Matou Um Egípcio

Meditação do dia: 09/11/2021

“E olhou a um e a outro lado e, vendo que não havia ninguém ali, matou ao egípcio, e escondeu-o na areia.” (Êx 2.12)

Matou Um Egípcio – Pelo título, podemos inferir que temos muitos campos para nos dedicar a essa meditação. Isso pode ser vista de forma geral, como um mero acontecimento, ou uma fatalidade, como também algo provocado e certamente evitável. Podemos ainda levar para o campo das hipóteses e dizer que foi um mal necessário, ou circunstancial. Não houve premeditação e não havia antecedentes que indicasse uma possível tragédia futura. Tudo isso é verdade e tudo ficará aqui, nessa introdução. Não vou entrar em qualquer mérito da questão; não porque me falte argumentos ou alguma capacidade de pesquisar e versar sobre isso. Mas, como humano e pacifico e chamado para ser pacificador, “Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus” (Mt 5.9); eu lamento toda e qualquer morte humana, mesmo quando há justificativas boas e legítimas, ainda assim é uma vida que se perde e o valor de uma alma é caríssima e Deus não gostaria que nenhuma alma se perdesse, mas que todas fossem salvas. “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se” (2 Pe 3.9). “Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade (1 Tm 2.3,4). Na minha concepção de vida cristã, isso é prioridade de Deus e escolho esse caminho; mas fiquem à vontade para o seu direito de opinião e pensamento. Quero em breves palavras trabalhar a idéia do chamado, vocação ministerial da pessoa, como algo que ela tem convicção que se trata do que propósito de Deus para ela e em como ela deve trabalhar isso. Porque muitos de nós fomos chamados para tarefas e missões muito relevantes para a redenção de Deus em Cristo Jesus. Não acredito que só pastores e missionários são chamados; mas seguindo o padrão bíblico, onde há uma necessidade, há ali uma demanda a ser suprida; algumas dessas vagas podem ser preenchidas pela maioria das pessoas de fé e desejosas de servir a Deus ao servir ao próximo. Algumas pessoas tem um chamado específico, único, personalizado e para o qual ele foi talhado por Deus desde antes de seu nascimento. Sansão, Jeremias, o Rei Josias, o rei Salomão, João Batista, Paulo etc. Moisés é um caso muito específico e o alvo de nossas meditações nesses dias. Consciente de seu chamado e do que poderia fazer, ele foi sondar o terreno e verificar as possibilidades. Isso pode até fazer parte da fase de preparo e treinamento, mas é preciso atentar-se para o tempo e o modo do agir de Deus. O melhor lugar para se trabalhar na obra de Deus é ao lado dele, onde ele já está trabalhando. É muito importante saber o que ele espera da execução da missão, porque quase sempre não é apenas o final que importa; por os meios, o passo a passo e as etapas serão importantes, e não apenas o resultado final. Ali, não seria apenas pegar pessoas do Egito e transportar para Canaã. Eles precisariam passar por etapas de consolidação, unidade, conhecer a Deus de verdade, se comprometer com uma fé pura e autentica; precisariam se tornar uma nação e agir como tal; isso não se faz em questão de horas. Entrar num ônibus ou avião e desembarcar em outro lugar não transforma ninguém em missionário, ou obreiro produtivo, se ele não era isso e não foi trabalhado para isso. No caso de Moisés, em vez de se tornar um missionário, se tornou um assassino! Percebe a diferença? Quais as consequências de um ato errado, na hora errada, do modo errado, praticado por uma boa pessoa, com boas intenções, mas ainda desqualificada ou pronta para o trabalho? Veremos isso na vida de Moisés, nos próximos capítulos.

Senhor Deus, Poderoso Senhor e Salvador de todos nós! Glorificamos o teu santo nome, com nossas vidas, atitudes e ações naquilo que fazemos todos os dias. Queremos manter os nossos corações puros e livres de atitudes de egoísmo e prepotências humanas, e com isso nos desqualificarmos para o trabalho a que fomos chamados para realizar. Poderemos atrasar e até levar pessoas boas a sofrerem mais ainda por causa da nossa imperícia e precipitação. Tem misericórdia e nos ajude, a sermos fiéis e leais ao chamado e vocação vindos de ti, e termos discernimento de tempo e modo de agir em acordo com o Senhor. Ninguém tem mais urgência com a tua obra do que o Senhor mesmo e só o Senhor tem os recursos, as pessoas e os métodos certos para os trabalhos e etapas para cada um de nós. Pedimos sabedoria, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s