Recursos Humanos X Recursos Divinos

Meditação do dia 05/05/2018

E eram Abraão e Sara já velhos, e adiantados em idade; já a Sara havia cessado o costume das mulheres. Assim, pois, riu-se Sara consigo, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho?”  (Gn 18.11,12)

Recursos humanos X Recursos divinos – Essa meditação poderia ser um mero repeteco da escrita no dia 23/04 à menos de um mês. Até o título poderia ser bem sugestivo e inovador: “Tá rindo de quê II.” Lá foi Abraão que riu e agora foi Sara, a diferença é que ela levou uma bronca. Eu um admirador entusiasta da autoridade do Senhor e do modo como ele lida com as situações e as pessoas. Aqui, Sara estava escutando ali por perto, na porta e ao ouvir ela refletiu sobre a promessa e sobre as condições dela e do marido. As condições emocionais e físicas eram totalmente desfavoráveis e aquilo, claro lhe pareceu engraçado. Estou procurando ver a situação pela ótica de Sara, não se trata de uma crítica a fé ou incredulidade dela; isso porque depois de esperar uma vida inteira, já que provavelmente ela se casara pouco depois da adolescência não demorou muito para descobrir e confirmar sua condição de esterilidade. Eram pessoas de fé e seu marido se tornou um amigo chegado do Deus Altíssimo, o possuidor dos céus e da terra. Na cabeça dela, e na sua cultura, uma pessoa abençoada tinha filhos e alguém fiel à Deus receberia um milagre em resposta à sua fé. Assim, o casal viveu na expectativa de que a promessa divina de terem um filho aconteceria e Deus confirmou isso várias vezes. Os anos passaram e foram muitos, as ciclos férteis e os sinais corporais de atividade reprodutiva já haviam cessado; portanto, o modo “natural” da promessa se cumprir para eles não era mais o natural para todos. Ela riu, da ótica de uma mulher, era engraçado. Mas Deus não achou, porque aquilo despertava nela e nele o perigo da dúvida e o caráter de Deus não admite dúvida! Mas, (estou rindo também, só por dentro), Deus, sendo onisciente, lida com a situação  da forma mais próxima dos humanos entenderem – ao invés de dar chamá-la e repreender a sua atitude, ele PERGUNTA para Abraão: “…Por que se riu Sara, dizendo: Na verdade darei eu à luz ainda, havendo já envelhecido? Quantos teólogos de meia tigela já não questionaram o que teria acontecido se Adão não tivesse aceitado comer a “maçã” e deixado Eva se virar sozinha com sua desobediência? Adão era o marido, o cabeça, o responsável e foi com ele que Deus havia tratado e a ele passado a autoridade administrativa de tudo. Ele era responsável. Abraão era o marido, o sacerdote, o signatário da aliança e Sara não seria mãe solteira e nem ele pai solteiro. Ele respondia a Deus por sua casa. A democracia, os direitos humanos, o estado democrático de direito, o STF ou quem você quiser imaginar, não tira ou isenta as responsabilidades familiares diante de Deus. Nossa cultura, nossas conveniências, acordos, contratos e desculpas não mudam a verdade que sustenta o reino de Deus. Se a esposa vacila, Deus chama o marido no escritório e fecha o tempo com ele. Aos hebreus era bíblico e espiritual, o marido ou pai, ter autoridade até para anular um voto sagrado da esposa ou filha solteira, e elas ficariam livres da obrigação. E você, tá rindo de quê também?

 

Senhor, obrigado por ter recursos ilimitados e nós nem fazemos idéia do que isso significa de fato, mas é muito bom saber que quem cuida de nós, sabe o que faz e não será frustrado em suas intenções. Obrigado pela responsabilidade de ser o representante teu diante de nossas esposas e filhos e que validas as nossas decisões feitas em fé e verdade. Agradeço, em nome de Jesus.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s