Conte Comigo

Meditação do dia: 04/09/2020

E eles lhe disseram: Tivemos um sonho, e ninguém há que o interprete. E José disse-lhes: Não são de Deus as interpretações? Contai-mo, peço-vos.(Gn 40.8)

Conte Comigo – Li um depoimento, um testemunho de um cristão, operador de Maquinas da prefeitura de uma grande cidade americana, onde ele diz ter começado um dia normal de trabalho, com sua Carregadeira e fazia um trabalho ao lado de uma movimentada avenida; logo cedo, na hora do rush matinal quando o trânsito travou tudo, ele percebeu uma ambulância com alerta acionado, mas presa entre as filas de carros; teve a idéia de ir lá e oferecer para jogar terra na vala central e ela poder sair pelo sentido contrário e os socorristas agradeceram a gentileza e partiram para o hospital. Ele trabalhou o dia com a sensação de ter feito o bem e ajudado alguém. A tarde quando chegou em casa, foi recebido pela esposa e o filho pequeno ainda e antes que falasse qualquer coisa ela disse a ele que o filho deles se engasgara com alguma coisa e chamaram o socorro mas a ambulância ficou presa no transito e um maquinista criou um caminho alternativo e eles chegaram ao hospital  à tempo de salvar o garoto. E ali estava ele para abraçar o pai depois do susto daquela manhã. (Obs: Nessa época, ainda não havia celulares e comunicação em tempo real). Os dois colegas de prisão de José estavam desolados, desiludidos e desesperados pela possibilidade de não saberem o significado de seus sonhos, que poderia significar algo importante. José, não se omitiu, e se colocou ao lado deles; estou aqui, conte comigo, conte-me o sonho, Deus pode nos ajudar a entender! Não era apenas solidariedade, mas identificação com o sofrimento alheio e percepção de oportunidade de servir. José acreditava que todas as coisas acontecem por um propósito e alguns pelo desígnio divino, e nesses casos, os filhos e servos de Deus estão ali para ministrarem e serem a ponte que ligará à solução. Era assim que o Apóstolo São Paulo também via as coisas. Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Além disso requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel (1 Co 4.1,2). Precisamos agir em tempo real, conscientes que detemos um tipo de conhecimento e sabedoria espiritual, dada a nós por Deus para servirmos como sal e luz num mundo insosso  e entenebrecido. Eles podem não gostar de nós, não os dar atenção, mas quando chegam ao fundo do poço ou do beco sem saída, toda ajuda é bem vinda e até ateu ora fervorosamente. É para isso que estamos colocados nesses contextos. José não esperou as pedras clamarem, como disse Jesus, ele antecipou se oferecendo para ser a voz de amor e compaixão. À Timóteo, para nomear obreiros, um dos requisitos paulinos era que o candidato já vivesse Guardando o mistério da fé numa consciência pura (I Tm 3.9). Nossa fé tem muitos mistérios, tem uma mística sagrada que de tão simples, alguns se dão ao luxo de não saberem nada. A Trindade é puro mistério; a Ceia do Senhor é mistério glorioso; a salvação pela graça através da fé é maravilhosamente misteriosa e lendo os escritos paulinos ele fala de mistérios que estiveram ocultos em todos os tempos e só revelados agora na Nova Aliança. O mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos; Aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória (Cl 1.26,27). O Ensinamento sobre “uma só carne,” que existe desde a primeira unidade familiar, é um grande mistério, porque aponta para mais coisas do que simplesmente casamento. Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne.
Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja
(Ef 5.31,32). José disse a  eles: Conte-me os seus sonhos! Daniel, servia ao mesmo Deus que José e se apresentou para ajudar o rei da Babilônia. Respondeu Daniel na presença do rei, dizendo: O segredo que o rei requer, nem sábios, nem astrólogos, nem magos, nem adivinhos o podem declarar ao rei; Mas há um Deus no céu, o qual revela os mistérios; ele, pois, fez saber ao rei Nabucodonosor o que há de acontecer nos últimos dias; o teu sonho e as visões da tua cabeça que tiveste na tua cama são estes: (Dn 2.27,28). Eu não posso, ele não pode, você e nem eles ou aqueles…, mas há um Deus no céu! Ele sabe e revela. Tem muito trabalho para fazer para quem deseja servir e abençoar.

