É Para Matar no Ninho

Meditação do dia: 05/10/2021

“E o rei do Egito falou às parteiras das hebréias (das quais o nome de uma era Sifrá, e o da outra Puá), E disse: Quando ajudardes a dar à luz às hebréias, e as virdes sobre os assentos, se for filho, matai-o; mas se for filha, então viva.” (Êx 1.15,16)

É Para Matar no Ninho – Temos o privilégio de nos debruçarmos diante da Palavra de Deus e olhar as verdades plantadas ali com tanto cuidado por Deus, guardando as devidas proporções de reconhecimento e honra a quem de fato merece honra e esquecimento a quem não merece passar para a posteridade e ficar notável, se não fez nada de significativo para a humanidade, ou mesmo para alguém individualmente. Devemos manter em mente a totalidade das Sagradas Escrituras, onde nada é dito de uma vez e muito menos de uma vez por todas; Mas os seus princípios são cuidadosamente guardados em prateleiras diferentes e assim a busca se torna sempre preciosa. Certa vez Jesus ensinou algo muito simples, mas poderoso, que aparece também aqui para nós no texto da meditação de hoje. “Quem vos recebe, a mim me recebe; e quem me recebe a mim, recebe aquele que me enviou. Quem recebe um profeta em qualidade de profeta, receberá galardão de profeta; e quem recebe um justo na qualidade de justo, receberá galardão de justo. E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão” (Mt 10.40-42). Fiz questão de trazer o texto completo de Mateus, para mostrar o poder da representatividade delegada e a recompensa por fidelidade em proporções que todos podem participar e serem contemplados por Deus. Receber bem um discípulo é visto por Cristo como recebe-lo e recebe-lo e acolher o o Pai Celestial. Receber um profeta é muita honra; mas receber um justo como tal já é motivo de bênção; mas quem não puder fazer tanto, mas poder oferecer um simples copo com água á um necessitado, já é suficiente para ser lembrado por Deus, que não esquece e nem deixa passar qualquer favor em seu nome ou de sua causa. Não desista de fazer o bem, se não está vendo ou reconhecendo, melhor ainda, porque quem realmente sabe valorizar e recompensar está ciente do seu esforço e dedicação. Faraó, o poderoso rei do maior império daquele tempo, não tem o seu nome e nada registrado nos textos sagrados sobre ele. Para tentar saber ou identificar precisa-se de pesquisas e elas não são precisas e definitivas na ajuda. MAS, duas mulheres hebreus, ou prosélitas, simples parteiras, ficaram registradas para o tempo e a eternidade nas Escrituras Sagradas, para serem lembradas e receberem a bênção da gratidão do povo hebreu e de todos que leem e estudam as escrituras. Não só isso, elas foram abençoadas e cuidadas por Deus, porque elas se impuseram disciplina, ética e respeito pela vida e pela justiça. Gostaria de mostrar minha observação sobre o caráter desse Faraó e a gradativa pressão dele para o genocídio contra a população de hebreus. No primeiro passo, ele se mostrou temeroso pelo crescimento populacional; depois sentiu medo de ser agredido e os hebreus se aliarem contra ele com algum invasor externo. Passou a oprimir com escravidão e foi agravando a condição de vida e trabalho para enfraquecer e quebrantar o ânimo do povo. De trabalhos forçados, a um projeto disfarçado de extermínio seleto, para não despertar suspeitas. Ele tentou silenciosamente induzir as parteiras a cometerem assassinatos de crianças no momento do parto e elas poderiam alegar natimortos ou acidente no momento do parto. Elas colocariam suas vidas, caráter, fé e ética profissional em risco, com “álibis perfeitos.” Isso me faz lembrar um dito popular macabro que diz que “erros médicos são coberto por terra.” Estamos vendo com muita tristeza e horror nesses dias de pandemia do Corona Virus, pessoas, profissionais e empresas e empresários fraudando em diversos níveis e graus de gravidade, mesmo num momento tão grave onde a solidariedade e o bom senso são tão preciosos. Os países ricos e desenvolvidos vão por esses dias descartar e jogar fora por prazo de validade, vacinas suficientes para mais da metade da população dos países pobres e sem recursos para adquiri-las. Enfermeiros e profissionais que furam as pessoas com a agulha da seringa mas não injetam a medicação… Será que só o Faraó era mau e genocida? Estamos preocupados com a ética e a responsabilidade em todos os níveis da vida, dos serviços prestados e das ocupações de labor e ministérios cristãos também. Nunca tiremos de vista a verdade crista: “E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens,] Sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis” (Cl 3.23,24).

Senhor, obrigado por cuidar da nossa vida e da nossa história, honrando aqueles que honram e reverenciam ao Senhor e no teu temor evitam o pecado e o mal e lutam por justiça e o bem dos seus semelhantes. Queremos entender a nossa vida como um todo dentro da tua vontade e fazer o melhor com os recursos que tem disponibilizado para cada um dentro de nossas possibilidades e graça do Senhor. Somos agradecidos pelas pessoas que foram colocadas por ti em posições estratégicas para servirem e abençoarem de forma simples e útil no momento certo. Agradecidos somos, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s