Onde Foi que Erramos?

Meditação do dia 11/09/2015

Jz 2.10E foi também congregada toda aquela geração a seus pais, e outra geração após ela se levantou, que não conhecia ao Senhor, nem tampouco a obra que ele fizera a Israel.”

Onde foi que erramos? Essa deve ser uma das perguntas mais repetidas após constatar uma tragédia. Os pais a usam muito ao ver os descaminhos dos filhos ou netos; educadores a utilizam ao verem suas teorias ruírem miseravelmente; governos também fazem uso da perguntam quando assombrados pelos transtornos eleitorais; técnicos no esporte e estrategistas quando são pegos de surpresa e assim, cada um, a sua maneira lamenta o fracasso. Em termos espirituais e eclesiásticos, isso tem sido tema de estudo, congresso e debates, já que muitos esforços e recursos são empregados e poucos resultados são obtidos. Líderes que pregam ardorosamente o que consideram a cura para todos os males, de repente também estão vendo que suas prédicas são belas teorias, que não surtem tais efeitos anunciados. As duas notas tristes no texto acima, são: não conhecia ao Senhor e nem tampouco a obra que ele fizera a Israel – Uma nova geração se levantou, mas sem essas duas verdades, que estivera presente nas gerações anteriores. Dependendo do modo ou sistema de fazer o seu ministério, ou a sistemática adotada por igreja local ou denominação, cada leitor já está pensando no “onde” foi que falharam. Olhando para dentro da realidade de cada um de nós, no círculo onde convivemos, também já detectamos o que houve e até o que fazer para isso não se repetir. Mas o interessante, é que isso voltou a se repetir. Parece ser cíclico! Sou pastor de uma igreja Batista da CBN, portanto nos nossos valores estão fé, renovação espiritual, atualidade dos dons, fogo, etc e tal…. Na igreja local, acreditamos muito no valor do discipulado, e o temos como carro-chefe de nossos trabalhos. Estou no pastorado local à vinte e quatro anos e dez dias, então deu tempo para consolidar coisas e firmar valores! Mas também estou na fila e à alguns tempos, estamos avaliando e reavaliando e fizemos também a bendita pergunta: “Onde foi que erramos?” Aqui, diríamos que os hebreus erraram ao não produzir uma discipulado eficiente, onde uma geração que foram bem trabalhada, por Moisés e seus líderes, seguidos por Josué e sua turma, que concentraram suas energias e forças em conquistar e consolidar propriedades e heranças e relegaram a um segundo plano, o ensino maciço da Palavra de Deus e o estilo de vida do reino de Deus. Eles foram um bando de esfarrapados, sem teto, sem terra e sem mais algumas coisas, mas tinham Deus no centro de suas vidas e a Palavra sendo ensinada e os princípios praticados fervorosamente e oravam buscando alcançar as promessas – então, entram na terra, conquistam cidades, terras, riquezas, se estabelecem, começam a ser empreendedores, ter sucesso vislumbrar um futuro – mas esqueceram o Deus que lhes fizera as promessas e as cumpriram, deixaram os ensinos que os tornaram uma nação com propósitos e se perderam em pouco tempo. Tinham tudo, menos o que era importante, então perceberam que não tinham nada! Essa semana foi congregado ao Senhor o Pastor Enéias Tognini; à poucos dias atrás, foi o Pastor Rosivaldo de Araújo, também o Pastor Lucimar de Almeida… e uma nova geração se levanta… qual o meu papel e a minha responsabilidade de agora em diante, junto com os meus colegas líderes? Reflitamos, meditemos…

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s