Vida Amarga Pela Servidão

Meditação do dia: 04/10/2021

“Assim que lhes fizeram amargar a vida com dura servidão, em barro e em tijolos, e com todo o trabalho no campo; com todo o seu serviço, em que os obrigavam com dureza.” (Êx 1.14)

Vida Amarga Pela Servidão – Estamos introduzindo uma série de meditações sobre Moisés, o Libertador de Israel. Vamos procurar nos ver dentro do quadro total do contexto em que as coisas aconteceram. A regra básica é que para haver libertação, alguém ou alguma coisa precisa estar presa, sujeita contra a sua vontade e em condições tais que não consiga por si mesma sair de tal condição. Olhando a história antiga e dos tempos bíblicos, com um olhar e um coração piedoso, podemos de fato extrair muito aprendizado e enriquecer a nossa experiencia espiritual, porque Deus estava envolvido em todo tempo e no todo daquilo que seu povo estava passando. Chamo a sua atenção, como também a minha, para não tentarmos ligar os pontos sob a luz da história atual e de nossos atuais valores morais, humanos e até mesmo espirituais à luz da Nova Aliança e na dispensação da graça de Deus em Cristo. História precisa ser estudada e vista como história; são fatos passados, já acontecidos e num passado distante. O grande proveito do estudo é para aprendermos e não permitirmos que os mesmos erros sejam cometidos no presente ou no futuro. Uma rápida pincelada na história dos hebreus, nos ajudará a nos situarmos onde entendemos estar e de onde partiremos para a nossa próxima etapa de acompanhamento da vida e das ações de Moisés e seu povo. Abraão, iniciou uma clã familiar e viveu como peregrino circulando na terra de Canaã, que ele recebeu de Deus como promessa para ele, seus filhos e os filhos de seus filhos até se tornarem uma grande nação, como as estrelas do céu ou as areias da praia. “Então o levou fora, e disse: Olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência” (Gn 15.5). Esta mesma promessa foi repetida a seu filho Isaque, que também viveu livremente vagueando na Terra Prometida. “Peregrina nesta terra, e serei contigo, e te abençoarei; porque a ti e à tua descendência darei todas estas terras, e confirmarei o juramento que tenho jurado a Abraão teu pai;
E multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus, e darei à tua descendência todas estas terras; e por meio dela serão benditas todas as nações da terra”
(Gn 26.3,4). Jacó ou Israel, que veio a ser o patriarca que deu nome à nação, também recebeu a confirmação da promessa e da multiplicação de sua descendência. Na primeira noite após sua saída da casa de seus pais, à caminho de Harã, ele teve um sonho no qual Deus lhe apareceu e lhe falou:  “E eis que o Senhor estava em cima dela, e disse: Eu sou o Senhor Deus de Abraão teu pai, e o Deus de Isaque; esta terra, em que estás deitado, darei a ti e à tua descendência; E a tua descendência será como o pó da terra, e estender-se-á ao ocidente, e ao oriente, e ao norte, e ao sul, e em ti e na tua descendência serão benditas todas as famílias da terra” (Gn 28.13,14). Os anos se passaram e quando estavam em número de setenta (70) pessoas, foram para o Egito, à convite de José, um dos doze filhos de Jacó e governador do Egito, sob as bênçãos do Faraó reinante. Por varias gerações eles viveram livres, protegidos e sob o governo de alguém. Esse tempo foi bom para o crescimento numérico, mas também produziu uma absorção de cultura e costumes estranhos à sua fé e ao culto ao Verdadeiro e único Deus, como cultivado pelos patriarcas e objeto de alianças sagradas e eternas. Estamos falando de acomodação, negligencia e afastamento das bases que sustentariam uma futura nação. Para mudar isso, seria necessário mudar os tempos e os reis e esse povo ter experiencias que lhes trouxessem de volta ao que já conheciam e proporcionar-lhes a experiencia de conhecer a importância de uma estrutura de estado e de governo. Sabendo o que um governo tirano e opressor é capaz de fazer, é possível aprender como construir um governo justo e com leis boas e práticas que levem em conta todos os aspectos de uma sociedade. Assim, como quanto mais densas as trevas, mais preciosa é a luz; também quando mais duro é o jugo e a opressão, mais preciosa é a liberdade. Somente quem sobre sob a culpa e a condenação, sabe o quanto é maravilhosa a salvação. No dizer do cotidiano, “quem não está perdido, não procura caminhos!” A vida amarga e dura sob o jugo da escravidão seria ideal para despertar neles a fome e a sede pelas promessas de serem herdeiros de uma terra onde manava leite e mel. Aqui, nessas condições seriam forjados os líderes e as condições para conhecerem o Deus a quem seus antepassados serviram com dedicação e fidelidade. Precisamos refletir sobre isso, porque somos as pessoas de um tempo de transição na história e já percebemos que perdemos conquistas que foram nossas e que nossos filhos e as futuras gerações enfrentarão condições mais adversas e mais terríveis do enfrentamos e que eles nem imaginam. Ore por discernimento e sabedoria para os tempos e as oportunidades das novas gerações.

Senhor, somos gratos pela vida e as condições que permitistes acontecer em nossas vidas e que nos trouxeram até a ti e a reconhecermos sua soberania, graça e bênçãos. Estamos num tempo de transição na história humana e embora haja tanto saber, progresso e riquezas, tudo isso está mal distribuído e sobra de um lado e falta de outro e como igreja, precisamos ser sal e luz e fazermos a diferença para o bem e a paz. Estamos conscientes dos tempos e da volta de Cristo para consumar a redenção efetuada na cruz. Pedimos sabedoria e discernimento para guiar os novos líderes e as novas gerações para não te perderem de vista. Oramos em fé, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s