Ovelhas, Vacas e o Que Tens

Meditação do dia: 22/05/2021

“E habitarás na terra de Gósen, e estarás perto de mim, tu e os teus filhos, e os filhos dos teus filhos, e as tuas ovelhas, e as tuas vacas, e tudo o que tens.” (Gn 45.10)

Ovelhas, Vacas e o Que Tens – Escambo – já ouviu essa palavra? Como decorrência das necessidades individuais, surgiu as trocas, um sistema de troca direta, que durou por vários séculos, dando origem so surgimento de vocábulos como “Salário,” o pagamento feito através de certa quantidade de sal; “pecúnia,” do latim PECUS,  que significa rebanho (gado), ou peculium, relativo ao gado miúdo (ovelha ou cabrito). As primeiras moedas, tais como conhecemos hoje, peças que representavam valores, geralmente em metal, surgiram na Lídia (atual Turquia), no século VII a.C. As características que desejava ressaltar eram transportadas para as peças através da pancada de um objeto pesado (martelo) em cunhos primitivos. Esse foi o surgimento da cunhagem a martelo, na qual os signos monetários eram valorizados também pela nobreza dos metais empregados, tais como o ouro e a prata. (Acredito que pode haver diferenças nos relatos históricos sobre a história do dinheiro, mas por horas ficamos com isso). Quando José ordenou a vinda de Jacó e toda a tribo para o Egito, ele fez questão de exigir que trouxessem tudo, sem deixar nada ou sem se desfazer de qualquer bem ou posse. Sabemos pelos relatos bíblicos que Abraão foi um homem muito rico e próspero, com uma fazenda e propriedades de grandes proporções. Ele deu presentes aos filhos Ismael e os demais que tivera, quando se casou após a morte de Sara. Mas Isaque foi o herdeiro de tudo e também temos registros que este prosperou grandemente e mesmo em períodos difíceis, foi divinamente abençoado com acréscimo de patrimônio, servos e rebanhos. “E semeou Isaque naquela mesma terra, e colheu naquele mesmo ano cem medidas, porque o Senhor o abençoava. E engrandeceu-se o homem, e ia enriquecendo-se, até que se tornou mui poderoso. E tinha possessão de ovelhas, e possessão de vacas, e muita gente de serviço, de maneira que os filisteus o invejavam” (Gn 26.12-14). Ele teve dois filhos, Esaú e Jacó, que comprou a primogenitura do irmão e ficou com o direito de ter o dobro da porção da herança dos bens do pai. Ele saiu de casa solteiro, só com a mala e a cuia e foi morar com o tio materno, que fez de tudo para trapaceá-lo, só não teve êxito porque Jacó tinha uma aliança com Deus que o protegeu e prosperou. Quando voltou de Harã, tinha sua própria fortuna em gado, bens e servos e gente de serviço. Evidentemente que quando recebeu sua parte da herança, deve ter se tornado o “o rei do gado,” do oriente. José foi para o Egito e fez seu próprio pé de meia nas terras do Faraó e sozinho se mostrou capaz de sustentar toda a tribo, com comida e víveres para os rebanhos e pessoas. No bom sentido, era um projeto faraônico! “As ovelhas, vacas e tudo o que tens,” era o meio de sustento de Jacó e sua família. Era a bênção de prosperidade que Deus havia lhe dado, e que ele administrava com muita responsabilidade. Uma pessoa pode nascer rica e herdeira de muitos bens e propriedades, mas certamente não nasce preguiçosa, isso é traço de caráter e sinal evidente da velha vida, sem Deus, sem Jesus e sem salvação. Trabalhar não pode ser uma obrigação que a boca e as necessidades impõem; mas a realização do potencial, capacidades e exercício de boa mordomia. Citei aqui hoje, Abraão, Isaque, Jacó e José, todos trabalharam muito e construíram riquezas e fortunas, mesmo tendo heranças e direitos a receber. Acredito e ensino que há três formas naturais se primárias de Deus nos abençoar e suprir nossas necessidades. Primeiro – através do nosso próprio trabalho; segundo – através de doações, presentes recebidos e terceiro – milagrosamente, de forma sobrenatural. Sempre nessa ordem, invariavelmente. Um lembrete, para quem não produz muito e fica de olho em direito de heranças: “A herança obtida antes da hora acaba não sendo bênção no final” (Pv 20.21 NVT).

Senhor, agradecemos o privilégio de sermos agraciados com a bênção de ter a ti como nossa maior herança e nossa fonte de satisfação plena. Obrigado por suprir em Cristo, todas as nossas necessidades, muito além do nosso merecimento ou capacidade de fazermos. Graças te rendemos, por sabermos que a vida de uma pessoa não consiste na abundancia do que ela possui; pois pode ser rica em coisas e sem nenhuma riqueza de valor eterno. Agradecemos por suprir o pão nosso de cada dia e permitir que possamos ser solidários que outros menos afortunados e assim fazermos bom uso dos bens e das oportunidades que se nos apresentam. Muito obrigado, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s