Seu Nome, Jacó

Meditação do dia 08/05/2019 

 “E depois saiu o seu irmão, agarrada sua mão ao calcanhar de Esaú; por isso se chamou o seu nome Jacó. E era Isaque da idade de sessenta anos quando os gerou.(Gn 25.26)

 O Seu Nome, Jacó – Já falamos bastante em meditações anteriores sobre os critérios que os pais utilizam para dar nomes aos seus filhos. Uns são criativos, inventivos e outros vão pela sonoridade de uma palavra e muitos outros partem para as homenagens de todos os tipos. Isso tem um forte componente cultural e quanto mais os anos vão se passando e a globalização se confirmando como uma oportunidade de uma grande aldeia quase sem fronteiras, isso dá acesso a uma gama de conhecimentos e aspectos de outras culturas que passam a ser admiradas e copiadas – e os bebês carregam essas marcas impostas pelos pais. Na antiga cultura hebraica bíblica, estaríamos lidando com os primórdios da civilização e ali estavam nascendo as nações e culturas que hoje consideramos antigas, firmes e influenciadoras, como é o caso da hebraica. Que segundo nos consta o Livro de Gênesis, esse nome vem de Héber tetraneto de Noé e sete gerações antes de Abraão. Para nós brasileiros que nascemos em 1500 d.c. eles são mesmos antigos. Voltando a nossa tese, Isaque e Rebeca escolheram o nome Jacó para o segundo filho, pela conduta, se assim pode ser chamado, ao nascer já vir segurando o calcanhar o seu irmão. Pareceu algo significativo, e visto como trapaça, ou seja, ele já escolhera “pegar uma carona” já que iriam para o mesmo lugar e assim ele economizaria esforços no seu primeiro trajeto de vida. Como os pais já estavam monitorando todos os movimentos deles, antes mesmo de nascerem, porque havia uma profecia sobre rivalidade e supremacia de um contra o outro. Entendemos e sabemos que eles também sabiam, que ao dar um nome a um filho, isso se tornaria determinante para a vida, o caráter e as características da pessoa. Começando pela repetição contínua da palavra ao chamar a criança. Assim todas as vezes que a criança é chamada ou seu nome é citado, se reafirma aquela verdade que o nome significa. Assim, nomes fortes, positivos, construtivos e abençoadores, sempre serão favorecidos. Mas não estamos dizendo que isso por si só é a fonte do sucesso e da prosperidade. Nada substitui a boa criação, com bons princípios, boa educação, bons exemplos e muuuuuuita disciplina e aplicação dos princípios da Palavra de Deus. Como a própria história de Jacó vai nos contar, um dia, a pessoa precisará ter uma experiência de encontro com Deus que a transformará de fato e de verdade, para realizar o projeto para o qual ela foi criada. Eu creio nisso.

 

Senhor, obrigado por prometer que na eternidade, todos receberemos um nome novo que só o Senhor e quem o recebe, sabe. Te louvamos por estar sobre nós a autoridade e o poder do nome mais poderoso do universo, o nome de Jesus, que alcançou isso pelo seu nascimento, pela sua obra e pelo consentimento do Pai, assim se tornando o nome sobre todo o nome, para o qual todo joelho se dobrará e toda língua confessará que ele é Senhor para glória de Deus Pai. A ele, nosso louvor, honra e glória em todo tempo, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Gêmeos

Meditação do dia 07/05/2019 

 E cumprindo-se os seus dias para dar à luz, eis gêmeos no seu ventre.(Gn 25.24)