Senhor, tu és um Deus maravilhoso e misterioso, mas não há ninguém como o Senhor nosso Deus. Não há mistério, não há impossíveis e nem difícil para ti. O teu caráter santo nos ensina que jamais receberemos uma ordem impossível de ser cumprida ou executada, mas junto com a ordem sempre virá a graça, a força e as ferramentas e instrumentos para realizar a missão. Propondo o homem fazer a obra de Deus, da maneira de Deus, sempre haverá recursos de Deus para o sucesso. Em Cristo, somos a resposta que o mundo espera e precisa e com a tua graça, faremos o teu nome ser glorificado em muitas vidas. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deus Interpreta Muito Bem

Meditação do dia: 03/09/2020

E eles lhe disseram: Tivemos um sonho, e ninguém há que o interprete. E José disse-lhes: Não são de Deus as interpretações? Contai-mo, peço-vos.(Gn 40.8)

Deus Interpreta Muito Bem – Quando conseguimos entender um texto ou comunicação do mesmo ponto de vista do autor, então estamos fazendo de fato interpretando. Isso é uma das bases que sustenta a hermenêutica,  que cuida da interpretação de textos. Numa daquelas histórias verdadeiras que nunca aconteceram, apenas no imaginário criativo de atribuir feitos notáveis a pessoas notáveis, dizem que em certa ocasião, num desembarque no aeroporto, um repórter perguntou a senhora Einstein se ela compreendia as complicadas teorias de seu marido, ela respondeu que não, mas compreendia perfeita bem o seu marido. Uma importante verdade de cunho bíblico que pode ser visto em qualquer outro setor da vida, afirma que Porque ele é tido por digno de tanto maior glória do que Moisés, quanto maior honra do que a casa tem aquele que a edificou. Porque toda a casa é edificada por alguém, mas o que edificou todas as coisas é Deus(Hb 3.3,4). Estou destacando que a criatura é sempre menor que o criador; tanto atribuindo isso a Deus quanto atribuir a  qualquer criação humana. Deixe-me explicar melhor. O produto da criação por mais elaborado e perfeito que seja ainda é menor que seu autor. As famosas peças de William Shakespeare, são menores que ele; as composições de Mozart são menores que ele. O ser humano, não consegue ultrapassar sua própria pessoa através de suas expressões. Vale até para mim; essas meditações não expressam tudo o que sei e sinto ou experimento no meu íntimo; o que consigo transmitir é menor que eu. Deus é tremendo em comunicação, e se comunica conosco desde que Adão acordou após receber o sopro de vida. Todos falam um único idioma, até desafiarem a Deus que imediatamente criou uma variação bem grande de línguas e acabou com a festa da turma da Torre de Babel. O Senhor do universo, não tem problemas com idiomas e não precisa de intérpretes para se comunicar. Ele dá os sonhos aos homens, comunicando-lhes alguma informação; então interpretar o que alguém sonha não é nenhum problema para Ele. José sabia disso. Algumas religiões e filosofias estabeleceram que há uma língua sagrada e que suas Escrituras e rituais precisam ser naquele idioma. Isso nega a multiforme sabedoria divina que está muito acima dessas pressuposições. Todos nós temos uma língua nativa, onde nos expressamos melhor, abrangendo cultura, costumes, hábitos e sons que são muito bem assimilados interiormente. Uma curiosidade que afirma isso é que uma pessoa só consegue sonhar em seu próprio idioma nativo; a exceção a isso é quando ela já domina perfeitamente bem outro ou outros idiomas sem precisar fazer a tradução mental de um para outro idioma. Por isso a importância de traduzir a Palavra de Deus para que todos os povos tenham acesso as revelações de Deus e seu plano de amor e salvação. Olha a descrição dessa verdade: E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue nos compraste para Deus de toda a tribo, e língua, e povo, e nação; E para o nosso Deus nos fizeste reis e sacerdotes; e reinaremos sobre a terra (Ap 5.9,10).No dia de Pentecostes, na inauguração da igreja aqui na terra, ocorreu um fenômeno muito interessante. Todos oravam em “outras línguas,” mas cada ouvinte ouvia no SEU PRÓPRIO IDIOMA NATIVO. E em Jerusalém estavam habitando judeus, homens religiosos, de todas as nações que estão debaixo do céu. E, quando aquele som ocorreu, ajuntou-se uma multidão, e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua. E todos pasmavam e se maravilhavam, dizendo uns aos outros: Pois quê! não são galileus todos esses homens que estão falando? Como, pois, os ouvimos, cada um, na nossa própria língua em que somos nascidos? (At 2.5-8). Muito antes da criação dos sistemas de traduções simultâneas, Deus já fazia isso, sem precisar de cabines e fones de ouvidos para tradutores profissionais. Deus é tremendo em sabedoria, força e poder! Ele é capaz de entender nossos corações e nossas necessidades, como também pode providenciar meios de livramento e salvação adequados. O importante é a pessoa acreditar e colocar sua confiança em quem de fato pode ajuda-la.

