Anjos Comem?

Meditação do dia 02/05/2018

E trarei um bocado de pão, para que esforceis o vosso coração; depois passareis adiante, porquanto por isso chegastes até vosso servo. E disseram: Assim faze como disseste.”  (Gn 18.5)

Anjos comem? – Desde já, quero antecipar que esse título, com essa pergunta, é uma mera questão de marketing; só estou querendo chamar sua atenção e curiosidade. Estou fazendo com as mídias, que lançam uma manchete chamativa e assim cativar o leitor. Mas o que não estou fazendo é trapacear. Vamos meditar sério e colher resultados da experiência dos personagens e enriquecer nossa vida devocional. Comer é uma atividade muito boa; quem não gosta de uma boa mesa? Além da necessidade de se alimentar, aliamos a isso o prazer de cozinhar e preparar as refeições e em muitos casos, se torna uma arte maravilhosa tato aos olhos, como aos demais sentidos. Não é à toa que os profissionais dessa arte, são estrelas e celebridades e alguns se tornam ícones por combinar ingredientes inusitados e exóticos, ou mesmo fazer do trivial, algo grandioso. Pelo que podemos perceber, esse bom gosto humano, certamente tem sua origem no seu criador, pois ninguém tem tanto bom gosto e sabe combinar e harmonizar coisas como o Altíssimo. Para quem gosta de viajar na imaginação, dá até para se pensar no que está sendo preparado para aquele grandioso banquete de recepção no céu! É a consagração do maior projeto do universo, com o maior custo e os bens mais preciosos e valiosos reunidos no mesmo lugar, pela primeira. A redenção e os redimidos, sendo recebidos no maior salão de festas e recebidos por ninguém mais do que o Criador, na qualidade de Pai e a festa pode ser também atribuída à recepção da noiva do seu amado filho. Se alguém já pensou numa festa chic e cheia de finesse, ainda não viu nada e a própria Bíblia afirma que ninguém viu, ouviu ou imaginou – Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam(1 Co 2.9). Podemos ler nas entrelinhas no Novo Testamento que o Senhor Jesus era bom de garfo e gostava mesmo de comer e fazer refeições com amigos, no caso de Zaqueu, ele até se convidou para um jantar. Até depois de ressurreto, na praia, ele fez um churrasquinho de peixe para os amigos que vieram de uma noite de trabalho em alto mar e sem sucesso na pescaria. A idéia do banquete e da ceia na casa do Pai, foi dele também. Afinal, ele era e é humano e um bom prato é bem irresistível. Podemos lembrar que Deus providenciou um suprimento abundante de Maná para os hebreus no êxodo e isso diariamente por quarenta anos. Elias, Eliseu que foram grandes profetas, estiveram ligados a milagres e provisões de alimento de forma sobrenatural. Mas o que desejo destacar hoje, é o do profeta Elias, após o episódio do Monte Carmelo, lá com os profetas de Baal. Quando ele fugia de Jezabel e estava no deserto, fatigado, desanimado em crise e deprimido, deitou à sombra de uma árvore e foi acordado por um anjo, que havia preparado comida para ele. E deitou-se, e dormiu debaixo do zimbro; e eis que então um anjo o tocou, e lhe disse: Levanta-te, come. E olhou, e eis que à sua cabeceira estava um pão cozido sobre as brasas, e uma botija de água; e comeu, e bebeu, e tornou a deitar-se. E o anjo do Senhor tornou segunda vez, e o tocou, e disse: Levanta-te e come, porque te será muito longo o caminho. Levantou-se, pois, e comeu e bebeu; e com a força daquela comida caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, o monte de Deus (I1 Rs 19.5-8). Pão quentinho assado ali na brasa e água fresca. Para quem estava fraco e cansado, é comer e dar sono!!! Após a segunda refeição, ele ficou abastecido e teve forças para viajar pro quarenta dias e noites sem precisar se reabastecer. A maior quilometragem por litro da história!!! Que tipo de pão era esse? que água era essa? Que padeiro era esse? Certamente não era água batizada e não eram grãos transgênicos!!! Mas é de meditar muito e apreciar a capacidade criativa e poderosa do Senhor. No Salmo 78 fala do trigo do céu e do pão dos anjos. Isso deve fazer algum sentido para nós. E chovera sobre eles o maná para comerem, e lhes dera do trigo do céu. O homem comeu o pão dos anjos; ele lhes mandou comida a fartar (Sl 78.24,25). Então, não vejo problema em Abraão preparar um bom almoço para os três visitantes, e sabendo que mesmo que pré encarnado, um deles era Jesus, faz bastante sentido. Anjos também gostam de coisas boas!

 

Senhor Deus das grandes provisões, obrigado pelo pão nosso de cada dia e pela fartura que temos em nossas mesas. Sentimos por muitos dos nossos irmãos ao redor do mundo que estão vivendo situações de escassez e privações de alimentos e necessidades básicas, mas eles tem clamado e esperado dias melhores e concordamos com eles e oramos a ti para que a justiça seja feita e distribuída as fontes de recursos que tens providenciado, mas o egoísmo e o pecado humano tem desviado esses recursos para fins bélicos e pecaminosos. Sara, ó Senhor a terra dos teus filhos que tem clamado e esperado na tua divina providencia. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s