 Gêmeos – Esse fenômeno já foi visto em algumas épocas e culturas, como algo não bom. Hoje, tudo indica que já é uma questão superada e até se comemora muito o nascimento de gêmeos numa família. Os mais aguardados e apreciados são os univitelinos, ou gêmeos idênticos. Ver tudo em dobro em casa deve ser uma experiência e tanto. Foi essa a cena que finalizou a espera de Rebeca e Isaque desde que ficaram sabendo que duas nações e dois povos já travavam lutas no ventre da mãe. Eles poderiam ter passado a esperar gêmeos mesmos, mas também poderiam ter a expectativa de uma criança e à partir dela essas profecias viessem a se desenrolar em nações conflitantes. Poderia ser que tal qual Abraão, terem apenas um herdeiro e ele nos dias terem dois que seriam os herdeiros naturais mas também desse profecia. Qualquer que fosse a expectativa dos pais, vieram gêmeos e o segundo a nascer já veio agarrado ao calcanhar do irmão, o que já despertou curiosidade sobre ele. Futuramente, viemos a entender que dentro de sua multiforme sabedoria, Deus faz escolhas e nos torna participantes de sua graça independente de merecimentos ou ações nossas que poderiam indicar tendências ou créditos. Ele é soberano e age como tal e nesse condição não precisa explicar nada; embora nossas cabeças ocidentais não goste nada disso. “Porque, não tendo eles ainda nascido, nem tendo feito bem ou mal (para que o propósito de Deus, segundo a eleição, ficasse firme, não por causa das obras, mas por aquele que chama), Foi-lhe dito a ela: O maior servirá ao menor. Como está escrito: Amei a Jacó, e odiei a Esaú. Que diremos pois? que há injustiça da parte de Deus? De maneira nenhuma” (Rm 9.11-14). Lembrando que foi Deus mesmo que dissera a Rebeca que os meninos iriam se tornar nações, que iriam se rivalizar e que o menor teria vantagens sobre o maior. Já estava escrito.

 

Obrigado Senhor por guiar nossas vidas e nossos ministérios. Nosso desejo é te agradar e andar por caminhos que leve o teu reino a ser estabelecido conforme está profetizado. Assim, a tua glória será sempre engrandecida. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Duas Nações e Dois Povos Divididos

Meditação do dia 06/05/2019 

 “E o Senhor lhe disse: Duas nações há no teu ventre, e dois povos se dividirão das tuas entranhas, e um povo será mais forte do que o outro povo, e o maior servirá ao menor.(Gn 25.23)

 Duas Nações e Dois Povos Divididos – Essa foi a resposta que Rebeca recebeu de sua consulta a Deus sobre os acontecimentos em seu ventre. Ela estava gestando duas nações e dois povos que se dividiriam e um prevaleceria contra o outro; o que seria tido por maior serviria ao menor. Uma mãe recebendo uma profecia dessa, tem muita coisa para guardar no coração e manter observações constantes sobre os acontecimentos e comportamentos dos filhos. Ela receber a notícia de que seria mãe de duas nações, era uma excelente notícia e fazia parte do contexto de bênção familiar que recebera ao sair de casa anos atrás para se casar com Isaque. De agora em diante vamos observar e meditar sobre a vida e os acontecimentos do patriarca Jacó, posteriormente Israel. Um elemento muito rico em termos de devocionais, pois ele foi uma pessoa que experimentou de tudo que essa vida pode oferecer a um homem. Tão dedicado a sua fé e às raízes daquilo que seu pai e seu avó cultivaram, mas com uma dose extra de pessoalidade e também o gosto meio amargo de enfrentar um irmão que rivalizava o tempo todo e foi algoz por muitos anos. Ao olharmos as histórias dos personagens na nossa Bíblia, podemos nos identificar com vários e em muitos dos seus próprios aspectos, pois são histórias de pessoas que também serviram a Deus, viveram em contextos de sofrimentos, perseguições, tiveram dramas pessoais e familiares, sofreram perdas, alcançaram vitórias, tiveram respostas poderosas de orações e também ouviram o silencio de Deus. Nada que eu e você não saibamos ou não estejamos enfrentando ou tenhamos enfrentado. Mas como diz o texto de Romanos: Porque tudo que dantes foi escrito para nosso ensino foi escrito, para que, pela paciência e consolação das Escrituras, tenhamos esperança (Rm 15.4). Cheios de esperança de encontramos bons momentos com a Palavra de Deus, abramos os nossos corações para conhecer mais sobre o nosso próximo patriarca.

