Mensageiro Vai, Mensageiro Vem

Meditação do dia: 22/09/2019

  “E os mensageiros voltaram a Jacó, dizendo: Fomos a teu irmão Esaú; e também ele vem para encontrar-te, e quatrocentos homens com ele. (Gn 32.6)

 Mensageiro Vai, Mensageiro Vem – Parece que quase tudo que vai, volta! Quando criança, não posso explicar a razão, mas as vezes brincávamos de jogar alguma coisa par acima no meio da turma e gritar: “Tudo que cai do céu é Deus que manda!” Podia ser água, terra, areia ou outros objetos; a graça era ver a turma correr e proteger a cabeça. Aqui, hoje, estamos falando de comunicação – Jacó enviou mensageiros com uma mensagem para seu irmão Esaú e logicamente ele esperava um retorno deles com uma mensagem do seu irmão. Como já escrevi à poucos dias, nós criamos expectativas emocionais de forma muito fácil e rápida e por dentro, ou na nossa cabeça, os resultados sempre serão positivos ou aquilo que entendemos ser a dose certa naquela situação. Compramos um presente para nossas crianças e já saímos da loja com a cara da felicidade e do entusiasmo que veremos na face do presenteado; isso dura até ele receber, abrir e murchar, fazer aquela cara de decepcionado e dizer aquele “obrigado, valeu mesmo!” claro, a essa altura já fomos de zero a cem diversas vezes! Até nisso, precisamos crescer e amadurecer para aprender a lidar com a decepção, a frustração, e até receber ataques e pancadas que doem muito; quanto mais próxima de nós for a pessoa, quanto mais íntima for a relação, maior é a dor e decepção. Por outro lado, crianças que nunca são decepcionadas em suas expectativas, pois são superprotegidas e mimadas, porque os pais e adultos responsáveis não querem que elas sofras ou não tenham o que elas não tiveram quando crianças, farão mais mal ainda para o desenvolvimento delas. É daí que surgem crianças, adolescentes, jovens e até adultos birrentos, encrenqueiros, possessivos, que não aceitam um não, todos tem que fazer a vontade deles e isso pode terminar em violência e drogas, pessoas não adaptáveis à vida em sociedade. Pois bem Jacó tinha noção de uma possível reação negativa por parte de Esaú; mas quando os mensageiros chegaram e não trouxeram nenhuma sequer palavra como resposta, mas simplesmente uma informação: Fomos a teu irmão Esaú; e também ele vem para encontrar-te, e quatrocentos homens com ele. Deu ruim! Pensou Jacó. Não estou dizendo nessa meditação que Jacó era fraco na fé, ou ele não contava com a proteção de Deus, que ele estava vacilando… estou dizendo que Jacó, era tão humano quando o Jason do século 21. Que ele reagia às pressões da vida como todos nós e fazia as mesmas coisas inicialmente que qualquer um fazemos sempre entramos em situações difíceis. Todas as vezes que passamos por lutas e provas e somos ameaçados, ao sair daquilo, dizemos que “agora aprendi a confiar em Deus e na próxima vai ser diferente!” Será? Isso não desqualificou Jacó, como falhas outras, não desqualificaram Noé, Abraão, Isaque e não desqualifica qualquer dos filhos de Deus em nossa jornada de fé. O modo como reagimos é até mais importante do que a falha demonstrada. Cair, ceder, vacilar, olhar para os lados, para trás, descrer, falar antes de ouvir tudo, responder antes de saber a verdade toda… quem não passou por isso em suas vidas? Depois da decepção, vem a reconstrução, primeiro no nosso interior, depois externamente. Acreditamos por dentro, mudamos por dentro e então agimos em conformidade com nossa convicção. Tudo que existe em termos de feitos humanos, existiu em potencial, metafisicamente primeiro dentro de alguém, como um sonho, um projeto, uma decisão e iniciativa. Sair derrotado ou vencedor, acontece no coração primeiro, depois é que isso se materializa na prática; tanto é verdade que por tantas vezes, a pessoa diz: “eu já sabia…! Como cristãos, estamos em fase de treinamento e aperfeiçoamento diário e constante. A obra que Deus começou em nossas vidas ainda está em andamento, podemos até imaginar cavaletes e placas dizendo: “Em obras…” sugiro não ceder às primeiras impressões e nem se gabar dos primeiros resultados, mas ir se acomodando e sentindo confiança passo a passo, dia a dia. Deus não vai desistir de você e de mim, nem nos deixar à própria sorte. Como ele vai fazer, é esperar para ver, mas esperemos confiantes, porque ele é fiel. O retorno que os mensageiros trazem não é necessariamente o fim, a morte, a perda, o prejuízo ou o melhor que poderia acontecer, Deus ainda está no controle e no governo e nós ainda temos responsabilidades e decisões para tomar que influenciam nos resultados. Levante a cabeça, ore e creia, somos chamados para vencer!

Pai, obrigado porque os mensageiros podem trazer informações contaminadas pelas próprias emoções, medos e experiências pessoais deles, que nada tem à ver com a verdade que tens para nós. A tua Palavra é a verdade e é sobre ela que devemos agir e por meio dela que ages em nosso favor. Aumenta a nossa fé nas proporções que lemos, ouvimos, praticamos e decidimos confiar em ti. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s