Expressões da Fé

Meditação do dia 17/08/2016

Sl 76.11 “Fazei votos, e pagai ao Senhor vosso Deus; tragam presentes, os que estão em redor dele, àquele que é temível.

 Expressões da fé – Ouvi recentemente um conferencista que me agradou muito especialmente pela sua garra pela prática expansionista do reino de Deus. Ele um cidadão de Hong Kong muito ousado e audacioso, mas ao mesmo tempo, simples e acessível. Mas o que quero destacar dele aqui, foi ouvi-lo dizer que eles (orientais) não tem essas preocupações que os ocidentais tem com definições de palavras, coisas, e origens disso e daquilo; para eles as coisas são e pronto! Ele até brincou, com a história da maçã que ao cair do pé, levou Isaac Newton a pensar e definir a questão da lei da gravidade; segundo ele, se isso acontece a um chinês, a única e grande reflexão que faria, era descobrir se ela seria doce ou não. Como sou e somos ocidentais, estamos sempre perguntando: Quem descobriu isso? Quem inventou aquilo? Quem fez isso pela primeira vez? De onde veio essa idéia? Hoje, vou perguntar: Quem teve a idéia de fazer votos diante de Deus? Como surgiu cultos celebrando com ofertas e cumprindo promessas, propósitos e obrigações? Eu sei que cultuar a Deus foi fruto do relacionamento de Deus com nossos primeiros pais e Deus lhes ensinou práticas de culto para expiação de pecados, restituições morais e espirituais. Agora, os votos, não sei, na Bíblia já aparece pessoas fazendo e cumprindo votos e promessas e ofertando por gratidão adoração e louvor. Salomão, no Eclesiastes, recomenda que não é boa prática prometer e não cumprir, ou tardar em cumprir um voto feito. “Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos; o que votares, paga-o. Melhor é que não votes do que votares e não cumprires” (Ec 5.4,5). Um voto é um acordo feito com Deus e como tal, não há desculpas em não cumprir o prometido. Geralmente, se trata de uma situação difícil, delicada e até humanamente impossível, e então se recorre a Deus, se comprometendo a uma obrigação relevante, sacrificial, como gratidão, caso o benefício aconteça, e normalmente acontece. Então, se Deus fez a parte dele no acordo, a parte humana precisa ser honrada e com gratidão. Agora, oferecer a Deus presentes, já é uma situação voluntária que expressa a gratidão da pessoa, independente de ter recebido alguma bênção ou benefício. Pode ser algo que permaneça apenas entre a pessoa e Deus, pois é algo muito pessoal; também pode ser de expressão coletiva, como promover uma festa, uma celebração, ou uma campanha que beneficie alguém ou um grupo escolhido pela pessoa. O propósito disso deve ser honrar a Deus, e nunca a auto-promoção e oportunidade de ser visto e reconhecido como generoso, solidário e benfeitor. O anonimato ou a discrição é muito importante nesse sentido. Descubra, como pode expressar sua gratidão, seu louvor e distribuir das muitas bênçãos que tem recebido, compartilhando com outros. Isso pode ser feito, de diversas formas, desde dar um testemunho na igreja, se propor a ensinar algo que ajuda e melhora a condição de outros; repartir conhecimento técnico profissional em forma de ajuda e acessoria; criar movimentos de divulgação, doação, criar ou apoiar entidades que beneficie e até fundar empresas e negócios de grande potencial com finalidades mais que comerciais. Qual você acha que foi a motivação de quem criou por exemplo a Cruz Vermelha Internacional, os Médicos Sem Fronteiras; Santas Casas de Misericórdias no Brasil, que cuida da saúde de milhares à muitos anos; Hope, Visão Mundial e etc. Como você pode ajudar a fazer diferença? Talvez não sozinho, mas com um grupo de amigos, irmãos na fé, empresários do mesmo ramo, ou siga seu instinto interior, Deus lhe mostrará o que fazer.

Senhor grande e misericordioso, que socorre a todos os necessitados de todos os modos, não só pobres e carentes, mas todos quantos clamam a ti, são socorridos e ajudados. Como igreja do Senhor e no papel de Luz do Mundo e Sal da terra, é possível fazermos um pouco mais, com tudo de bom que nos tem abençoado. Mostra-nos onde podemos ser bênçãos e facilitar a resposta de alguém que está clamando e esperando uma alternativa. Desperte, nesse dia os dons de misericórdia no teu povo e permita que a criatividade seja aflorada e assim novas percepções aconteçam e cumpramos melhor o que o Senhor mesmo espera de nós. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s