 

Senhor, com boas expectativas iniciamos nossas meditações sobre a vida e o ministério de Jacó; alguém que andou contigo em aliança de fé e obediência e através dele as promessas feitas e confirmadas aos demais patriarcas se transformaram em uma nação. Ilumina os nossos corações para aprendermos e crescermos em fé diante de ti e sermos bênçãos em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Prestação de Contas

Meditação do dia 05/05/2019 

 “E o servo contou a Isaque todas as coisas que fizera.(Gn 24.66)

 Prestação de contas – Fechando essas meditações nos baseando na vida e na pessoa do Mordomo Eliézer, e faço questão de registrar com M maiúsculo a palavra mordomo, por se referir a esse literalmente “servo de Deus” e um exemplo de excelência no servir. Não quero pensar nele como “imagina se ele fosse um pastor, um apóstolo, ou um líder…” quero me concentrar nos fatos: Deus o chamou para ser um servo, um mordomo e ele o foi no melhor sentido que essa palavra possa expressar. Alguém diria para contestar: “Ah! Mas ele foi servo de Abraão! Aí, até eu!” Não se é não! Estaríamos discutindo a excelência e a bondade, generosidade de Abraão no trato com seus servos e etc. Aqui vimos o trabalho, a dedicação e ministério de excelencia que ele fez na sua função. Certamente ter um pessoa boa, honesta, justa e temente a Deus como senhor é melhor que uma pessoa ímpia e má. Mas quero dizer que o cumprimento do chamado tem à ver conosco mesmo e não com as pessoas, a sociedade e ou líderes acima, ao lado e abaixo de nós em quaisquer níveis. Obadias, nos tempos do profeta Elias, era mordomo de Acabe e Jezabel e mesmo assim ele foi notável e fiel, salvando vidas preciosas escondendo e alimentando-os em cavernas. “E Acabe chamou a Obadias, o mordomo; e Obadias temia muito ao Senhor, Porque sucedeu que, destruindo Jezabel os profetas do Senhor, Obadias tomou cem profetas, e de cinqüenta em cinqüenta os escondeu numa cova, e os sustentou com pão e água” (1 Rs18.3,4). Obadias respeitava Acabe, mas TEMIA a Deus, percebe a diferença. Nos dias apostólicos, Paulo exortou a seu pupilo Timóteo: “Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério” (2 Tm 4.5). Sofrimento, oposição, perseguição e tudo mais, sempre existiu e não é novidade dos dias da igreja moderna e pós moderna. Assim como é maravilhoso e muito íntimo o chamado no indivíduo, só a própria pessoa sabe e as demais só podem confirmar aquilo que Deus colocou no coração. Podem até trabalhar contra e tentar convencer a desistir, trocar ou esquecer… mas quem é chamado de verdade sabe que não presta para mais nada. Poderá se dar bem, ser bem sucedido e famoso em outras áreas, mas nunca estará realizado no íntimo. Eliézer chegou da viagem e prestou contas de tudo o que aconteceu. Palavras simples mas que significam muito. Ele poderia simplesmente chegar e dizer: “aqui estão os servos que me acompanharam, todos bem e em boas condições; aqui estão os camelos, saudáveis e bem cuidados; aqui está a moça, pode ver que é bonita e no mais é o senhor que vai dizer…; aqui estão os excedentes de dinheiro, joias, presentes, armas, provisões e etc. tudo em ordem, conferido e entregue.” Mas fidelidade vai muito além de números exatos, cuidados precisos e responsabilidades assumidas. Fazer o que se espera, é ser inútil. Deus nos concedeu mais que a posição de servos! É justo oferecermos mais que serviço de servos! Eliézer, quero tomar um café contigo daqui uns tempos, sou seu fã!

 

Senhor, obrigado por servir no teu reino!

 

Pr Jason

Aquele é o Meu Senhor

Meditação do dia 04/05/2019 

 “E disse ao servo: Quem é aquele homem que vem pelo campo ao nosso encontro? E o servo disse: Este é meu senhor. Então tomou ela o véu e cobriu-se.(Gn 24.65)

