Contestação

Meditação do dia: 15/02/2022

“Então respondeu Moisés, e disse: Mas eis que não me crerão, nem ouvirão a minha voz, porque dirão: O SENHOR não te apareceu.” (Êx 4.1)

Contestação – As credenciais necessárias para exercer uma função devem ser concedidas por alguém com autoridade suficiente para delegar poderes e responsabilidades. Quando alguém se apresenta em um novo posto, não sendo conhecido ali, precisa apresentar algo que lhe conceda o devido acesso e aos recursos necessários. Moisés fora contestado pelos hebreus à quarenta anos atrás, numa tentativa pessoal de se colocar como alguém que queria ajudar e não deu certo. Ele teve que fugir e exilar-se para sobreviver e quem sabe, da parte dele, não haveria mais planos de lidar com libertação daquele povo. Mas agora ele é chamado diretamente por Deus, para fazer justamente aquilo que ele tentara no passado. É até razoável que ele se lembrasse de que ao se apresentar em nome de Deus, para realizar as profecias de libertação e condução daquele povo para a sua Terra Prometida, o povo poderia lhe contestar e até desmenti-lo sobre a veracidade do chamado ou da comissão divina para realizar essa tarefa. Quero colocar algo aqui que considero muito importante, pois lidamos com verdades bíblicas e espirituais, num ambiente de fé e nem todas as coisas podem ser medidas ou aferidas por critérios humanos. Muito do que sabemos está no campo do sobrenatural ou místico e são experiencias íntimas, individuais e não são táteis. Temos que confiar na palavra das pessoas e nas experiencias delas. Não tenho como dizer que a sua experiencia é verdadeira ou não; a Bíblia recomenda que a palavra do cristão seja sim, sim e não, não. Ao invés de julgar ou promover uma avaliação que não tem como autenticar a chamada ou o ministério de alguém, precisar aferir os frutos e por eles então validamos ou não. Os extremos dessas experiencias podemos notar no exagerado número de novos ministérios cristãos que surgem todos os dias e muitos sem legitimidade bíblica ou um aval saudável de um grupo de cristãos saudáveis. Deus validou o ministério de Moisés com sinais que seriam demonstrados diante de Faraó e que cumpriam uma dupla finalidade, quebrar a resistência de Faraó e fortalecer a fé dos hebreus. Os dons e os ministérios foram dados por Deus para realizar os seus propósitos; ele mesmo distribui como entende e da parte humana, precisamos reconhecer e validar com humildade e no temor do Senhor. “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo(Ef 4.11,12).

Senhor, Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, a obra é tua e os obreiros também o são, a capacidade de cada um vem de ti e precisamos de sensibilidade para validar a chamada e o trabalho indicado por ti, para a edificação do Corpo de Cristo. Dependemos de ti para não sermos confundidos e errarmos nas escolhas e em representar a transmissão de autoridade dada para a Igreja compor seu quadro de ministros, pedimos sabedoria em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s