Pai amado, graças te rendemos por tua capacidade de suprir toda e qualquer necessidade humana, incluindo a comunicação do teu amor e propósitos diretamente ao coração da pessoa sem intermediários. Obrigado por nos dar sonhos e capacidades de compreender a tua vontade. Graças, por se revelar a nós através de Jesus e pelo papel tão decisivo do Espírito Santo em nos guiar a toda a verdade. Oramos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Alguém Interpreta

Meditação do dia: 02/09/2020

E eles lhe disseram: Tivemos um sonho, e ninguém há que o interprete. E José disse-lhes: Não são de Deus as interpretações? Contai-mo, peço-vos.(Gn 40.8)

Alguém Interpreta – José desde cedo lidava com sonhos e ele mesmo não interpretava os seus sonhos, ele parece que simplesmente acreditava que eles iriam se cumprir literalmente do jeito que ele sonhava. Seu pai, que era um homem de Deus com um histórico de vida de oração e comunhão com o Todo Poderoso, não interpretou, ao deu a José uma resposta plausível do que se tratava aqueles sonhos. Seus irmãos, não só não sabiam, como não gostariam que tais sonhos se realizassem e levaram isso tão à sério que conspiraram contra a vida do irmão, para evitar o inevitável. Até certo ponto, José tinha consciência de que estava passando por tudo aquilo devido aos seus sonhos e caso eles viessem a se cumprir, ele estaria pronto para servir. Agora era a vez de outras pessoas sonharem e José estava ali para ajudar. José parou para escutar aqueles homens que estavam perturbados pelo seus sonhos e mais ainda por não poderem compreender e não viam a possibilidade de alguém poder lhes ajudar. Provavelmente, na condição de serviçais diretos de Faraó, eles teriam acesos aos sábios e mágicos s aos sábios e mágicos responsáveis por darem interpretações de sonhos na corte. Mas agora, eles não tinham esperanças de ajuda. Aqui está José, com homem de Deus, no papel de igreja, em meio a uma comunidade de pessoas presas aos seus conceitos de vida, que nunca lhe deram respostas definitivas, mas produzia desesperança e medo; José não havia recebido nenhuma antecipação das situações, mas ele conhecia o poder do Deus Altíssimo, que por muitas vezes falara em sonhos com toda a sua linhagem. Abraão, Isaque, seu pai Jacó e ele mesmo sonhara e as promessas e alianças do seu povo estavam contidas nos sonhos e no cuidado de Deus fazer tudo acontecer. José não era vidente, não era profeta, nem um ministro credenciado, ele era um jovem que acreditava e não temia testemunhar de sua fé. Ele foi ousado e animador para aquelas pessoas, ao dizer-lhes que as interpretações pertencem a Deus. Um  dos requisitos básicos da fé Batista, pressupõe que a igreja tem um papel hermenêutico na terra; Ou seja, ela precisa saber interpretar os tempos e as épocas para o seu tempo. Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Além disso requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel. (1 Co 4.1,2). Para seu discípulo e filho na fé, Timóteo, Paulo afirmou: Mas, se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade. (I Tm 3.15). Mesmo sem todo o aparato doutrinário que temos hoje, José já sabia andar pela fé, e profetizar pela fé sobre a vontade de Deus e apresentar-se como servo e instrumento disponível para servir a quem precisasse. Não precisamos saber tudo, mas precisamos confiar naquele que sabe tudo. Não precisamos ter as respostas prontas, porque o Espírito Santo nos foi prometido para nos  guiar e conduzir à verdade. O desafio de hoje é para cada um de nós nos desafiar a ser mais ousados e aceitar fazer algo diferente pela fé. Ser profético! Agir pela fé em benefício de alguém em necessidade, e bem perto de nós. Vamos agir?