 Aquele é o Meu Senhor – Até gostaria de ser um escritor talentoso, quem sabe um romancista, para fazer descrições de arrebatar o fôlego dos leitores, deixando-os em suspense na cena em que Rebeca e Isaque finalmente irão se verem pela primeira vez. Tem todos os elementos para isso, só me falta o glamour para descrever. O mordomo já conhecera obviamente a moça e sabia que ela simpática, bonita, elegante, atenciosa, generosa, ativa em tomada de decisões e agradaria com sobras o seu senhor. Os dois interessados principais, dava vantagens para Rebeca que deve ter conversado com o mordomo e os demais da caravana e tinha alguma idéia em formação e ao se apresentar pessoalmente aquilo se confirmaria ou não. Mas o noivo estava completamente desprovido de informações. O seu mordomo poderia chegar a qualquer dia ou demorar mais; poderia estar vindo sem ninguém, pois não houve aceitação da proposta por parte da moça; ou não havia moça para aceitar ou rejeitar a proposta; ele poderia estar trazendo uma moça – mas que tipo de moça!? Aqui os leques de opções se abrem tanto quanto a imaginação alcançar. Temos que nos convir que ser humano não é fácil! Não saber nada do futuro só não é tão ruim, porque é igual para todos. Não ter controle algum sobre eventos que irão influenciar a nossas vidas, nos deixa nervosos, ansiosos e não raros preocupados. Aqui deve entrar o elemento diferencial do filho de Deus – a fé! a única elemento que Isaque tinha que o podia manter equilibrado e saudável durante a espera longa e angustiante era a sua fé. aqui estamos falando de fé prática, capaz de transformar um quando emocional avassalador, em momentos de serenidade e confiança plena de que alguém lá em cima gosta de mim e está cuidando para que tudo aconteça da melhor forma, para o propósito principal, para o reino e pessoalmente. É ruim quando o cristão encara situações onde ele não vê a graça de Deus e apenas o sofrimento e as limitações. Então se consola com a esperança que o seu sofrimento de alguma forma produzirá algo positivo. Ou quanto não se admite conhecer pela fé as alternativas que Deus escolherá para seu futuro; assim sem esse controle a ansiedade toma conta e o cristão vivendo pelas emoções é horrível, porque o justo vive pela fé. Quem vive pelas emoções, quando elas são boas então significa que estou na benção e na direção certa. Quando as coisas vão mal, algo está errado ou a insegurança aperta, porque não sabe qual a direção a seguir e muito menos se há uma direção. O mordomo sabia da vida de oração de Isaque e sabia bênção de Deus em prosperar as coisas para ele. Se temos que ter um senhor em nossas vidas, que seja alguém de quem possamos nos orgulhar de servir e como Eliezer poder dizer com satisfação: “Este é meu senhor!”

 

Obrigado Senhor, por guiar e oferecer oportunidades de escolhas e ainda assim continuar sendo que és. Somos realizados com nossa posição de servos e mordomos no teu Reino, isso só nos dignifica e nos permite te conhecer mais e assim poderemos servir-te com excelência a cada dia. Obrigado, em nome de Jesus, amém.

 

 

(PS: As irregularidades na sequencia das meditações são devido ao meu atual estado de saúde. Me submeti a uma procedimento para extrair um cálculo alojado entre os rins e a bexiga e foi tudo bem, mas após a retirada do cateter estou tendo crises seguidas de infecções que mantém febre sempre por perto e isso está limitando todas as minhas atividades. Tenho contato com o apoio da Igreja e obreiros e sou grato por isso. Espero muito em breve estar em plena forma e até mesmo em condições de produzir melhores textos, para glória do Senhor. Conto com vossas orações também. Obrigado.)

 

Pr Jason

Dia de Partida

Meditação do dia 03/05/2019 

 “E Rebeca se levantou com as suas moças, e subiram sobre os camelos, e seguiram o homem; e tomou aquele servo a Rebeca, e partiu.(Gn 24.61)

