Zoe, a palavra original empregada ali tem mais a ver com a qualidade, a essência dessa vida e nesse caso é o mesmo tipo de vida que Deus tem ou é. Porque a promessa de vida eterna, tal qual encontramos nos evangelhos e na Bíblia como um todo, não pode simplesmente significar vida sem fim. Imagina alguém com problemas de saúde, vivendo eternamente assim. Claro, também ninguém espera viver eternamente nesse corpo físico, que é mortal. Mas voltando ao nosso tema, Noé estava com seiscentos anos e estava concluindo uma importante etapa de sua vida, e assim que saísse da arca, iria recomeçar não só a sua jornada, mas recomeçar o projeto de Deus de povoar a terra. Agora ele já tinha alguma experiência de vida, já estava experiente em algumas habilidades e já possuía alguma tecnologia, ou ferramentas importantes. Em que etapa de vida você está agora nesse início de ano? Já se vê velho demais para aprender novas habilidades? Não quer mais iniciar nada novo? Esse ano, chego nos 59 anos, já passei do meio dia da vida; mas estou pensando se estou velho ou novo demais. Para algumas coisas sim e para outras, não! Mas o que Deus espera de mim? Aí sim, isso me interessa. Entendo que estou no tempo de uma transição de atividades; agora começa uma fase muito boa e produtiva pela experiência, sabedoria e habilidades desenvolvidas e testadas até aqui. No futebolês, começo a conhecer os atalhos do campo, preciso de menos força e velocidade, que podem ser compensados por razão e maturidade. Noé ao desembarcar da arca via novos horizontes e ele tinha a oportunidade de começar de novo e teria muito o que aprender, pois o diluvio mexeu com muita coisa que ele conhecia que agora não existia e novas apareceram. Na verdade, em todas as etapas da vida temos que aprender novas coisas, sempre, pois é um território inteiramente novo para todos nós. Não endureça, não fique rígido e inflexível em nenhum aspecto. Tente desfrutar da paisagem nova que aparece em cada janela, em cada curva dessa estrada da vida. Você é importante para muitas pessoas, só por existir! Não as decepcione! Deus também conta com você, mesmo que ele possa fazer tudo sozinho; ele gosta de companhia, de parcerias e especialmente de comunhão.

Pai, aqui estamos, na etapa certa para realizar essa parte da vida e ser bênção para ti e para tantos quantos pudermos ser. Graças te rendemos pela presença confortadora do Espírito Santo, que pode nos guiar nessa jornada e fazer com que seja um desafio agradável e gratificante, todos os dias, especialmente pela tua presença em nós. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason