O Sacrifício que agrada a Deus

Meditação do dia 22/07/2016

Sl 50.14 “Oferece a Deus sacrifício de louvor, e paga ao Altíssimo os teus votos.

O sacrifício que agrada a Deus – O culto é um serviço que prestamos a Deus. Só Deus pode ser cultuado, recebendo orações e adoração, segundo o conceito cristão de fé. Quando Jesus Cristo foi tentado pelo maligno naqueles dias de Jejum, no preparo para início de seu ministério terreno, uma das propostas foi que ele se prostrasse diante do Diabo e o adorasse, recebendo em troca o mundo todo, pelo qual ele viera para salvar. Mas Jesus recusou de pronto e disse que está escrito que só Deus pode ser adorado. O Diabo não é Deus, por isso estava cobrando para ser adorado, dava uma coisa para receber outra, isso é coisa própria de Diabo mesmo. Deus é adorado porque é Deus, e não porque nos dá coisas ou nos faz favores. Adoramos a Deus pelo que Ele é, somos-lhe gratos, por todas as bênçãos, favores, livramentos e nos quais Ele age em benefício de seus filhos; então, adoramos pelo que Deus é, e o louvamos e agradecemos pelo que ele faz. Tudo isso tem que estar sendo realizado em nível de fé, pois “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hb 11.6). O povo de Deus da Antiga Aliança, servia a Deus desta mesma forma, ou seja, pela fé. É errado pensar que naquele tempo, tudo que a pessoa tinha que fazer para cultuar era apenas levar um animal, um bolo ou alguma oferta de cereais e entregar ao sacerdote e estava tudo resolvido. Era necessário um processo de identificação do adorador com a sua situação diante de Deus, era esperado o arrependimento e a contrição de coração. Quando se oferecia um sacrifício pelos pecados, a pessoa impunha as mãos sobre a cabeça do animal que seria imolado, confessando ali seus atos e pecados e quando o animal era então sacrificado, o pecador tinha que sentir aquele estremecimento e angústia de morte pela qual o animal substitutivo estava passando, o que o identificava e assim pela fé a culpa era transferida pra a vítima. O mesmo se faz necessário na nova Aliança, pois se o pecador não se identificar com Cristo em sua morte na cruz, nada acontece. A morte de Cristo na cruz como Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, não é apenas um fato histórico, com data e local no tempo e espaço. Os benefícios daquele sacrifício não é automático apenas porque Cristo já morreu. A validade é individual e disponível no momento em que o pecador crê e se apropria pela fé. Hoje, como adoradores e sacerdotes da Nova Aliança, também ministramos a Deus, não mais com sacrifícios de animais, mas apresentando sacrifícios vivos, numa expressão da vida nova recebida por Cristo e do novo tipo de sacerdócio e modelo de relacionamento que temos. “Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo” (I Pe 2.5). “Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome” (Hb 13.15).

Jesus disse que a boca, fala daquilo que o coração está cheio, então, o nosso coração estão pleno da graça e da bondade do Senhor, nossos lábios expressarão isso, de forma reverente e piedosa, reconhecendo tudo o que Deus é e tudo o que faz para conosco. Vale a pena fazer isso.

 

Senhor, não nada e ninguém como o Senhor, poderoso em feitos, grande em obras e perfeito em tudo que fazes. Tenho alegria no meu coração de declarar com os meus lábios aquilo que creio no meu coração, que o Senhor é o meu Deus em todo tempo e eternamente. Sou grato pelas bênçãos e favores que tenho recebido e sei que não mereço, mas a graça de Cristo me torna participante de tudo isso. Consagro a ti o que sou e o que tenho para ser disponível segundo o teu querer. Obrigado por ser o meu Deus, o que me salva das minhas angústias e livra-me constantemente das dores e me protege em lugar forte. Bendito seja Deus, que não me rejeita a oração, que me acolhe e sustenta. Digno és de receber a honra e a glória pois só tu és Deus, o meu Deus, como foste para Abraão, Isaque e Jacó e para os santos profetas e apóstolos que viveram e andaram nas mesmas pisadas da fé. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s