 O Dia da Partida – Todo mundo embarcado, tenham todos uma boa viagem. Próxima parada… e as viagens deles não eram tão rápidas quanto as nossas no dia de hoje. Boas rodovias, ferrovias e hidrovias, sem contar que as linhas aéreas facilitam ainda mais. Eu gosto muito de viajar e fui privilegiado na vida com muitas possibilidades de viajar e conhecer muitos lugares nesse Brasil. Agora, em se tratando de viagens, ninguém viaja por viajar e sim por ter um objetivo ao chegar. Eliezer havia empreendido uma longa viagem de ida, com uma missão e a expectativas de ser bem sucedido. Ele contava com a bênção do Senhor Deus de seu senhor Abraão, que certamente lhe ajudaria muito lá nessas terras estrangeiras. Ele fez o deveria fazer e Deus foi fiel na parte que lhe tocava. Agora estavam eles de volta, com mais gente na comitiva; Agora ele tinha um preciosidade a ser protegida e guardada com todo cuidado, para apresentar a seu senhor e a seu filho. Isso aqui nos faz lembrar as tarefas que recebemos e partimos para fazer e conseguimos realizar. Mas não pode ser realizado apenas uma parte e sim o todo da missão. A igreja tem uma tarefa universal a cumprir e resultados a serem apresentados ao Senhor; não podemos ir sem destino ou fazer coisas só por fazer, para dizer ou mostrar que estamos ou estivemos ocupados. A idéia é o máximo de produtividade com o mínimo de desgaste e utilização bem equilibrada dos demais recursos. A história de Eliézer é a história da mordomia, da boa administração; da confiança depositada em alguém e ela satisfazer plenamente o que lhe era esperado. O Espírito Santo é quem prepara a noiva de Cristo e a conduzirá bem bonita e adereçada com as joias que o próprio Senhor enviou para enfeitar-lhe. Rebeca facilitou s coisas para o mordomo, porque ela sempre fora decidida e nunca estava em dúvida. Ela disse sim, e estava pronta no dia seguinte para viajar e animada com as possibilidades de sua nova vida. A vida cristã para ser bem vivida, tem que existir a fé em boa medida, senão haverá sempre um fator de frustração e insegurança. Graças a Deus que seus planos são perfeitos e os instrumentos que ele disponibiliza, são realmente de pessoas comprometidas e fiéis.

 

Obrigado Senhor Jesus, porque a noiva é tua. Obrigado Pai pela maneira perfeita que realizas a tua perfeita vontade. Espírito Santo, obrigado por nos conduzir por bons caminhos e prosperar os nossos passos em direção a Deus. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Parece Contraditório

Meditação do dia 02/05/2019 

 “Ele, porém, lhes disse: Não me detenhais, pois o SENHOR tem prosperado o meu caminho; deixai-me partir, para que eu volte a meu senhor(Gn 24.56)

 Parece Contraditório – As aparências enganam, disso nós já sabemos. Nem tudo que reluz é ouro, também já sabemos. O servo não é mais que o seu senhor, também não temos problemas com isso. Eliezer é um bom e exemplar mordomo. Já vimos e estamos aprendendo muito com ele. Mas aqui achei algo bem interessante, embora não seja nenhuma revelação. Trata-se da postura desse mordomo, diante de uma proposta dos donos da casa, parentes de seu senhor e provavelmente também senhores de muitos servos. Ao anunciar que pretendia partir naquela manhã, ele argumentaram que não! Eles precisavam da presença da filha por alguns dias, pelo menos dez, para os aprontes para a viagem da vida dela. O fato dela ter aceitado viajar e se casar com o filho de Abraão, o que também era do agrado de toda a família, isso não poderia ser feito da noite para o dia. Até eu acho razoável. Mas ele não achou, não concordou e não deixou de argumentar. Digamos, um servo ficar argumentando contra idéias de senhores, não parece ser muito dentro do normal. Sempre vi na experiência do Apostolo São Pedro nos aprontos para viajar e encontrar o centurião romano Cornélio, ele teve uma visão e uma voz lhe falou e ele respondeu: “E foi-lhe dirigida uma voz: Levanta-te, Pedro, mata e come. Mas Pedro disse: De modo nenhum, Senhor, porque nunca comi coisa alguma comum e imunda” (At 10.13,14). Ele recebe a ordem para matar e comer e responde, “De modo nenhum, Senhor.” A negativa não combina com SENHOR. A vontade do senhor é sempre soberana e deve ser obedecida. Uma das premissas da vida de servo é que vontade está colocada a disposição do seu senhor, ele não tem vontade própria. Lembremos do Jesus disse: “E por que me chamais, Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo?” (Lc 6.46). Entendendo que Eliezer era servo de Abraão e ali estava representando o seu senhor e ainda que os pais de Rebeca fosse senhores, ele não servia a dois senhores. Naquela situação ele tinha legitimidade para agir e dar a palavra final no sentido de fazer cumprir a vontade do seu senhor.

