Efraim Adiante de Manassés

Meditação do dia: 05/08/2021

“Assim os abençoou naquele dia, dizendo: Em ti abençoará Israel, dizendo: Deus te faça como a Efraim e como a Manassés. E pôs a Efraim diante de Manassés.” (Gn 48.20)

Efraim Adiante de Manassés – Formalmente os pais não admitem preferencia por um filho em detrimento de outro(s), mas é possível sim, e a história mostra isso, tanto em casos velados, quanto noutros completamente escancarados. Na Bíblia temos casos como Isaque apreciar mais a Esaú pelos gostos em comum de caça e vida no campo enquanto Rebeca gostava mais de Jacó por seu mais pacato e caseiro, talvez um bom companheiro para ela nos afazeres domésticos e culinários. Depois vemos o repeteco com Jacó entrando num casamento com duas irmãs que começaram a rivalizarem-se, com o acréscimo de que ele amava muito a Raquel e como dizemos lá em Goiás, casou-se “na marra” com a Lia, numa trapaça das grandes do tio-sogro. Então vieram os filhos e depois de muito tempo finalmente Raquel lhe deu José, esse nosso querido José do Egito, que se tornou órfão muito cedo quando do nascimento de Benjamim. Juntando tudo isso num caldeirão passional, veio a preferencia paterna e a superproteção que terminou em ciúmes e perseguição pelos outros irmãos. Não querendo ser engenheiros de obras prontas, valendo-se do que já sabemos, mas aqui, com nossos botões: Não dá vontade de concordar com Jacó do começo ao fim? Como não amar e se apegar a alguém como José e no final das contas, não foi justamente ele o salvador da pátria? Os onze filhos de Jacó, com todos os recursos, não poderiam salvar nem a si mesmos e nem o clã todo, mas José fez o serviço por todos eles, salvando a todos e a toda a família. Nem vamos levar em conta, que essa foi apenas uma das milhares de famílias inteiras que ele salvou da morte e extinção pela fome, no Egito e redondezas. Mas também não seremos parciais validar escolhas meramente humanas, onde os pais, embora boas pessoas e com boas intenções agem de forma racional ou emocional demais e produzem riscos que em muitos casos poderiam ser melhor administrados. Ao abençoar os rapazes de José, o velho patriarca não agiu por emoções ou por vontade própria, mas profeticamente, sob orientação do Espírito de Deus e dentro do contexto das bênçãos da aliança com Abraão, Isaque e ele mesmo Israel, abençoou  os dois meninos, mas o fez de forma personalizada e seguindo um critério de proporcionalidade daquilo que viriam a ser no futuro, como parte da grande nação que formariam. A bênção de Efraim, ainda que era o mais novo, não foi maior ou melhor, menosprezou ou diminuiu a bênção ou a pessoa de Manassés. Isso é muito importante, porque podemos receber uma grande bênção de Deus que satisfaz plenamente e muito além do que esperávamos, mas cultivarmos uma ingratidão ou ressentimento ao perceber que alguém próximo de nós foi agraciado com “outra bênção” que considero melhor que a minha ou era “isso” que eu queria. O lembrete do escritor aos Hebreus sobre a atitude de Esaú, nunca deve ser esquecida: “E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogenitura. Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois herdar a bênção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que com lágrimas o buscou (Hb 12.16,17). Isso deve nos levar a entender que Deus entende de competências, porque é Ele quem as distribui; Nas parábolas muitas vezes Jesus ensinou que Deus distribui os dons e os ministérios conforme seus próprios critérios e ele sabe o quanto cada um de nós podemos desenvolver e fazer com excelência. Alegre-se com a grandeza dos demais irmãos e seja fiel e eficiente com o que te foi confiado, isso sim, é sinal de grandeza e vale para mim também.

Senhor obrigado pelos dons e bênçãos distribuídas como ferramentas e instrumentos de trabalharmos para o teu Reino e Glória. Queremos ser invadidos e cheios plenamente de graça, fervor e alegria onde o contentamento se transforma e adoração verdadeira. Obrigado por podermos cooperar uns com os outros através da diversidade de dons e habilidades, isso faz a grandeza do Reino e nos dá possibilidade de fazermos mais e melhor para tua glória. Oramos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s