Olhando Uns Para Os Outros

Meditação do dia: 16/12/2020

Vendo então Jacó que havia mantimento no Egito, disse a seus filhos: Por que estais olhando uns para os outros?(Gn 42.1)

Olhando Uns Para Os Outros – A primeira vista, o que Jacó disse a seus filhos, parece mostrar que a crise de abastecimento havia chegado à suas casas, mas os filhos não estavam tendo iniciativa alguma. Se ele já ouvira que havia mantimentos no Egito, eles também sabiam disso e a maior probabilidade é que algum deles é que trouxera essa informação para o conhecimento geral. Por outro lado, havia uma clima de mistério entre eles, de forma tão velada, que não gostariam nem mesmo que o pai desconfiasse de qualquer coisa. Um segredo de muitos anos atrás, que os unira por algo ruim e difícil para todos, mas que ninguém poderia se mover sozinho para resolver ou se livrar da culpa. Agora, por força da desconfiança mútua, todos eles eram obrigados por eles mesmos a confiarem uns nos outros mas desconfiando o tempo todo. Um vacilo e tudo iria por água abaixo. Olhar uns para os outros não era apenas uma questão de cuidado e proteção, mas também de proteger a si mesmos, de si mesmos. Quanto mais o tempo passava, mais grave e arriscado ficava o clima entre eles. Se foram capazes de aguentar as pontas sobre a maldade feita com José, o que eles não fariam com qualquer um dos outros que se movesse em direção oposta ao acordo de sigilo? Precisavam andar juntos, não pela união,  amor e cuidado fraternais, mas se protegerem e ao segredo deles. Estamos falando aqui, numa aplicação espiritual de pessoas boas, com promessas de Deus e dentro de uma aliança eterna, com credibilidade, mas que carregam dentro de si algum segredo, não por ser segredo, mas por um erro cometido e nunca tratado. Como cristãos não podemos categorizar a agonia e o sofrimento advindos desse segredo, como arrependimento. Porque o arrependimento é uma atitude positiva, que alia-se à fé e juntos geram a conversão ou mudança de direção. A carne, agindo contrário ao espírito, produz um sentimento negativo muito parecido com o arrependimento, apenas que não produz os mesmos bons resultados, que o remorso. Um sentimento de culpa e dor emocional, que escraviza e é altamente destrutivo. Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte (2 Co 7.10). Arrependimento e remorso são coisas diferentes e produzem resultados diferentes. O Espírito Santo conduz a pessoa ao arrependimento e colocar a sua fé no sacrifício de Cristo que é redentor, e assim o sangue de Jesus pode purificar de toda injustiça e manter a pessoa na comunhão. O remorso é uma indução emocional fortemente apoiada pelo mal e encurrala a pessoa num beco sem saída de vergonha e condenação, para afastá-lo ainda mais da luz e do perdão. No arrependimento a pessoa olha para a bondade e compassividade divina disposta a acolhê-lo com perdão e restauração ainda que ela não mereça. No remorso, o lamaçal de areia movediça emocional, mostra que ela é ruim e que precisa fazer alguma coisa para compensar o mal e a dor provocado aos outros e ela merece ser sacrificada, para fazer algum bem pelo menos uma vez na vida. Para muitos casos, essa é a primeira porta para morte provocada, ainda que à longo prazo. Mesmo que o contexto seja outro, mas Jacó tinha razão, ficar ali parados olhando uns para os outros, não traria solução. As duas soluções vieram exatamente à partir do movimento deles. Peçamos ajuda ao Espírito Santo para guiar-nos ao caminho da reconciliação, arrependimento e redenção em Cristo Jesus.

Senhor, nós somos teus filhos e teus servos, e há uma provisão eterna colocada a nossa disposição pelo sacrifício de Cristo na cruz. Ela carregou sobre seus ombros o peso de todas as nossas culpas e pecados para nos aliviar e redimir definitivamente. Na cruz, Jesus não é nenhum modelo para nós, mas o nosso legítimo substituto! Aquele lugar era meu! Aquela morte seria para mim! Obrigado por me amar tanto por Dar o seu único filho e obrigado Senhor Jesus por dar sua vida em lugar da minha. Obrigado Espírito Santo por guiar o meu coração a crer e exercer fé no amor redentor de Deus. Fui comprado e liberto, sem merecimento algum. Reconheço e confesso isso, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s