O Homem Tal e Qual

Meditação do dia 15/11/2017

I Co 15.48 – Qual o terreno, tais são também os terrestres; e, qual o celestial, tais também os celestiais.

 O homem tal e qual – um dos princípios expressos na criação, é que todas os exemplares, se reproduziriam conforme sua própria espécie. Isso é lógico e justo. Assim, um homem feito do pó da terra, que ganhou fôlego de vida e capacidade de transmitir vida à sua semelhança, ao se reproduzir, cria na verdade uma cópia de si mesmo, com a transmissão de todas as suas características e potencialidades. Por ser inteligente e competente, o homem acumula experiências e aprendizado, podendo armazenar conhecimento e transmiti-lo às próximas gerações, sem que se tenha que aprender todo de novo iniciando do zero. Os animais reproduzem nos seus filhotes os instintos da natureza da própria espécie, mas o aprendizado é iniciado e efetivado até que ele saiba prover por si mesmo seus próprios cuidados. Nas palavras de Jesus ao mestre Nicodemos, quando ele ensinou sobre o novo nascimento, ficou muito bem claro esse princípio eterno e imutável da vida. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito (Jo 3.6). São praticamente as mesmas palavras, com o mesmo sentido – Qual o terreno, tais são também os terrestres…” Quando o apóstolo São Paulo ensinava aos Gálatas sobre a permanente luta entre a carne e o espírito, tudo isso aparece novamente. “Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis” (Gl 5.16,17). Como cristãos, que buscam uma vida santificação e maior consagração a Deus e permitir o pleno controle do Espírito Santo, todos sabemos, que não se trata apenas de querer fazer o certo ou abandonar o errado. Há, sim, de fato uma guerra interior onde princípios se degladiam dentro da pessoa pelo controle se não absoluto, ao menos em maior parte. Assim, os desejos naturais do corpo e natureza física, que muitas vezes em si mesmos não são maus ou pecaminosos, mas desejos e demandas legítimas, se tornam pecados e maus pela prática inadequada, egoísta e desobediente ao estabelecido por Deus na sua Palavra. O distanciamento de Deus leva ao controle absoluto do pecado na vida da pessoa, que acabará por conduzi-lo à morte. Como Deus colocou à nossa disposição uma ajuda através da Palavra, da fé, e o Espírito Santo; assim também o mal acessora seu sistema através de autoridades espirituais de forma sistematizada para prender e manter presos até a destruição final. É nessa condição que Deus nos alcançou com a graça da salvação. “E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência” (Ef 2.1,2).

Senhor Jesus, muito obrigado por me alcançar em tempo oportuno, quando me encontrava escravizado aos meus próprios pecados e desejos. Seguindo minha vocação natural e os instintos humanos, a tendência e me distanciar mais e mais de ti. Mas, graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor da Vida, que me salvou e me libertou, transportando-me para o reino do filho do seu amor; a Ele seja a glória para sempre, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s