Aprendendo a Esconder-se

Meditação do dia 25/10/2017

Gn 3.8 – “Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava no Jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim.”

 Aprendendo a esconder-se – Quer fazer uma ressalva aqui, no início dessa meditação, para esclarecer aos amados leitores, que ao meditarmos sobre a vida e as ações e atitudes de Adão e Eva, estou procurando aprender e tirar lições da experiência deles, para nos ajudar a repensar e recalcular nossa própria experiência. Em tempo algum eu tenho a intenção de criticar Adão e Eva, e jogar sobre eles a responsabilidade pelos meus fracassos e pecados. Sinceramente, tenho mais motivos de gratidão a Deus pela vida deles, do que algo a reclamar. Ser o pioneiro em tudo, não é para qualquer um e assim, podemos tecer bons elogios a esse casal, que sei que ao chegarmos na eternidade, ouviremos boas histórias deles e poderemos compreender melhor. Depois de iniciar o processo de esconder a própria nudez com folhas de figueira, agora, eles se viram na expectativa de terem de esconderem a si mesmos. Quando a amizade e a comunhão é boa, ouvir a voz de Deus é maravilhoso, mas quando a consciência está agitada e confusa, o que seria a repetição de um tempo prazeroso de bate papo diário, tornara-se uma aflitiva e angustiante expectativa de como evitar aquela agenda. Sem querer viajar na maionese, subentende-se que Deus veio novamente, como todos os dias, e com uma presença (física/corpórea?) pois eles ouviram a voz de alguém que “andava” no jardim. Me permito pensar em passos nas folhas secas e gravetos no chão, ou o arredar de folhas e galhos enquanto se caminha. Vamos virar a página e pensar, onde será que eles se esconderam? Será que eles ainda não tinham se dado conta da onipresença divina? Ou será que por encontra-lo diariamente, numa dimensão que para nós hoje, assemelharia à física, então daria para esconder atrás de uma grande árvore, ou em cima dela, ou num arbusto!!! Embora, como filhos e adoradores de Deus e tendo noção teológica dos fatos sobre Deus, ainda continuamos com a tentativa de esconder dele. Ainda bem que é inútil. Mas pelo fato da invisibilidade física divina, as pessoas seguem naquela filosofia de que aquilo que os olhos não veem, o coração não sente; ou indo mais longe, o que não vejo, não está ali, quem sabe, nem exista. Mas lidamos com verdades espirituais pela fé, sempre pela fé.

 

Pai santo, obrigado por continuar nos amando e se importando com pessoas que agem como se fossem profundas conhecedoras de tudo e tivessem como escapar de ti. Graças pelo perdão e restauração mostrada a nós em Cristo Jesus. No nome dele oramos agradecidos. Amém.

 

Pr Jason

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s