Ficou Difícil de Esconder

Meditação do dia: 13/10/2021

“Não podendo, porém, mais escondê-lo, tomou uma arca de juncos, e a revestiu com barro e betume; e, pondo nela o menino, a pôs nos juncos à margem do rio.” (Êx 2.2)

Ficou Difícil de Esconder – Estou muito feliz em iniciar essas meditações diárias sobre a vida e o ministério de Moisés, que foi um dos maiores homens que a história humana já produziu. Todo o contexto de sua vida, do começo ao fim, foi marcado pelos sinais milagrosos, grandes livramentos e uma inteira consumida em função de uma missão. Podem ser feitos diversos paralelos com a vida de muitos de nós, mas irá sobrar maravilhas do lado dele. Todos os detalhes, dos grandes, macros, até os mínimos que precisariam de microscópios potentes para perceber, tudo foi feito para receber, treinar e deixa-lo em condições de ser quem foi, fazer o que fez e se por exagero alguém quiser dizer que se alguém nesse mundo foi inigualável, então esse título cai muito bem para Moisés. Depois de nascido e preservado escondido por três meses, o risco foi crescendo muito mais rápido do que o próprio menino e uma nova estratégia precisava ser descoberta ou criada para que aquela vida fosse preservada à todo custo. Para os pais, ainda era um desafio de fé, pois acreditavam na promessa de Deus que seu povo seria liberto da escravidão e voltariam para a sua Terra Prometida. Isso exigiria um libertador, e por que, não poderia ser aquele menino formoso? Estamos falando sobre nós mesmos – quando acreditamos em uma promessa divina, sabemos que ela se encaixa nas nossas necessidades e prioridades; ainda mais, podemos acrescentar, que o melhor tempo para ela acontecer está chegando. A questão é muitos vê a promessa, mas não querem trabalhar para vê-la se materializando e ganhando forma. Por vezes, acomoda-se ou sendo até radical demais, acovarda-se, servindo de máximas medíocres para justificar a indolência; estou falando ou escrevendo para mim mesmo também. Já concordei muitas vezes que “é melhor ser um cão vivo do que um leão morto” (Ec 9.4). Nas minhas precipitações de insensatez, defendi conceitos como aqueles que afirmam que “quem luta e corre, tem vida para lutar outra vez!” Todos que fugiram das batalhas ou se esconderam de enfrentarem suas pelejas, afirmam que isso é a mais pura verdade! A verdade é que as grandes batalhas são feitas por grandes guerreiros e estes são forjados nas grandes provas e momentos difíceis. O texto bíblico que me chama a atenção para um paralelo com a dificuldade que os pais de Moisés enfrentaram de mantê-lo às escondidas é um ensinamento de Jesus Cristo: “Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa (Mt 5.14,15). Nossa identidade está intimamente associada ao nosso destino, à missão de nossa vida; por isso somos sal e luz e chega um momento que não dá mais para esconder, ofuscar ou manter em segredo a razão de nossa existência. Precisamos acreditar que quando acabam os nossos recursos, podemos confiar na grandeza e no poder do nosso Deus, que irá tomar as medidas necessárias para que seus planos não sejam frustrados. Ao dar um passo de fé, iniciamos uma nova etapa da jornada e novas portas irão se abrir e novos horizontes vão se descortinar diante de nós. o futuro sempre será um tanto quanto assustador e tudo que iniciamos causa inquietação em nossa alma. É muito grande a tendência a facilitarmos o trabalho da inércia, deixar como está, para ver como é que fica! A bíblia demonstra com muita abundancia que somos muito limitados e nossas previsões são em muito baseado no que julgamos bom, seguro ou sensato; mas os lugares mais perigosos podem se revelar os mais seguros e os improváveis se revertem nos maiores acertos. “Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; para que nenhuma carne se glorie perante ele” (1 Co 1.27-29). Deus  escolhe as suas armas e estratégias para vencer suas batalhas e ele sempre acerta, ainda bem que estamos do lado dele! Ou melhor, Deus está conosco, Deus está contigo, ontem, hoje e sempre!

Senhor, receba a nossa oração de gratidão e louvor por ser o nosso Pai, o nosso Deus e Salvador. És mais do que suficiente, Todo-Poderoso e que não perde uma batalha sequer. Nada é por acaso e não há acidentes de percurso, pois tens todas as coisas sob o teu governo e isso nos conforta e consola em todo tempo. Sei que minha vida está muito bem segura em tuas mãos, ainda que eu nem sempre veja assim, mas posso confiar. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s