Juízos Sobre a Terra

Meditação do dia 13/05/2017

 Ez 21.2 – Filho do homem, dirige o teu rosto contra Jerusalém, e derrama as tuas palavras sobre os santuários, e profetiza sobre a terra de Israel.

Juízos sobre a terra – Nada do que aconteceu com o povo de Deus, a nação de Israel, foi sem aviso com antecedência e chamado ao arrependimento e conversão. Ninguém estava sem conhecimento dos fatos e muito menos foram envolvidos em destruição sem nenhum propósito. Desde o êxodo, de onde se iniciou a história da nação, havia indícios proféticos de que a bênção e as promessas de paz e de prosperidade estavam vinculadas a uma vida de obediência e fidelidade as palavras de Deus. No famoso capitulo 28 de Deuteronomio, onde aparecem as bênçãos da obediência e a maldição pela rebeldia e desobediência, já estava previsto que o abandono por parte deles das doutrinas e preceitos da aliança, traria cativeiro, fome, destruição e sofrimento. Quando o rei Salomão inaugurou o grande templo, também recebeu palavra profética de que suas vidas seriam prósperas ou atribuladas através de suas escolhas de obediência ou não da aliança com o Deus de sua fé e mesmo estando em cativeiro e dificuldades, quando orassem e clamassem a Deus, ele estaria disposto a perdoar os pecados e restaurar a nação. E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar (2 Cr 7.14,15). Desejo mostrar aos amados que o juízo divino, disciplinador, corretivo, cirúrgico, sempre aconteceu sobre os povos e nações e especialmente quando se tem uma aliança estabelecida. Deus ama as pessoas, e quando trata com uma nação, se refere ao todo e não apenas aos políticos, autoridades, nobres e determinadas classes. Os sacerdotes, os ministros são tão responsáveis pelos acontecimentos nacionais quanto os demais protagonistas. Porque somos membros de uma boa igreja, com muitas pessoas corretas e bom testemunho, que o juízo divino não chega até nós, não se engane. Pessoas boas e piedosas forma para o cativeiro, sofreram e lutaram por libertação. Daniel, seus amigos, Ester, Neemias e Esdras, o próprio profeta Ezequiel, Jeremias e muitos outros cujos nomes não temos registrado nos textos sagrados. Somos responsáveis pela bênção do Senhor sobre nosso povo, nossa cidade e país, mas também participamos dos sofrimentos e crises. Precisamos exercer o papel de sal e luz em todo tempo e lugar.

Senhor, graças te rendemos por estarmos vivendo em uma época fantástica e promissora, mas com desafios gigantescos diante de nós. Estamos no tempo certo, no lugar certo, para servir e abençoar. Queremos muito ver a cura do nosso Brasil, e seremos parte dela, proclamando o Evangelho da graça salvadora em Cristo Jesus. Permita, que cada um dos teus filhos, descubra o seu lugar na batalha e se ponha de pé, no seu posto, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s