Porque Abençoar

Meditação do dia: 30/12/2019

 “E Jacó abençoou a Faraó, e saiu da sua presença.” (Gn 47.10)

Porque Abençoar – Me senti atraído e compelido a escrever mais alguma coisa sobre essa passagem. Então vamos pelo caminho mais simples. Entendo que devemos abençoar por razões até bem simples. Começando pelo fato de que isso faz parte da nossa natureza, somos abençoados e chamados para abençoar. Também é muito melhor morar e conviver com pessoas abençoadas do que amaldiçoadas, ou mesmo neutras. Pode-se levar em conta também, que um pais, cidade ou localidade cujas autoridades são abençoadas, proporciona melhores condições de sucesso e prosperidade do que o contrário. Na lida diária, estar ao lado de pessoas construtivas, criativas e altruístas é infinitamente melhor do que estar ao lado de pessoas negativas, destrutivas, pessimistas, amargas, maldizentes e praguejadoras. Por todos os motivos acima e tantos outros não alistados, podemos concordar com Jacó, que sendo um homem de Deus, e tendo um filho na mais alta escala da administração do Egito e sendo acolhido com toda a sua família e isso dentro dos propósitos divinos para a sua vida e a formação da nação, ele sentia-se agradecido e feliz por estar ali, por reencontrar o seu filho amado e ainda mais por faraó ter sido tão generoso para com José. Nesse, ítem, isso me leva para as experiências de dentro da minha família. Meus pais, até hoje, com 87 e 86 anos de vida, acolhem e amam qualquer pessoa que for amigo de um de seus filhos. Herdei isso e meus irmãos também, quem for amigo e gostar de nossos filhos, já conquistou o nosso coração. Jacó estava no centro da vontade do Senhor para aquela época e situação. E falou Deus a Israel em visões de noite, e disse: Jacó, Jacó! E ele disse: Eis-me aqui.
E disse: Eu sou Deus, o Deus de teu pai; não temas descer ao Egito, porque eu te farei ali uma grande nação. E descerei contigo ao Egito, e certamente te farei tornar a subir, e José porá a sua mão sobre os teus olhos
(Gn 46.2-4). Trabalhar ao lado de Deus em qualquer lugar e em qualquer ministério é fantástico. Era o momento de estar no Egito e então o melhor lugar para estar era no Egito. Não gostaria de fechar esse meditação sem acrescer uma outra situação que trabalha bem as nossas vidas quanto ao lugar em que estamos; estamos onde estamos para ser bênçãos e produzir para o Reino de Deus. É errado, é ruim não gostar de onde se vive, trabalha ou serve. Se você não precisa estar ali, então não esteja, vá embora para onde entende ser a direção de Deus e onde ira ser abençoador. Viver amaldiçoando sua cidade, seu bairro, seu trabalho ou ministério, porque não gosta ou é difícil de adaptar, não é bom. Cultivar a gratidão, o louvor e o reconhecimento pelas pessoas dali, eles amam o seu lugar, então no mínimo merecem respeito e consideração. Por outro lado, a pessoa pode estar ali, por razões que seja a vontade de Deus para ela naquela circunstancia, então mãos à obra, sirva e faça a vontade de Deus acontecer e termine seu estágio, sua provação ou sua disciplina e então siga em frente. Os israelitas não gostaram nada de ir cativos para Babilônia, mas Deus disse a eles que independente do gosto deles, o cativeiro iria acontecer por disciplina e o melhor a fazer era serem proativos. Edificai casas e habitai-as; e plantai jardins, e comei o seu fruto. Tomai mulheres e gerai filhos e filhas, e tomai mulheres para vossos filhos, e dai vossas filhas a maridos, para que tenham filhos e filhas; e multiplicai-vos ali, e não vos diminuais. E procurai a paz da cidade, para onde vos fiz transportar em cativeiro, e orai por ela ao Senhor; porque na sua paz vós tereis paz (Jr 29.5-7). Uma frase que resume tudo isso é: Floresça onde está plantado.

Obrigado Senhor, pelo privilégio de termos um lugar onde morar, trabalhar e produzir. Até Jesus deixou seu lugar de origem para vir habitar entre nós e ele foi muito produtivo e abençoador. Agora ele está em casa, e preparando lugar para levar os seus amigos para a casa do Pai. Obrigado pelos desafios de servir em lugares e culturas diferentes da nossa original, mas são vidas e almas preciosas que são amadas pelo Senhor e precisam ser ministradas por alguém que de fato entenda o amor e o saiba transmiti-lo. Sou grato por todas as minhas experiências e aprendizado fora dos meus círculos naturais e pelos muitos amigos que fiz e me são preciosos. Obrigado, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s