Não Havia Ninguém Ali

Meditação do dia: 08/11/2021

“E olhou a um e a outro lado e, vendo que não havia ninguém ali, matou ao egípcio, e escondeu-o na areia.” (Êx 2.12)

Não Havia Ninguém Ali – Temos hoje uma boa oportunidade de meditar sobre um tema muito importante da nossa fé, que é o que acreditamos e o que praticamos em relação a uma das mais importantes doutrinas da fé cristã: os atributos de Deus. Sem dúvida, todos acreditam e confessam sua fé num Deus Todo Poderoso, que sabe todas as coisas e que está presente em todo lugar o tempo todo: Onisciencia, Onipresença e Onipotencia divina. Me refiro ao fato de que as pessoas creiam e confessem, mas agem como se isso não fosse bem assim! Olhemos o exemplo de Moisés: Ele olhou para todos os lados e como não viu ninguém, ou seja, nenhuma pessoa humana, então ele se viu liberado para fazer algo que “ninguém” descobriria¸ afinal, ninguém viu! Não é difícil encontrarmos situações onde lutamos até ficarmos sem forças e sem alternativas para solucionar uma crise ou situação, embora acreditamos que o Senhor Deus a quem servimos é cheio de amor e compaixão e ajuda aqueles que o invocam. Deus responde as orações dos seus filhos. Mas a prática mostra uma capacidade de acreditar que Deus pode resolver quaisquer problemas, exceto os meus! Ele pode curar qualquer dor, menos a minha; ele pode socorrer qualquer um, menos eu. Outra versão dessa prática desvirtuada é confessar que Deus já tem problemas demais do mundo todo para ter que se preocupar com os meus, eu vou dar uma folga a ele e afinal, os problemas dos outros são maiores do que os meus! Ainda podemos encontrar os “super gratos” – se trata daqueles que são “tão agradecidos” que não precisam pedir nada a Deus, só devem agradecer. Costumo dizer e essa frase, acho que é minha: “Tudo que é demais, passa!” se ela originalmente não for minha, então deve ser da minha mãe, a dona Alice. Fé demais, fede! Incredulidade demais para um cristão, é ruim! Dureza de coração é impiedade! Consumir tudo consigo mesmo é egoísmo! Só pensar nos outros e nunca em si, pode ser um mecanismo de compensação de culpa. Nunca se achar capaz de qualquer coisa é falsa humildade. Tudo que é radical demais, deixa de ser bom! Tanto à direita quanto à esquerda, ambas estão fora do centro. Equilíbrio é na verdade, o grande desafio da vida. Sermos disciplinados, produtivos e colaboradores é importante para uma boa participação no Corpo de Cristo. Sempre haverá pessoas que apresentarão desempenho melhor que o nosso em algumas áreas; sempre haverá pessoas com desempenho abaixo da nossa linha e outros tantos, que serão iguais a nós. nossa interdependência fará nossa caminhada melhor e mais produtiva. É muito triste o caminhar solitário; olhar para um lado e para o outro e não ver ninguém! Ninguém para compartilhar as cargas, ou para prestar contas a nós ou nós a elas; alguém para companhia de caminhada, mesmo em silencio e cada um fazendo a sua parte, ainda assim ter alguém em vista é sempre muito bom. Não haver ninguém pode nos induzir a crer errado e ao crer errado, haverá práticas erradas e algumas situações não permitem volta e consertos. Teremos que carregar para sempre a responsabilidade pelo que fizemos no tempo da ignorância. Como disse Jesus: Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou (Jo 1.18). “Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor” (I Jo 4.12). Não ser visto não significa que não exista, não esteja presente, ou não se importa. O que é verdadeiramente que você acredita e te faz agir, em relação a presença de Deus?

Senhor, acreditamos que és Todo-Poderoso, Onisciente e Onipresente! Nada justifica agirmos de modo diferente dessas verdades. Reconhecemos as nossas limitações como seres humanos, numa dimensão física e material e ainda assim podermos viver e agir pela fé em tuas revelações. A tua vida está em nós por Jesus Cristo e o teu Espírito Santo habita verdadeiramente em cada um dos teus filhos, como selo e garantia de propriedade e resgate. Graças te damos por termos a oportunidade de crescer em fé e graças a tua bondade, andar pela fé e não pelas vistas. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s