Juntos Cada Um Por Si

Meditação do dia: 02/04/2021

Então rasgaram as suas vestes, e carregou cada um o seu jumento, e tornaram à cidade.(Gn 44.13)

Juntos Cada Um Por Si – Estamos acostumados com “Tudo junto e misturado,” mas “Cada um por si, todos juntos,” é novidade até para mim, e dá a impressão de ultrapassar a licença poética. Mas a ídeia é um tanto simples. Tem coisas que podemos fazer sozinhos e outras que só podem ser feitas juntas com outras pessoas em parcerias. Mas aqui estamos lidando com uma situação atípica e de desespero. Comparando a uma cena atual, poderíamos imaginar uma blitz policial, provocada por uma denúncia prévia, especificando o tipo de objeto que seria procurado, como  também os possíveis suspeitos. A caravana foi interceptada e todos colocaram suas cargas disponíveis para inspeção, e lá se foram um a um no ritual: “Esse é seu? Sim senhor. Abra-o e afaste-se.” Onze vezes, até chegar ao desfecho mais inesperado para todos, e não menos para Benjamim. Posso imaginar na minha mente criativa, pois todos eles, intimamente sabia que nada seria encontrado em sua posse; também cada tinha plena certeza que não encontrariam o tal copo com qualquer outro dos irmãos, porque ninguém deles iria fazer uma insensatez dessa natureza. A descoberta do copo na bagagem de Benjamim foi um choque para todos e especialmente o próprio Benjamim. Ele sabia que não havia pegado ou escondido nenhum bem da casa do homem que lhe fora tão simpático e acolhedor. Mas a decepção de ver ali o tal copo e a expressão de decepção dos irmãos, era mais do que um ducha fria sobre ele. Espero que cada leitor esteja ao menos numa sintonia de que estamos tratando aqui também com a imagem pessoal. O que as pessoas vão pensar de mim, sabendo isso e eu não podendo explicar – uma, por não ter explicação mesmo e outra, que não sei de fato porque tem um copo na minha bagagem! Mesmo que por fora a gente diga que não se importa com o que os outros pensam da gente; no fundo todos pensamos e nos importamos. Isso é saudável até certo nível e é altamente destrutivo se a dose for exagerada. Benjamim estava dentro de sua comunidade mais próxima e íntima, que era a comunidade de irmãos. Estava vivendo a sua primeira experiencia de viajar para longe de casa e foi muito difícil convencer o pai a liberar sua saída e só o fez com recomendações de extrema segurança. Com descoberta do copo em sua posse, ele se colocara em risco e minou a condição de seus irmãos em protege-lo. Em nosso linguajar comum, dizemos que “o mundo inteiro desabou na cabeça de Benjamim.” A cultura de época para expressar desespero era rasgar as vestes e até parecia uma coreografia ensaiada, pela simultaneidade das ações deles em sinal de desespero, angústia e horror. Logo Benjamim, Por quê? Sei que alguns de vocês, pensam nisso, tentando contextualizar com uma atividade cristã, dentro de sua igreja, entre os irmãos e como isso afetaria a toda a comunidade, ou como alguém dos nossos foi tão descuidado, ou porque ele se deixou seduzir por algo tão comprometedor? Sendo ou não um acontecimento na comunidade de fé, ou na família, é muito constrangedor, mas não é impossível de acontecer, e não temos como nos preparar antecipadamente, ou prevenir. Teremos que lidar com o problema, assim que ele surgir. E a nossa imagem, nossa reputação? Não quero ser frívolo, mas imagem e reputação se assemelham com taça cristal, é linda, frágil e exige tanto cuidado, que as vezes é melhor nem ter. Cuidado! Não estou dizendo que não deva ter ou se preocupar com sua reputação e ou imagem. Estou dizendo que nossa concentração de esforços deve ser para viver a vontade de Deus, sem os cuidados e preocupações DESNECESSÁRIAS que tendem a exigir atenção egoísta e ou exagerada sobre nós mesmos. De todas as pessoas do mundo todo, a única sobre a qual eu exerço poder e influencia de lhe dizer o que fazer, sou eu mesmo. Não podemos dizer a ninguém o que ela deva fazer ou como fazer e muito menos controlar as pessoas, controlar o que elas dizem, fazem, pensam ou suas reações. Então a única peça móvel nesse quebra-cabeças, sou eu mesmo e só tenho poder de mexer com ela. Os outros são os outros. Viva com isso ou viverá com dificuldades nos relacionamentos interpessoais. Gosto muito de utilizar aqui a palavra de Paulo: “Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente” (Rm 14.5b).

Senhor, obrigado por tua vida ter sido derramada lá na cruz para nos transformar em novas criaturas e nos aproximar do Pai em inteira certeza de fé. Como filhos de Deus temos responsabilidades com um bom testemunho e bons exemplos de vida e conduta diante das pessoas e instituições do estado e da sociedade. Queremos viver para tua glória e louvor, e isso nos leva a depender inteiramente do Espírito Santo para vivermos em fé e obediência. Pedimos sabedoria para sermos sal e luz todos os dias e em todos os lugares, para que o teu nome seja honrado e glorificado. Pedimos ajuda para aqueles que estão lutando com dificuldades para limparem suas imagens ou reputação depois de algo que foi destrutivo e produziu muita dor e tristeza. Restaura-os pelo teu poder e graça; em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s