 

Obrigado senhor, por lições simples mas práticas que edificam a nossa vida, em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Levantou-se de Manhã

Meditação do dia 01/05/2019 

 “Então comeram e beberam, ele e os homens que com ele estavam, e passaram a noite. E levantaram-se pela manhã, e disse: Deixai-me ir a meu senhor. (Gn 24.54)

 Levantou-se de Manhã – Pessoas bem sucedidas normalmente são pessoas disciplinadas e comedidas no suprimento de suas necessidades físicas e corporais. Elas possuem o senso da responsabilidade e do melhor uso do tempo e recursos. Aqui vemos o mordomo agindo de forma prática e rápida. Assim que amanheceu o dia imediato a sua chegada, ele já estava pronto para partir. Era até razoável passar um ou dois dias para descansar os animais e eles mesmos se refazerem da longa jornada até chegar ali. Agora que já havia encontrado o que vieram procurar e o sucesso da missão estava garantido, por que não relaxar um pouco? Eliézer entendia que a missão só estaria completa e bem sucedida, quando ele estivesse de volta em casa e a moça entregue ao filho de seu senhor Abraão. Ele não era adepto de misturar trabalho com prazer. Na sua condição de servo e mordomo, todas as responsabilidades lhe pesavam aos ombros e assim, o melhor lugar para estar, era em casa, cumprindo suas obrigações. “Ai de ti, ó terra, quando teu rei é uma criança, e cujos príncipes comem de manhã. Bem-aventurada tu, ó terra, quando teu rei é filho dos nobres, e teus príncipes comem a tempo, para se fortalecerem, e não para bebedice” (Ec 10.16,17). A boa administração está diretamente ligada a disciplina, incluindo a saciedade das necessidades físicas e biológicas. Deus escolhe e elege as pessoas certas. Elas no meio do trajeto podem furtar-se aos compromissos de fidelidade inicial e tomar novos rumos ou mudar os valores. As lições são muito edificantes. “Como a porta gira nos seus gonzos, assim o preguiçoso na sua cama” (Pv 26.14). Já que servimos a um Deus maravilhoso e que ser diligente é lhe agrada e nos realiza como pessoas, então vamos em frente, levantemo-nos e vamos à ação!

 

Pai, obrigado por nos trazer lições preciosas através da vida e do estilo de vida do mordomo Eliézer. Jesus foi um perfeito modelo para nós e ainda nos concede graça para agirmos em fé. No nome dele oramos agradecidos.

 

Pr Jason

Inclinou-se à Terra

Meditação do dia 30/04/2019 

 “E aconteceu que, o servo de Abraão, ouvindo as suas palavras, inclinou-se à terra diante do Senhor. (Gn 24.52)

 Inclinou-se `Terra – Uma reverancia cavalheiresca e respeitosa faria uma pessoa se inclinar diante de outra que considerasse naquele contexto superior a ela. Nas relações de negócios ou de representação, seria uma forma de ganhar a simpatia do outro lado. Aqui se trata de adoração a Deus; o cultivo de um senso de gratidão e reconhecimento de que em tudo o que aconteceu Ele esteve presente atuou de forma graciosa. Eliézer tinha todos os motivos para demonstrar sua gratidão a Deus, pois ele foi positivamente abençoado na sua missão de representar seu senhor Abraão, mas também nas questões onde tinha que tomar as iniciativas, ele foi ousado, criativo e humilde ao mesmo tempo. Quero pensar com vocês, sobre a atitude de humildade reverente que vimos por mais de um vez na vida desse mordomo. Sabemos por princípios e por experiências que Deus ama e valoriza os humildes e a humildade. Ele honra suas atitudes ao mesmo tempo que condena à ação contrária do orgulho e arrogância. “Antes, ele  maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbosmas dá graça aos humildes ” (Tg 4.6). O próprio Senhor Jesus se colocou com alguém humilde coração. “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas alma” (M 11.29). gosto de pensar em analogias que ilustram a atitude da humildade na vida das pessoas, especialmente os cristãos. Querendo alguém ser cheio da plenitude de Deus e pleno do Espírito Santo, precisa ser humilde, e isso vai facilitar as coisas. Quando começa a chover, e os primeiros acúmulos de água se formam, eles vão se movendo lentamente, mas ascenção à medida que aumenta o fluxo; justamente os lugares mais baixos, são os primeiros a receberem mais água. De outra fora, ao observamos árvores frutíferas, percebemos que os galhos que mais produzem, são o que mais se curvam. Rigidez não condiz com produtividade e muito menos com humildade. Eliézer fez tudo certo, no temo certo e Deus operou poderosamente, até independente dele. Ali estava ele, diante de pessoas ilustres, senhores, mas ele não se hesitava de inclinar-se. Mais uma lição importante para o nosso acervo.