Senhor, Deus e Pai, somos a igreja, o Corpo de Cristo, com uma missão e um propósito redentor aqui na terra. Servimos a Deus de amor e graça, que ama e deseja abençoar a cada pessoa em necessidade, e justamente por isso elas estão perto de algum de nós que já tem acesso à comunhão com o teu poder. Nos apresentamos para um desafio de sermos bênçãos na vida de alguém no dia de hoje. Sermos igreja, sermos proféticos e ousados no poder do Espírito Santo. Oramos em fé, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Por Que Semblantes Tristes Hoje?

 Meditação do dia: 1º/09/2020

Então perguntou aos oficiais de Faraó, que com ele estavam no cárcere da casa de seu senhor, dizendo: Por que estão hoje tristes os vossos semblantes?(Gn 40.7)

Por que Semblantes Tristes Hoje? – Na criação, tal qual a concepção cristã, pela fé no Deus criador e origem de todas as coisas, os anjos e seres celestiais foram criados espíritos sem corpos físicos e isso tem a ver com o ambiente onde vivem e trabalham. Os animais foram criados corpos físicos sem espírito, apenas alma vivente, que está no sangue. Já, ao criador o homem, o Criador o fez espírito, com uma alma que lhe distingue e o individualiza e ambos residindo num corpo físico, totalmente adaptado ao ambiente no qual vive. O homem é a coroação de tudo que foi criado, pois o foi à imagem e semelhança de Deus. Numa linguagem poética, podemos dizer que o homem é complexamente simples ou simplesmente complexo. Com o avança das ciências e do conhecimento humano, acontecendo isso num grau de distanciamento de Deus tão grande quando ou até mais do que o desenvolvimento humano. Ao chegar no auge, praticamente chegou negando a existência ou a influencia de um Criador. Os resultados não poderiam ser piores. Compartimentaram a pessoa e cada ciência apegou-se a seu quadrado e tratando aquilo como sendo a essência e a razão de merecer atenção, negando tudo o mais. Assim sendo, a medicina e as ciências biológicas adotaram o corpo como seu campo de atenção e as ciências sociais e comportamentais pegaram a psiquê, ou a alma, que é o princípio que anima o corpo fez dele o seu campo de provas. A religião veio espiritualizando o ser humano, cuidando da parte espiritual que é o que na verdade interessa, porque esse é o campo essencial da vida e existência eterna do homem. O homem fatiado. O resultado disso se assemelha ao conto do cobertor curto demais em dia de frio, se cobrir os pés, descobre a cabeça e vice-versa. Porque a cama será tão curta que ninguém se poderá estender nela; e o cobertor tão estreito que ninguém se poderá cobrir com ele (Is 28.20). O sábio Salomão preconizou que O coração alegre aformoseia o rosto, mas pela dor do coração o espírito se abate. (Pv 15.13). o coração alegre, satisfeito torna o rosto bonito, revela bem-estar; o contrário também é verdadeiro. Observar as pessoas e estuda-las permite diagnosticar situações e providenciar ajuda. José percebeu no primeiro olhar, que os seus companheiros de prisão estavam tristes, mas não era uma tristeza circunstancial ou o chamado mau humor matinal ao acordar. Ele fez a pergunta, porque