As provisões aos Ministros

Meditação do dia 25/06/2015

Nm 18.19 “Todas as ofertas sagradas, que os filhos de Israel oferecerem ao SENHOR, dei-as a ti, e a teus filhos, e a tuas filhas contigo, por direito perpétuo; aliança perpétua de sal perante o SENHOR é esta, para ti e para tua descendência contigo.

As provisões aos ministros – Que Deus é bom, ninguém tem dúvidas. Que Ele supre e provê o necessário e o suficiente para todos, também não se questiona. Todos gostam da generosidade do Pai. Ninguém que eu conheça tem dificuldade de orar e repetir o Pai Nosso, incluindo “o pão nosso de cada dia, dai-nos hoje…” Até aqui, tudo bem, ponto pacífico; as dúvidas, incertezas e críticas surgem quando toca no ponto de dízimos e ofertas. Vou meditar com vocês aqui, tendo condições de ser isento na opinião, mesmo sendo eu um pastor, que trabalho de tempo integral e por isso sou sustentado pela igreja, através dos dízimos e ofertas. Primeiro, dízimos e ofertas, não são invenção modernas, novas ou coisas criadas pela cabeça de pastores e líderes cristãos. Isso é uma prática histórica, cultural e é culto a Deus, praticado desde os primórdios da sociedade humana. “ Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; era sacerdote do Deus Altíssimo; e bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus adversários nas tuas mãos. E de tudo lhe deu Abrão o dízimo” (Gn 14.18,20). Quando Moisés recebeu as leis e cerimoniais, para a vida e o culto dos hebreus, ainda no período do Êxodo, essa prática de entregar dízimos e ofertas, foi incorporada à lei e não  inventada ou criada ali. Segundo, Deus a incorporou à lei cerimonial, como sendo algo sagrado, santo e a entrega é feita à Deus, no santuário, templo etc. aos cuidados dos sacerdotes e ministros. “Também todas as dízimas da terra, tanto dos cereais do campo como dos frutos das árvores, são do SENHOR; santas são ao SENHOR (Lv 27 30). Entregar os dízimos é um culto, uma forma de reconhecimento das bênçãos e do favor de Deus sobre nossa vida e seu cuidado em suprir o que precisamos. Deus, determinou que parte dessas ofertas, que na época, em grande parte era entregue em espécies, fosse destinada aos sacerdotes e ministros que se dedicavam a cuidar da parte espiritual de toda a nação e por isso também não receberam herança em termos de propriedades de casas, cidades e terras, como os demais cidadãos de todas as onze outras tribos. Hoje, quase não se entrega ofertas em espécie, já que toda a economia gira em torno de moeda, dinheiro. Quero esclarecer também, que cada igreja ou comunidade de fé, tem seu sistema de como usa ou emprega os dízimos e ofertas. Posso afirmar com segurança que as igrejas denominacionais mais históricas, são muito criteriosas e agem com muita responsabilidade; com prestação de contas e satisfação dada aos membros. Procure ler mais na Bíblia sobre o tema e não se permita influenciar por más conversações. Sendo você uma pessoa séria, haja com seriedade, frequente e contribua numa comunidade de fé, onde se sinta acolhido e lhe dê alegria e satisfação de cultuar a Deus, inclusive com seus dízimos e ofertas.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s