Luz e Verdade

Meditação do dia 15/07/2016

Sl 43.3 “Envia a tua luz e a tua verdade, para que me guiem e me levem ao teu santo monte, e aos teus tabernáculos.

Luz e Verdade – Luz é coisa boa, é reveladora! A presença da luz trás conforto e segurança, dissipando o medo e o mal. Certa fez me senti desafiado a ler a Bíblia e marcando os textos onde constava a palavra luz; o propósito é perceber quantas dessas citações tinha a ver com o caráter de Deus se revelando a nós nessa manifestação. Especialmente nos Salmos essa expressão é abundante e significativa. Até quando manuseio aquela Bíblia, ao ver os muitos textos marcados, me trás boas recordações do que aprendi sobre Deus e sua relação comigo e com seus filhos. Jesus também se referiu a si mesmo como sendo luz: “Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida” (Jo 8.12). Interessante notar que Davi, nesse Salmo ora pedindo que Deus lhe envie a sua luz e a sua verdade para guia-lo ao local sagrado de oração e adoração. Mesmo usando a licença poética, ele revela mais do que simplesmente aparece na escrita literal do texto. Antes mesmo de Davi nascer, esse local para servia a esses propósitos aos seus ancestrais, desde o primeiro patriarca da nação, o pai Abraão. Subir aqueles montes para ir cultuar a Deus, através de orações, sacrifícios e outros rituais era simples e por demais conhecido para Davi. Então ele não falava literalmente, mas figuradamente e espiritualmente de um estilo de vida e serviço, que só pode ser realizado com qualidade, se for sob influencia ou inspiração do Espírito de Deus. Entrar num santuário, capela, templo lugar de cultos, não é difícil e normalmente todos são bem vindos e acolhidos; mas estar ali fisicamente não é adoração e culto verdadeiro. Costumo brincar com uma expressão quando estou pregando, que o fato de alguém frequentar um templo ou uma igreja, não o torna um adorador, tal qual se alguém dormir por noites seguidas numa garagem, não o converterá num veículo. Ser frequentador de igrejas não é ser adorador, ser religioso não é o mesmo que ter vida espiritual; saber alguns versículos e tê-los memorizado, não torna alguém um praticante da Palavra de Deus. O que Davi está descrevendo é um estilo de vida de intimidade com Deus, de verdadeira comunhão e crescimento espiritual só alcançado por pessoas que buscam isso intencionalmente, preenchendo as qualificações de um

adorador, que anda na luz e na verdade sendo assim guiado para experiências mais profundas de intimidade com Deus. Quanto mais luz, mais verdade, quanto mais verdade, mais luz, até andarmos na luz como ele na luz está. “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” (I J 1.7). Nosso relacionamento vertical em direção a Deus, afeta significativamente os nossos relacionamentos horizontais com os demais irmãos.

 

Senhor, Deus da minha salvação, graças te dou por manifestar a tua luz e a tua verdade à nossa disposição. Somos necessitados da tua presença para te conhecermos mais e mais. Também desejamos receber mais das tuas revelações, sabemos que ao sermos expostos à tua luz também nos conheceremos melhor e ser influenciados por tua vida. Que hoje seja um dia de aproximação e intimidade com o Senhor. Obrigado, de coração, em nome de Jesus. Amém

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s