Carregando o Mundo nas Costas

Meditação do dia 01/12/2017

Gn 4.13,14 – Então, disse Caim ao Senhor: É tamanho o meu castigo, que já não posso suportá-lo. Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua presença hei de esconder-me; serei fugitivo e errante pela terra; quem comigo se encontrar me matará.

 Carregando o mundo nas costas – Finalmente parece que a ficha caiu para Caim e ele demonstrou estar vulnerável e carregando um fardo muito pesado. Mas necessariamente ele não demonstra arrependimento, mas um tipo mórbido de remorso, que dói mais por não ter conseguido seus intentos do que por ter causado dores e males às outras pessoas. Caim ainda estava focado em si mesmo e nos seus problemas e disposto a transferir responsabilidades, fazendo-se de vítima. A idéia que ele tenta passar, pelo menos é o que eu leio nas entrelinhas, é que seu castigo é imensamente maior e desproporcional ao delito cometido. Afinal, ele só matou uma pessoa; “e foi uma pancadinha de nada e ele quase nem sentiu dor…” até parece que foi legítima defesa, ou acidente. Ele faz aquele escândalo emocional: “…acho que não vou suportar… e além do mais… o Senhor está me expulsando da face da terra…(que exagero!) …e eu desconfio que uma hora dessas vagando por aí sem rumo, alguém vai me encontrar e me matarrrrr!” O cara de pau acusa Deus de força excessiva na punição e de o expulsar e o expor a ser morto por vingança! Como se ele fosse um cidadão de bem, produtivo e servo de Deus com uma folha corrida de serviço de fazer inveja à Madre Teresa. Paulo foi muito enfático ao ensinar aos coríntios sobre a diferença entre arrependimento e remorso: “Porque a tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza segundo o mundo produz morte.” (2 Co 7.10). O peso da culpa de Caim, viria mais cedo ou mais tarde, como vem para qualquer pessoa. Tal qual o acesso de raiva, ira ou qualquer manifestação emocional, tem o seu pico e depois decai, e nessa fase é que se requer ajuda e força, porque pode ser avassalador. Viver com culpa e condenação é muito pesado e mesmo que a pessoa se esconda atrás de uma capa de dureza e incredulidade, afastando Deus e a fé de suas vistas, isso não resolve o verdadeiro problema interior. Provérbios afirma: O que se indigna à toa fará doidices, e o homem de maus intentos será odiado (14.17). Uma lição importante para nós, servos de Deus é assumir as responsabilidades pelos nossos atos e não transferir as responsabilidades para o diabo, o governo, a crise, isso ou aquilo. Até essa altura da conversa, Deus ainda estava acessível e próximo de Caim, que insistia e em se distanciar e deixar tudo como estava para ver como ficaria. Não percamos a oportunidade da misericórdia disponível na redenção.

Senhor, preciso me manter reconciliado e abraçado à tua verdade. Graças te dou por estender a tua bênção sobre nós, humanos falhos e pecadores; mas em Cristo encontramos perdão e redenção que não podemos desprezar. Em nome dele, o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo, nos aproximamos em fé, diante do trono de Graça, em tempo oportuno. Obrigado Pai, Amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s