A Terra de Gósen

Meditação do dia: 19/05/2021

“E habitarás na terra de Gósen, e estarás perto de mim, tu e os teus filhos, e os filhos dos teus filhos, e as tuas ovelhas, e as tuas vacas, e tudo o que tens.” (Gn 45.10)

A Terra de Gósen – A fé e a terra, tem estreitas ligações. Qualquer que seja a abrangência do significado ou aplicação dessa palavra, a terra é muito importante. Nosso planeta tem esse nome, pode até ser por ter parte coberta por águas e a outra seca, assim chamada de terra. Aplicamos em muita diversidade, desde o pó, até nações ou regiões extensas. Utilizamos como pátria, para designar onde nascemos, moramos, vivemos ou adotamos como nosso lar. Poeticamente as pessoas são descritas como muito apegadas à sua terra e é cantada em versos e prosas em todos os cantos desse mundo. Quem vive longe de suas origens fala com saudades e das lembranças que trazem no coração e as memórias que conecta a uma vasta ligação emocional. Amamos os sotaques e peculiaridades de nossa terra. Muitos aceitam viver toda a sua vida fora, mas planejam e deixam como última vontade, ser levado de volta para o descanso eterno na mesma terra onde nasceu. A Bíblia diz que na terra está a nossa origem e também o nosso fim; “No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás” (Gn 3.19). Então estamos de fato muito ligados às nossas origens. Outra versão desse sentimento de pertencimento é a luta humana por ter um lugar para chamar de seu. Todos querem ter onde fincar raízes e mesmo quem escolhe um estilo nômade de vida, ainda quer ser respeitado por sua origem e sua terra natal. Os leitores da Bíblia, sabem que há uma intensa atividade que liga alguém a algum lugar e por esse sagrado pedaço, as civilizações nasceram, floresceram, lutaram, sobreviveram, mataram e morreram. Quando citei fé e terra como componentes importantes na nossa prática, posso leva-los pela linha de pensamento, que não é só minha ou de algum grupo, mas acima de tudo, algo que nos conecta a Deus, as alianças e promessas eternas. Adão recebeu o encargo de cuidar da terra, cultivá-la e povoá-la. Ganhou um lugar lindo, de onde foi expulso pelo seu pecado. Caim, saiu de casa e foi para outras terras. A civilização cresceu, se corrompeu e encheu a terra de maldade. Anjos abandonaram seus lugares e vieram viver na terra e se tornaram os famosos de sua época;  alguns até lhes atribuem a origem dos gigantes aqui existentes. Noé em obediência se salvou e começo o trabalho de repovoar a terra. Logo apareceram os que resistiam à ordem divina de espalhar e surgiu a Torre de Babel e a confusão das línguas. Abraão, onde recomeça nossa saga espiritual, foi chamado para sair da sua terra e ir para outra que Deus lhe mostraria e lhe daria a ele e à sua descendência; de quem estamos falando nessas meditações sobre José. Para não prolongar tanto, tem a conquista da Terra Prometida, tem a promessa de um novo céu e uma nova terra; tem um milênio sob o governo de Cristo aqui na terra e tem a eternidade toda pela frente. No texto de hoje, José, agora em condições de liderar sua família para a sobrevivência no tempo oportuno, se revela aos irmãos e eles não tem como não seguir suas ordens e instruções, porque o “Zezinho” agora é o “Cara!” Se não atender, ele manda prender e jogar a chave fora e eles sabem que já preencheram suas cotas de meninos maus e agora é a vez de José e seus sonhos se realizarem em família. Ele quer que seu pai e toda a família, com tudo que possuem, venham viver no Egito sob sua proteção, com a devida bênção do Faraó e assim já até designaram a Terra de Gósen, uma estreita faixa de terra fértil no leste do delta do Nilo. Os hebreus se fixaram ali, cresceram e embora tudo aquilo fosse Egito, aquela porção que abrigava o povo de Deus, se tornou uma terra protegida e podemos ver que nas pragas enviadas contra o Faraó, o Egito e seus deuses por ocasião do êxodo israelita, essa faixa de terra era protegida e não era afetada como o restante do país e seus moradores. A lição: Um lugar para chamar de nosso, dado por Deus, ainda que não seja permanente. Esse lugar, situação, condição ou privilégio precisa ser assim entendido. É um para experiencias de trabalho, aprendizado, sofrimentos, milagres e provisões divinas até o tempo determinado. Um dia a libertação vem e a ordem para partir acontece. Não saia antes, mas também não fique depois do que foi determinado por Deus. Nunca saia do centro da vontade divina para sua vida ou no cumprimento de uma missão. Somos chamados a nos consagrar à Deus – onde, como, quando e com quem – é problema do Senhor que chama! A terra de Gósen é nossa até Deus disser que não é mais.

Senhor eterno, obrigado por nos chamar para servir ao Senhor em alguma causa, em algum lugar, por determinado tempo. Tudo isso faz parte do teu cuidado para conosco e quando for necessário, novas portas se abrem e novas oportunidades aparecem. Podemos confiar na tua capacidade de guiar e governar nossas vidas. Te louvamos por sermos os teus filhos, sermos aceitos, amados e escolhidos para esse tempo e esse lugar no teu serviço. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s