Começando Uma Família

Meditação do dia: 04/12/2021

“E Moisés consentiu em morar com aquele homem; e ele deu a Moisés sua filha Zípora,” (Êx 2.20)

Começando Uma Família – Entendemos a família como parte integral do projeto de Deus para a vida do ser humano. Ainda que ela ganhe configurações diferentes em diversas culturas, mas ela é o centro e célula principal de todos os povos, nações e grupos humanos. Poucas instituições tem sofrido ataques tão ferozes e merecido esforços destrutivos tão severos quando a família. Mas nem por isso ela deixou de ser importante e nem desaparecerá como pregam alguns abutres sociais. O início dela foi em Deus, ainda no princípio da criação. “E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a… Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne” (Gn 1.27,28; 2.24). Família é vereda antiga de Deus, faz parte dos planos que não se deve alterar sem que as consequências sejam terríveis. Moisés estava agora estabelecido numa nova terra, vivendo uma nova realidade de vida, sem nada daquilo que tivera até então. Trocou o palácio por uma tenda ou casa simples, deixou de servir ao rei mais poderoso da terra e agora trabalhava para uma família, que lhe acolhera e se tornara a sua família. Aprender o ofício de pastorear ovelhas, o que na sua criação era um oficio serviçal e não muito bem visto pela cultura egípcia. As lições estavam começando para prepara-lo para algo ainda maior. A sabedoria tem nos ensinado que há certas coisas nessa vida que não podem ser ensinadas, apenas aprendidas. A família é uma fonte dessa aprendizagem. Por mais cursos, ensinos, recomendações e leituras sobre o tema, só mesmo quando se forma a própria família é que as pessoas começaram a entender aquilo que nunca entenderam ou aceitaram na vida dos seus pais e da sua família de origem. A paternidade/maternidade responde muitas perguntas que jamais seriam formuladas e respondidas até chegar a sua vez. À medida que os filhos vão surgindo e crescendo, os pais vão aprendendo e percebendo aquilo que fizeram ou não fizeram, aceitaram ou não aceitaram e até lhes fora imposto à força de disciplina e nunca fizera sentido, agora sim. Ninguém conhece o limite e a força do amor paterno/materno até terem seus próprios filhos. Ninguém mexe mais com nossas capacidades do que os filhos em suas múltiplas necessidades. Portanto é uma vocação de primeira grandeza e não é por acaso que Deus deseja que seus ministros e líderes tenham famílias e especialmente as tenham em boas condições. “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel” (1 Tm 5.8). Já escrevemos uma meditação sobre a pessoa de Zípora, e a importância dela no propósito de Deus para Moisés e para Israel. Uma pessoa que originalmente não fazia parte do povo de Deus, mas que encontrou uma porta de acesso e não só entrou como foi determinante em sua influencia, pois os dois filhos dela entraram para linhagem geracional do povo escolhido. Aqui, Moisés começaria a aprendizagem que lhe seria tão útil quando viesse o momento de apascentar uma família ampliada, uma nação inteira para ser configurada e ganhar coesão e traços de um grande povo que prevaleceria para sempre, conforme a promessa original. A família sempre está presente antes, durante e depois…

Graças te rendemos, oh! Senhor por fazer coisas tão lindas e produtivas, partindo de uma união de duas pessoas. Somos gratos pela aliança de bênçãos estabelecidas com Abraão, o teu servo e amigo, agora, todos os povos da terra podem ter acesso as bênçãos e à eternidade porque ele e os seus descendentes fizeram o papel deles em andar nos teus caminhos e fazer o que determinaste a eles. Agora é a minha vez, a nossa vez, o nosso tempo. Obrigado pela oportunidade de servir nesse tempo desafiador, agradecemos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s