queria se envolver e ajudar. Ajudar os outros é ajudar a si mesmo, e fazer parte de algo maior e mais abrangente do que o mundinho pessoal do alienado social. O Apóstolo dos pés sangrentos, um indiano Sik que se converteu a Cristo e viveu pregando o Evangelho, narra uma aventura de atravessar o Himalaia numa época de neve intensa, o que era muito arriscado; ele e um viajante da estrada encontraram uma pessoa caída, sucumbindo ao frio, mas ainda viva e ele propôs que os dois o carregassem até encontrar algum abrigo ou apoio e o viajante se negou, dizendo que ao fazerem isso, os três morreriam juntos e assim abandonou os  dois e seguiu sozinho. Compadecido, Sundar Sing colocou o homem nas costas e foi se arrastando montanha acima. O enorme esforço físico produziu calor suficiente para aquecer os dois e mantê-los vivos. Eles encontraram o outro viajante já sem vida, congelado no caminho. Ana, a mãe do Profeta Samuel, estava triste, aborrecida e desesperada em oração diante de Deus, de tal forma que até o pastor dela a repreendeu, achando que ela estava sob efeito de bebidas. Mas quando veio a Palavra de Deus ao seu coração a descrição final é maravilhosa: Não tenhas, pois, a tua serva por filha de Belial;  porque da multidão dos meus cuidados e do meu desgosto tenho falado até agora. Então respondeu Eli: Vai em paz; e o Deus de Israel te conceda a petição que lhe fizeste. E disse ela: Ache a tua serva graça aos teus olhos. Assim a mulher foi o seu caminho, e comeu, e o seu semblante já não era triste (1 Sm 1.16-18). Neemias, que era copeiro real, tal qual um dos companheiros de José, se viu em apuros quando o rei a quem servia percebeu sua tristeza de coração. Sucedeu, pois, no mês de Nisã, no ano vigésimo do rei Artaxerxes, que estava posto vinho diante dele, e eu peguei o vinho e o dei ao rei; porém eu nunca estivera triste diante dele. E o rei me disse: Por que está triste o teu rosto, pois não estás doente? Não é isto senão tristeza de coração; então temi sobremaneira(Ne 2.1,2). Uma simples observação, pode nos conduzir a um ministério de amor e compaixão, pois possibilita servir alguém. Pode ser que aquela pessoa está ali, chegou ali, exatamente para ser ministrada por nós; ou nós fomos colocados ali, naquele situação ou momento tão somente para ajudar. Ao ajudar alguém, poderá ser a pessoa que Deus colocou em nosso caminho para nos abençoar. Não temos que saber tudo, nem ter todas as respostas, mas se nos importar com as pessoas próximas de nós, já estaremos dando passos largos na direção  certo do amor e do serviço. Lembrando que a ordem da Grande Comissão é “Ide,” e uma boa tradução é “Indo.” Enquanto vamos seguindo, vamos fazendo, ajudando, importando, socorrendo, abençoando. Quando, Hoje, os semblantes estão tristes hoje, não é?

Pai, obrigado pela capacidade de percepção espiritual que os teus filhos podem ter, se permitirem serem guiados pelo Espírito Santo para uma vida de amor e serviço em favor de todos que precisam de nossa ajuda. O dia de servir é hoje, assim que descobrimos a necessidade. Agradecemos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason