Temor e Integridade

Meditação do dia 22/04/2016

Jó 1.1 Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; Homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal.”

Temor e Integridade – Iniciamos hoje a escrever meditações baseadas no livro de Jó, o que é um grande privilégio, pois a pessoa e a vida de Jó é paradigma de paciência, integridade e temor a Deus. Mesmo nos círculos menos bíblicos, ele ainda é referencia e conhecido e citado por muita gente, que sequer conhece a verdadeira história bíblica. Pessoas boas e fiéis, piedosos, são comparados com Jó e os apressadinhos e impacientes, argumentam que “não tenho a paciência de Jó!” Por informações históricas, sabemos que em termos de data cronológica, Jó é contemporâneo de Abraão. Isso também nos remete a outros fato muito legal, pois temos uma tendência de aceitar que a fé, tal qual a conhecemos, segue uma linha de piedade pelas genealogias bíblicas conhecidas, saindo de Adão, passando por Noé e filtrando no seu filho Sem e chegando em Abraão, quase como se ele fosse um ateu ou idólatra perdido em Ur dos caldeus, até ser resgatado por Jeová e construindo à partir daí, a trajetória que conhecemos. Jó não é nem mesmo citado em qualquer outra parte, até aparecer aqui no seu livro e umas poucas depois em citações proféticas como Ezequiel 14.14 e no Novo Testamento posteriormente. O caráter de Jó é muito bem firmado em verdades e princípios, que servem de modelo para o homem moderno e o cristão centrado em Deus. Integridade é um artigo preciosíssimo nos nossos dias, não porque os anos e séculos corroem o caráter de civilizações, mas porque a humanidade vai se afastando das raízes boas de suas origens e traçando novos caminhos com valores mais efêmeros em tentativas de simplificar a vida, quando na verdade o que realmente querem é melhores resultados com menores esforços. Procuram um mundo melhor populado por civilizações fúteis, tão volúveis e transitórios quanto a durabilidade de suas obras. Ninguém quer nada permanente, durável, prefere-se o solúvel, biodegradável, o instantâneo, o desidratado e o reciclável. Jó valorizava uma conduta irrepreensível e uma vida útil com base na sua fé e no temor a Deus, com o compromisso de desviar-se do mal. As tentações para forçar as pessoas a saírem de linha e enveredarem por caminhos de corrupção e violência, não é novidade moderna, inventada nos guetos de grandes metrópoles; Jó revela no seu livro, que no seu dia a dia, havia conhecimento de ladrões, assaltantes, adúlteros, saqueadores, exploradores de outros seres humanos, políticos corruptos sentados nas portas das cidades para decisões; fala de juízes e julgamentos injustos e desigualdade social onde a balança pesava sempre para o lado dos mais bem dotados de bens e influencias. Ler esse livro, com olhar de quem vê pela ótica do reino de Deus, é como ler o jornal edição dessa manhã ou mesmo as versões em mídias. Nesse sentido, dá até para aceitar a versão feminina: “Os homens são todos iguais.” Mudam os séculos, os lugares geográficos, o nível de educação e tecnologia, mas por dentro, todos tem um coração e ele ainda continua controlando as saídas da vida. Ter bom caráter nas relações familiares, sociais e ter fé e compromisso com Deus, não é coisa antiga e antiquada, como não é coisa nova; são fatos da vida, para isso fomos criados e para isso estamos sendo preservados pelo criador. Quando só havia quatro pessoas na face de toda a terra, Deus disse para um deles tomar cuidado porque o pecado estava batendo à porta do seu coração e competia a ele tomar as devidas providencias. Então pecado e problemas sociais não são resultados das grandes aglomerações da sociedade. O homem sempre precisou de um salvador, e não de benfeitores e o “X” da questão sempre esteve por dentro e não externo a cada um de todos nós. Caráter e temor a Deus, pode levar-nos de volta a um bom lugar e uma boa condição, porque nos reaproxima de nossa origem, Deus e de sua idéia de vida.

 

Quão grande é o meu Deus! Louvado e para sempre seja engrandecido o teu santo nome. Pai, obrigado pelo privilégio de ter o dia de hoje para viver em tua presença e buscar conhecer a ti e a tua vontade. Graças te rendo, pela possibilidade de meditar na história da vida de um homem que andou com o Senhor, em tempos tão desafiadores quanto nos meus dias atuais; Ele prevaleceu e foi edificado ao confiar em ti e na tua capacidade de cuidar dele e dos seus, mesmo quando tudo parecia contrário e sem perspectivas boas. Mesmo sem ver ou saber ele lutava com inimigos poderosos e invisíveis, que se valiam de argumentos mentais, emocionais e espirituais, para levar sua fé ao naufrágio; mas não conseguiram, porque ele estava firmado numa rocha firme. Senhor, que hoje seja um dia de vitória e de regozijo para muitos que se encontram atribulados e atacados de todos os lados e vão encontrar no Senhor a saída segura. Sustenta os homens de bem e de retidão de coração, que desviam do mal por amor ao teu nome. Em nome de Jesus, oramos agradecidos. Amém.

 

Pr Jason

 

Os: Correção – A referencia bíblica da meditação de ontem é Et 10.3 e não 10.28 – me perdoem a displicência.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s