Livres e Cativos

Meditação do dia: 29/07/2022

“E Moisés disse: Eis que saio de ti, e orarei ao Senhor, que estes enxames de moscas se retirem amanhã de Faraó, dos seus servos, e do seu povo; somente que Faraó não mais me engane, não deixando ir a este povo para sacrificar ao Senhor.” (Ex 8.29)

Livres e Cativos – Certo dia nos seus ensinamentos Jesus disse que todo aquele que peca é escravo do pecado, “Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado” (Jo 8.34). A condição prolongada de se viver sob um regime de escravidão, leva a pessoa a esquecer o que é ser uma pessoa livre, com direito de pensar, agir, decidir e tomar iniciativas. Escravos seguem ordens e rotinas e vivem sob comando, mas por incrível que pareça, dá pra se acostumar com isso e alguns até perdem a vontade de serem livres e quando ganham esse direito, escolhem continuar servindo, uns por acomodação, outros por não querer assumir responsabilidades e outros falta de perspectivas de vida. O fato é que a escravidão cega e aniquila o que há de mais precioso numa pessoa, que são suas habilidades, criatividade, vontade e determinação. Isso vale para escravidão físico-social, como também a escravidão espiritual, sob o jugo do pecado. Os paradoxos que vemos nesse texto de que estamos tratando nessa meditação, reflete uma condição na qual os papéis se invertem e estão embaralhados. Faraó se acha o “manda-chuva” e o senhor de tudo e de todos, mas não apita nada, não tem nenhum controle sobre as situações que estão sobrevindo sobre ele e o seu povo. Estão escravizados pelo orgulho e aparência de que tudo está sob controle e que nada se lhe escapa. Moisés, optou por deixar a liberdade palaciana do Egito e de pertencer legitimamente à família imperial, como príncipe bem posicionado e com futuro brilhante pela frente, para se tornar um como qualquer outro do seu povo hebreu. Agora era escravo, mas comissionado pelo Deus de seus antepassados, na verdade o seu Deus, desde aquele encontro no Monte Horebe. Ele falava e agia em nome de Deus e mesmo determinando o curso dos acontecimentos, permanecia humilde e simples, esperando em Deus, buscando direção e recebendo instruções para repassar a Faraó e aos egípcios. Os senhores estavam refém de seus pecados e dependentes da graça e do favor dos seus escravos hebreus e do comando de um Deus Todo-Poderoso que eles não reconheciam a existência e muito menos o poder. A minha lição aprendida aqui hoje, é que não importa o que eu creia, o que eu diga e faça, nada disso altera o curso daquilo que o Deus Criador determina e está trabalhando. Não importa se o pecador acredita que Deus exista, que haja juízo final, que haja inferno ou não, nada disso muda a verdade de Deus. Não importa se a igreja e os pregadores digam a verdade ou ensinem heresia, não irão mudar a verdade de Deus que como ele permanece para sempre. O que fazer? Se posicionar do lado certo e confiar naquele que pode todas as coisas.

Deus, Pai de amor e bondade, nos achegamos a ti com inteira certeza de fé de que tu és fiel e justo em todos os teus caminhos. Depositamos no Senhor a nossa confiança, certos de que a verdade prevalecerá em todo tempo. Agradecemos a sua ajuda, nós oramos agradecidos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s