Oh! Dúvida Cruel

Meditação do dia 08/02/2019 

 E disse Isaque a Jacó: Chega-te agora, para que te apalpe, meu filho, se és meu filho Esaú mesmo, ou não.”  (Gn 27.21)

 Oh! Dúvida Cruel – Como remover dúvidas quando elas se referem à pessoas até então de confiança e parte dos relacionamentos íntimos? Como no caso de Isaque, que se viu na possibilidade de estar sendo vítima de trapaça do filho mais novo. Na sua impossibilidade de ver, teria que confiar no seu ouvido e no tato para certificar-se de que não havia má fé. Vez ou outra, o vírus da desconfiança se instala nos relacionamentos humanos e provocam crises e rompem vínculos importantes. Os pais sempre estão atentos no comportamento dos filhos, que ainda em formação, podem incorrer em manobras ilícitas para fugirem de responsabilidades ou não assumir erros, prevenindo-se de arcar com as consequências de seus atos e serem castigados. Desde os bilhetes da Escola que não chegam, até eles serem devolvidos com assinaturas falsificadas, as tarefas não feitas e até as desculpas mais esfarrapadas que as crianças inventam no nível escolar, se não forem tratadas e coibidas, podem tornarem-se parte dos hábitos e isso irá afetar o caráter e influenciará até mesmo no destino dela. Isso tem uma tendência progressiva de ir migrando para os demais círculos de relacionamentos e pode depois envolver a vida toda. Como na anedota do elefante na sala, isso precisa ser confrontado e tratado o quanto antes para que não reproduza o mal e o caminho da bênção de Deus seja contaminado para o futuro que poderia ser muito mais promissor. Os meninos de Isaque estavam numa corrida pelo controle do direito de herança da família; mais do que bens e riquezas, havia também a autoridade espiritual e as bênçãos da aliança com Deus, que seriam passadas de geração para geração. Um coração paterno deve ficar de fato muito dolorido, ao chegar um momento que deveria ser especial e aguardado com muito temor e reverencia pelos filhos e ao invés disso, se percebe um clima de disputa, com atitudes profanas de mesquinhez e atos de má conduta; Podemos olhar para essa história de Isaque e seus dois filhos e pensar que este deveria mesmo ser o curso normal das coisas, pois Esaú não inspirava confiança para exercer o sacerdócio familiar e já estava comprometendo a linhagem ao se casar com moças da terra de Canaã. Jacó, por sua vez, era ambicioso e estava disposto a tudo para herdar a bênção. Herdar a bênção pela bênção em si, não significa maturidade e espiritualidade. Alguém estar disposto a fazer o que Deus e sua Palavra condena, em nome de cuidar da obra de Deus e preservar de tudo aquilo cair nas mãos de alguém que não merece; de fato, não faz sentido. Quando se fala que Deus escreve certo por linhas tortas, não inclui a idéia de que Ele aceita fazer o mal ou o errado, desde que o fim último seja alcançado. A formação dos filhos, é responsabilidade dos pais. Estou meditando, escrevendo e compartilhando com pessoas cristãs e essa deve ser a nossa postura praticada e esperada.

Senhor, obrigado por nos dar o privilégio de sermos pais e assim participar do processo de sucessão do reino de Deus. Ser pai é uma missão na vida e uma oportunidade de depender de ti e nos espelhar em tua sabedoria e confiar na tua graça para conseguirmos bons resultados, que irão honrar o teu santo nome e completar a parte que nos toca, em relação ao teu reino. Neste dia, oramos por sabedoria para conhecermos e reconhecer em nossos filhos os dons e talentos que lhe foram conferidos para estarem equipados para suas jornadas. Obrigado, por podermos lidera-los no treinamento e nas ações para uma vida bem sucedida, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s