Violencia e Abuso em Família

Meditação do dia 17/11/2015

2 Sm 13.15 “Depois Amnom sentiu grande aversão por ela, pois maior era o ódio que sentiu por ela do que o amor com que a amara. E disse-lhe Amnom: Levanta-te, e vai-te.”

Violencia e abuso em família – Esse é um daqueles assuntos que gostaríamos que fosse uma mera peça de ficção; mas não é uma realidade tão distante de muitas famílias dentro de nossos círculos de convivência. As lições que essa triste história tem para nos ensinar, precisa ser ensinada e precisa ser aprendida, para que não se repita e ao contrário, consigamos evitar e mais do que isso, eliminar esse tipo de mal. Estou falando isso, porque estamos vivendo uma época difícil para a formação e manutenção das famílias e ao invés de termos o estado como protetor e defensor da estrutura familiar, temos um aparelhamento governamental empenhado fortemente em sensualizar as crianças, fomentar práticas abertamente abusivas e nocivas a boa formação delas como pessoas. A educação e a cultura que são elementos fortes e determinantes para subsistência de um povo, está sendo no Brasil sendo  manipulado e usado como política de estado para destruir valores sólidos e incutir teorias malignas e destrutivas, travestidas de cultura, de direitos humanos e igualdade racial e de minorias. Os próprios materiais educativos usados nas escolas induzem as crianças à práticas precoces que servirão para serem abusadas e abusadoras. Historicamente, todas as civilizações que floresceram e decaíram até serem aniquiladas de todo, teve como pilares da derrocada, elementos como: Imoralidade extrema, desrespeito às leis e autoridades, falência da estrutura familiar, corrupção política institucionalizada, banalização dos valores morais e profanação do sagrado. Nenhuma exceção a essas regras em nenhuma civilização extinta. O que você me diz sobre os parâmetros que nos encontramos hoje como sociedade? O estado proíbe que a Bíblia e a fé em Deus seja ensinada nas escolas em nome do estado laico e do direito à liberdade de crença de todos; mas esse mesmo estado implora de joelhos, para as igrejas e ministros façam alguma coisa nos presídios, penitenciárias e casas de acolhimento infanto juvenil. Se ensinarmos bem as crianças, não precisaríamos recuperar os jovens e adultos! Temos a Lei Maria da Penha para proteger as mulheres de abusos e violência doméstica e temos os conselhos tutelares para cuidar da criança e adolescentes – mas temos um aparato estatal produzindo crianças violentas, que roubam, matam e ferem à troco de nada e estupram e geram filhos como linhas de produção e são bancados financeiramente pelo estado. Crianças abusadas serão adultos com deficiência de ajuste emocional e intelectual, que rejeitarão bons valores e procurarão caminhos mais fáceis e aceitarão os apelos políticos para defenderem seus direitos como “minorias segregadas” – meras massas de manobras de intelectuais aproveitadores e mercadores da morte e da destruição. Seguir e satisfazer os instintos como se a pessoa fosse um animal irracional, movido apenas pela paixão e desejos físicos e carnais, levou o príncipe Amnom, filho do Rei Davi, a atrair sua meia irmã para uma armadilha e abusar sexualmente dela em nome de um amor irresistível e logo em seguida odiá-la em maior intensidade do que o “amor” que sentira. Quem não conhece esse enredo? E o pior de tudo isso, é que maioria dos casos, ocorre com pessoas da intimidade da família, pessoas da confiança dos pais e até das próprias crianças. Ninguém deve estar fora das antenas e dos radares dos pais e responsáveis, incluindo os próprios pais e responsáveis. Não se cale, não se amedronte e não ceda a chantagens baratas, pois um vez feito, se faz mais outras tantas. Nossos filhos e nossas crianças são um legado precioso que Deus confiou a nós, para amar, cuidar e criar e prepara-los para a vida, para sejam bem sucedidos e vitoriosos; e para tal, não podemos aceitar e contemporizar com o erro e o pecado. Denuncie! Procure as autoridade competentes, e se forem as próprias autoridades, vá a instancias superiores, mas não pactue com o mal em detrimento do sofrimento e a vergonha de inocentes e indefesos.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s