 

Pai, obrigado pela vida e os exemplos de humildade que Jesus deixou como legado para nós. No nome dele, oramos, amém.

 

Pr Jason

A Hora da Decisão

Meditação do dia 29/04/2019 

 “Agora, pois, se vós haveis de fazer benevolência e verdade a meu senhor, fazei-mo saber; e se não, também mo fazei saber, para que eu vá à direita, ou à esquerda.” (Gn 24.49)

 A Hora da Decisão – As decisões importantes em nossas também envolvem outras pessoas, que tem o direito de querer ou não andar pelas mesmas pisadas de fé que nós. Esse mordomo viajou longe para encontrar uma moça e pedi-la em casamento para Isaque, o filho e herdeiro de seu senhor. A moça era parente consanguíneo de Abraão e as tradições e costumes daqueles povos tornavam a união totalmente possível. Mas ela tinha direito de escolher ou mesmo dentro das tradições locais, que isso fosse escolha dos pais, ainda havia esse componente. O fato dele ter encontrado uma moça com as características e qualidades esperadas, ele ainda não sabia nada sobre ela e sua família. Poderia haver planos já em andamento; sonhos em que se estava investindo e até compromissos já assumidos. Ele era muito prático e decidido e não deixou para mais tarde o que viera fazer. Ele deu um ultimato para a família, apresentando as provas e evidencias de que todas as coisas até ali estavam em conformidade com a vontade de Deus e que também as expectativas dele como representante de seu senhor, eram boas e só restava o aval familiar. Essa é a chamada “hora H!” é um passo mais adiante do chamado “dia D!” o dia é longo e tem muitas horas e pode apresentar grandes variações de possibilidades. Ele precisa decidir se a missão se concluiria ali, ou se procuraria outras alternativas ou até mesmo se esperava apenas o dia amanhecer para retornar de mãos vazias. Há uma palavra chamada procrastinação, que tem o sentido de empurrar para frente, deixar para depois, não agora e coisas do gênero. Ela pode entrar em momentos cruciais e atrapalhar todos os esforços feitos até então. Todo um planejamento e trabalho para se chegar a uma decisão e alguém resolve adiar, ou deixar como está para ver como é que fica! Líderes e pessoas em posições de importância, precisam saber discernir o tempo e a hora de decidir. Aqueles pais, poderiam ver uma situação viável, sendo apressada e assuntos deveras sérios e que envolve grandes responsabilidades precisam ser melhor pesadas. Mas Eliézer já estava preparado. Ele orou para que Deus prosperasse a sua jornada; orou perto do poço para que algo praticamente impossível acontecesse e aconteceu; então não haveria mais tempo ou demora, é agora. Partindo da decisão deles, ele teria que tomar novas diretrizes e assumir novas decisões. Ele era um servo e não dispunha de todo o tempo do mundo; como servo ele teria que ser diligente, fiel e responsável. Não estava ali para confraternizações e outras conveniências sociais e familiares. Tinha uma ordem de seu senhor para cumprir e só faltava a palavra final dos familiares locais e ele queria saber o que de fato eles fariam. Há culturas que são muito pontuais em cumprir compromissos e horários marcados, é questão de respeito. Há culturas em que a pontualidade não é vista como obrigatória, para esses, obediência restrita não é para nobres e livres. Tudo que te limita se torna senhor e assim, o atraso é visto como uma forma de afirmação de senhorio até sobre o tempo. Como mordomos de Deus, entendemos que tudo pertence a Ele, incluindo o tempo e seus fatores. Cuidar bem da administração é motivo de honra e respeito e também está ligado à produtividade. Todos recebemos  dia fatiado em 24 horas e isso é igual para todos e a produtividade está em administrar de forma eficiente a uso adequado do tempo. E toda mordomia sabe que haverá prestação de contas.

 

Senhor, obrigado por nos dar oportunidades de sermos servos e filhos e assim podermos construir um Reino que é eterno e faremos parte dele para sempre. Fazer bem feito, com excelência, está ligado à fidelidade e boa administração dos recursos que são teus e estão à nossa disposição. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason