Em Prisão

Meditação do dia: 08/01/2021

E pô-los juntos, em prisão, três dias.(Gn 42.17)

Em Prisão Em todos os sentidos da palavra “prisão” ela não é alentadora, não é construtiva e nos remete a um estado ou condição em que ninguém deveria passar ou permanecer. Por essência, o ser humana ama a liberdade e a tem em grande estima; exatamente por isso, o contrário é tão destrutivo. Cercear o direito de ir e vir, de expressar-se bem como realizar atividades que revelem o potencial da pessoa, tudo isso e muito mais pode estar contido no conceito de prisão. De Gênesis à Apocalipse esse conceito e essa verdade aparecem. As mentes criativas da literatura e das artes sempre ilustraram e representaram essa condição humana. A prisão produziu romances, e ficções para todos os gostos e públicos. Crescemos ouvindo a história de Rapunzel, que é história de prisão; ao pensar rapidamente, elas se multiplicam no imaginário humano: Branca de Neve – a Bela e a Fera. Nomes como Alcatraz e auschwitz nos remetem aos piores pesadelos impostos à humanidade. Filmes e séries foram criados para representar a criatividade de se produzir prisões invioláveis e impossíveis de acontecerem fugas. No Brasil a frase “de Segurança Máxima” significa a concentração dos maiores perigos e inimigos da sociedade concentrados e os resultados não tem melhorado a expectativa de dias melhores ou ressocialização de pessoas que incorreram em delitos contra a coletividade. Parece que prisão é tão antiga quanto a sociedade humana e com exceção de indivíduos, parece que não se encontrou um ambiente adequado em todas as culturas e ambientes onde se pratica ou outros sistemas que o substituem. José, nosso amado irmão de fé e de caminhada espiritual, passou considerável tempo de sua vida nessa condição de vida limitada de sua liberdade. À começar pela rebelião dos irmãos que desencadeou seu drama, dos dezessete anos até aos trinta, ele viveu e serviu em condições de escravidão e em prisão literalmente falando. Não posso afirmar que foi por isso, que ele resolveu fazer seus irmãos experimentarem do próprio veneno, mantendo-os presos juntos por três dias. Mas não podemos também descartar o papel educativo que ele queria produzir na vida deles no caminho de conhecer suas reais atitudes, antes de abrir-lhes a porta para a bênção e a segurança de todos eles. Jesus, esteve preso antes receber a sentença pelos nossos pecados, experimentando todos os dissabores que o homem pecador padece nesse mundo, para ser efetivamente um redentor compassivo e identificado com os perdidos e condenados. Ele advertiu seus seguidores das muitas possibilidades de serem também presos e condenados por amor ao testemunho de sua fé; o que a história da igreja confirma, pois em todos os tempos de sua existência, mártires tem sido produzidos em toda parte. Se serve de prêmio de consolação, o maior patrocinador desse sistema também receberá a sua parcela. E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo. E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre (Ap 20.1-3,10). Se não há bem que sempre dure, mas também é certo que não há mal nunca se acabe. Uma preciosa lição e aplicação para nossas vidas, é o quanto devemos valorizar a obra de Cristo em nosso favor e o propósito dela. Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão(Gl 5.1).

Obrigado Senhor, por sua infinita graça e misericórdia demonstrada por nós, os pecadores através da vida e da obra de teu amado filho Jesus Cristo, nosso salvador. Reconhecemos a grandeza da oferta e do poder libertador que ela tem. Recebemos essa graça incondicional e apropriamos de todos os seus benefícios, ainda que não mereçamos, mas a graça faz a bênção chegar até nós. Obrigado pela grande verdade ensinada por Jesus, que devemos conhecer a verdade, porque ela nos libertará, e tem de fato feito isso a todos os que invocam o nome poderoso de Jesus. É em nome dele que nos aproximamos de ti e agradecidos apresentamos nossa gratidão e louvor. Hoje e sempre! Amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s