Deixa Ir O Meu Povo

Meditação do dia: 03/07/2022

“Depois disse o SENHOR a Moisés: Vai a Faraó e dize-lhe: Assim diz o SENHOR: Deixa ir o meu povo, para que me sirva.” (Ex 8.1)

Deixa Ir O Meu Povo – Quando Deus nos dá uma revelação de sua vontade, espera-se que a obedeçamos na íntegra, de forma imediata e com prazer. Ao não seguir uma instrução divina, paralisamos um processo de ensino-aprendizagem que está em curso para nosso aperfeiçoamento. Enquanto não obedecemos não estamos aptos a ouvir ou receber novas instruções e geralmente é isso que acontece. Nos tempos do início do ministério do profeta Samuel algo foi registrado e que tem muito peso espiritual e não incorrer em semelhante erro. “E o jovem Samuel servia ao SENHOR perante Eli; e a palavra do SENHOR era de muita valia naqueles dias; não havia visão manifesta” (1 Sm 3.1). A Palavra de Deus era de muita valia exatamente por que estava escassa e não havia visão manifesta, ou seja, Deus não estava se revelando e as manifestações proféticas eram raras, não porque Deus estava distante ou incomunicável, mas os pecados de Israel e dos sacerdotes estavam bloqueando o caminho do relacionamento entre Deus e o seu povo. Até parece estratégia de mercado: A demanda regula a oferta. Quanto menos produto, mas se eleva os preços. A tendência humana é entender que Deus fica distante e por isso não se manifesta, em vez de reconhecer que os pecados e as escolhas contrárias aos seus propósitos nos afastam dele e suas revelações ficam mais restritas à indivíduos e menos à coletividade. Deus e propôs libertar a Israel do Egito, e Faraó estava no caminho se opondo e se recusando a aprender e ser também abençoado. A justiça e o caráter santo do Deus Criador, em sua generosidade, abençoaria e supriria tudo o que o Egito viesse a necessitar, por abrir mão de um contingente tão grande de pessoas que lhe servia e agora sairia para iniciar sua própria jornada como nação. Ambos os povos seriam abençoados e recompensados. O Egito num passado não tão distante havia sido regiamente abençoado por Deus através de José e depois de Jacó e seus filhos se estabelecendo ali. Podem estar certos, que sempre haverá uma generosa recompensa para quem se propõe a seguir as ordens de Deus. Isso está muito claro na história de Israel desde o início, começando com a promessa feita a Abraão: “E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gn 12.3). Jesus estendeu essa promessa num contexto muito abrangente aos discípulos e à sua igreja: “Quem vos recebe, a mim me recebe; e quem me recebe a mim, recebe aquele que me enviou. Quem recebe um profeta em qualidade de profeta, receberá galardão de profeta; e quem recebe um justo na qualidade de justo, receberá galardão de justo. E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão” (Mt 10.40-42). Podemos tomar a atitude do Faraó dos tempos de José ou dos tempos de Moisés! Figuradamente, toda pessoa em alguma circunstancia fica na posição de autoridade e tem poder de decisão; o que fará naquela hora, depende de sua fé, disposição de amar e servir a Deus, através de um coração puro e quebrantado. Mas dureza de coração não é privilégio só de Faraó e de reis poderosos; não deixe o poder subir na cabeça! O poder pertence a Deus! Quanto mais cedo obedecer, melhor será e mais abençoado será.

Senhor, digno és de governar, dirigir, ordenar e conduzir as nossas vidas em todo tempo e situação. Te reconhecemos como Senhor e que é justo te obedecer e caminhar pelos teus caminhos. Oramos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s