Rebanhos Juntos

Meditação do dia: 29/06/2019

 E ajuntavam ali todos os rebanhos, e removiam a pedra de sobre a boca do poço, e davam de beber às ovelhas; e tornavam a pôr a pedra sobre a boca do poço, no seu lugar.(Gn 29.3 )

Rebanhos Juntos – O meu coração está inclinado a pensar em coisas boas ao ver as palavras, ainda que literalmente, o sentido delas são de junção, de união, de estar perto e pacificamente, com boas intenções. Aqueles rebanhos eram cuidado por aqueles pastores que Jacó encontrou. Os rebanhos adquirem o comportamento e as características de seus pastores. Elas o seguem, elas são cuidadas e acostumam-se com o tom da voz, o modo como ele conduz e como lida com as situações. Vários rebanhos deitados juntos, aguardando um momento em que a presença de todos os demais que provavelmente havia estado mais distantes, exatamente por procurar melhores condições de cuidado, e agora era o momento em que eles estariam reunidos para juntos fazerem um trabalho difícil e pesado, e com o qual não podiam contar com a ajuda das ovelhas, era serviço deles e para eles em benefício do rebanho de cada um e de todos. Naquela situação, o pensamento individual não tinha valor ou importância, pois ele não poderia executar essas ações por si mesmo. Ele precisaria de apoio e solidariedade. Essa é uma lição preciosa, quando precisamos realizar tarefas do reino de Deus, mas não podemos executar isso sozinho ou por nós mesmos; há companheiros de jornadas, que foram chamados também por Deus, para fazerem exatamente a mesma coisa que nós e exatamente na mesma região geográfica. Em geral o problema de um, pode ser também o problema de outros; assim a solução de um, será também a solução de outro e quem sabe, de todos. Quando pensamos em nós, precisamos ver o nosso irmão e companheiro, porque ele está bem perto de nós e tem sob seus cuidados um rebanho, que também não lhe pertence e o Senhor dele e meu e seu, é o mesmo. A grande pergunta aqui é “quando” os rebanhos vão estar juntos? A pergunta é muito boa e a resposta pode não ser tão simplista à ponto de dizermos que, já estão, ou em breve estarão, ou mesmo que assim que os pastores quiserem ou se disporem. Não necessariamente! Todos eles tinham em comum o poço de água, que todos compartilhavam. Mas o pasto e outros cuidados, como o aprisco e lugar de guarda permanente poderiam e certamente eram diferentes. Ao começar um novo dia, eles chamavam suas ovelhas e as levavam para lugares diferentes e então, distancias diferentes; alguns daqueles rebanhos tinham ovelhas feridas, filhotes tenros e todas as diversidades, geravam passos no próprio tempo de cada um. Cada pastor sabia seu compasso e suas possibilidades. Ao se reunirem, alguns chegariam mais cedo, outros eram intermediários e outros chegariam depois. Eles, entre eles sabiam e precisavam compreender a necessidade do amigo, para no devido tempo, todos se ajudarem. Não poderia haver lugar para impacientes, mas somente para parceiros e amigos, dispostos a acompanhar a rotina das ovelhas.

 

Pai, ninguém conhece melhor as pessoas e suas necessidades, do que o Senhor mesmo. Assim apresentamos os nossos corações e nosso desejo de cuidar bem daquilo que é teu e ao mesmo tempo sermos parceiros dos outros que também foram chamados por ti. Para fazer uma tarefa comum, com rebanhos diferentes. Obrigado, em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s