Pais São Antifrágeis

Meditação do dia: 12/12/2019

 “Se agora também tirardes a este da minha face, e lhe acontecer algum desastre, fareis descer as minhas cãs com aflição à sepultura.” (Gn 44.29)

Pais São Antifrágeis – “Para você entender o que é antifrágil, uma boa maneira é partirmos para a definição do que é frágil, que seria algo que sai prejudicado (quebra, rompe ou deforma) quando submetido à pressão de um agente externo. Faz sentido para você? O antifrágil, oposto de frágil, é algo que melhora quando está diante de uma situação inesperada. O conceito foi criado pelo autor libanês Nassim Nicholas Taleb no livro Antifrágil: coisas que se beneficiam com o caos, publicado em 2012.” Entenda o conceito criado por Taleb — o professor da Universidade de Nova York que previu o colapso financeiro de 2008 — e veja como melhorar seu comportamento diante de pressão e situações inesperadas. Essa introdução até aqui, não é minha, é tirado da Net. Mas hoje, amanheci com essa palavra “antifrágil” na mente, e na oração da manhã ela ficou rodando na minha cabeça, e até então não tinha conexão com a escrita da meditação do dia, mas agora tem! Taleb criou essa expressão, por ausência de uma definição melhor do antônimo de frágil, que dicionários apresentam mais de quarenta palavras e nenhuma é de fato oposto ao que se entende por frágil. Frágil é algo que se quebra com a pressão; então o posto é algo que não se quebra com a pressão, e nesse caso ele apenas resiste ao impacto da pressão. Mas o conceito talebiano é de algo que se beneficia da pressão, ou do caos, ao invés de quebrar, fica mais forte, melhora a cada novo impacto. Quando olhei e li o verso de hoje, vi que esse conceito é bem mais antigo do que 2012, quando o professor Taleb publicou o conceito aplicável em finanças. Estou dizendo aqui, como pastor e não como pensador, que os pais, e ali estava Jacó, nos representando, diante de uma situação de caos e muita pressão. Ele, por si mesmo não sabia se resistiria mais essa, pois já havia perdido a amada de sua alma, Raquel; poucos anos depois perde José, em circunstancias misteriosas e até então inexplicáveis; agora um homem “desconhecido” pressiona seus filhos a levar para o Egito a Benjamim, o outro filho de Raquel; “Agora eu não aguento mais,” era a ideia de Jacó. Quem nunca disse: “Acabou!” “Já era!” “Fim da linha!” “Passa a régua e fecha a conta!” Provavelmente a maioria dos pais, já chegaram num ponto assim, onde acham que não tem mais forças e ou motivos para insistir em prosseguir. Mas depois levantam e recomeçam e vencem e nunca sabem de onde tiraram forças. Saem mais fortes e melhores do eram antes; isso é antifragil. Tiago, escreve sobre passar por várias provações ou tentações e sair aprovado, pedindo ajuda extra da sabedoria divina. Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações; Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência. Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma (Tg 1.2-4). Se colocando na pele de Jacó, poderemos ganhar novas compreensões do que se passava no coração dele. Ontem escrevi sobre o adágio de que quem tem dois filhos, tem um e quem tem um, pode não ter nenhum. Jacó tinha doze – mas de repente José se foi; Simeão ficou retido no Egito – se Benjamim não pudesse voltar, já eram três a menos e Judá não estava disposto a voltar sem o irmão mais novo; ou Benjamim iria com eles ou ele ficaria escravo também; aí já seriam quatro a menos… podemos perceber que Judá e os irmãos estavam vendo a previsão do pai se materializando, o desastre de fato estava acontecendo. Quero que vocês percebam também, que não era uma situação justa, plausível de acontecer. José agora armou uma cilada e eles não tinham como saber e muito menos se prevenir. O homem tinha sido tão gentil, hospitaleiro, cordial, cumpriu a palavra e soltou Simeão e os liberou abençoando-os e até mandando saudações ao velho pai deles. A vida não é justa sempre, ou do ponto de vista esperado. Ali, sabemos que José tinha boas intenções e estava apenas fazendo papel de mal, para botar pressão neles e extrair informações de mudanças nas suas vidas; mas tudo iria terminar em abraços e choros e muita alegria. Mas na vida real, não sabemos como vai terminar e qual a saída que Deus providenciará; mas ainda assim, precisamos agir positivamente e manter a fé, a esperança e dar bom testemunho de que mesmo sob severa pressão ainda servimos a um Deus poderoso que cuidará de nós, e qualquer que seja o desfecho, vamos entender e aceitar como ação de Deus. Se não for o melhor para mim, para minha família, meu futuro, mas será para o reino de Deus e seus propósitos eternos e nisso vale o nosso sacrifício e dedicação. Ponha uma coisa na sua cabeça e no seu coração: muitos filhos de Deus, já sofrerem e foram martirizados, injustiçados e não tiveram livramento e estão na eternidade nos aguardando e até torcendo por nós. Eles não acham que Deus falhou, errou, não apareceu, não foi fiel ou os abandonou. Eles foram fiéis até a morte e abriram mão de tudo, para não perderem o que não poderiam perder de fato. O sofrimento é e faz parte da experiência de vida do povo de Deus. Você e eu não somos exceção e nem melhores do que ninguém; então tenhamos atitudes de antifrágeis.

Pai, obrigado por andar conosco e nos permitir passar por situações difíceis e algumas de grandes provações. Nossa fé prevê isso e podemos esperar por tempos difíceis, mas também com a tua promessa de estar conosco em todo tempo. Louvamos e adoramos o Senhor de nossas vidas. Damos graças pelos testemunhos dos nossos irmãos do passado que sofreram e permaneceram firmes até o fim e mantiveram o bom testemunho, honrando o teu nome. Agora, é o nosso tempo, a nossa vez e nossa oportunidade de fazer a história. Pedimos sabedoria e graça para vencermos sempre e com alegria, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s