Os Filhos Que Deus Deu

Meditação do dia: 27/07/2021

“E Israel viu os filhos de José, e disse: Quem são estes? E José disse a seu pai: Eles são meus filhos, que Deus me tem dado aqui. E ele disse: Peço-te, traze-mos aqui, para que os abençoe.” (Gn 48.8,9)

Os Filhos Que Deus Deu – A vida é uma somatória de muitas coisas e fatores, que ao final se fecha como uma peça única. As muitas possibilidades que se apresentam, proporcionam outras tantas probabilidades. Algumas escolhas que fazemos são agregadas e as carregamos conosco por toda a existência; outras escolhas que não fazemos, ou que recusamos entram para um seleto grupo de possibilidades, “SE” tivéssemos feito isso ou aquilo. A maturidade e a responsabilidade leva a pessoa a viver a sua realidade e abrir mão daquilo que ela escolheu deixar para trás; são caminhos não percorridos e foi uma escolha não entrar por eles. Estou me referindo por exemplo, a ter escolhido estudar isso e não aquilo, ter me formado nessa profissão ou área e não naquela; ter escolhido morar em A e não em B. A vida atual é a vida real, a verdadeira, a escolhi com seus altos e baixos, sucessos e fracassos e tudo o que está dentro dela. Aquela outra vida, só existe no imaginário utópico – “se eu tivesse…” José veio para o Egito “a contra-gosto” e se estabeleceu ali, se casou e teve filhos. O tempo de bênçãos e farturas, honras e privilégios sucederam a tempos difíceis e provações terríveis. Tudo indica que ele nem mesmo escolheu a moça com quem se casar, ela veio como presente de Faraó; ela era filha de um sacerdote idólatra dos cultos egípcios; provável também que não seria a escolha natural dele. MAS o José que de verdade, da vida real, ganhou a liberdade e a aceitou de muito bom coração; foi convidado a salvar o Egito e a população inteira das regiões próximas e também encarou o desafio como sendo um ministério dado por Deus e para o qual ele fora preparado a vida toda. Na vida real, José encampou todos os acontecimentos anteriores, incluindo sua condição de escravo, as pessoas que o dominaram, as que o oprimiram e maltrataram, junto com as boas e pacientes, solidárias e que lhe deram oportunidades de servir e ser útil, tudo isso para ele fazia parte de uma trama maior e na qual Deus, o seu Deus estava no controle, dirigindo e cuidado de tudo até chegar o momento certo para ele entrar em ação. Quando vieram os filhos, ainda nos sete anos de fartura, ele lembrou o cuidado de Deus com ele, homenageando com o nome de cada um de seus filhos. “E chamou José ao primogênito Manassés, porque disse: Deus me fez esquecer de todo o meu trabalho, e de toda a casa de meu pai. E ao segundo chamou Efraim; porque disse: Deus me fez crescer na terra da minha aflição (Gn 41.51,52). Esse esquecer de todo o trabalho e a casa de seu pai, significa superar, considerar como necessário e sem que isso pese na vida. E no caso do segundo filho, ele reconhecer o quando ele cresceu na terra do seu sofrimento. Ele percebia que a soma de todas as coisas era positiva e favorável a ele e não havia espaço para mágoas e ressentimentos. José tinha a capacidade de construir sobre ruínas, ainda fosse sobre seus próprios sofrimentos, dali poderia ser erguido algo construtivo e abençoador. Esses são os filhos que Deus me deu! Esses são os resultados do trabalho que Deus me confiou! Esses são os frutos da minha vida, produzidos com a graça de Deus! Lixo, cascas. Restos e sobras, devem ir para os seus devidos lugares. Não acumulemos isso dentro de nós e nem nas proximidades de nossa vida.

Senhor, nós te agradecemos pela bênçãos de pertencermos a ti e poder construir histórias inteiras, de sucesso, bênçãos e prosperidade mesmo onde foi campo de batalhas e sofrimentos. Obrigado pro andar conosco por caminhos que consideramos difíceis, mas com a tua presença, isso pode ser mudado e se tornar fator de bênçãos e produtividade criativa. Agradecemos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s