Suprimentos Sobrenaturais

Meditação do dia 19/08/2016

Sl 78.25 “O homem comeu o pão dos anjos; ele lhes mandou comida a fartar.

 Suprimentos sobrenaturais – Comida é um assunto prazeroso e muito recorrente nas Sagradas Escrituras. Não poderia ser diferente, pois comer é um Hábito, uma necessidade e um prazer e de certo modo é a maior motivação humana para o trabalho. “O trabalhador trabalha para si mesmo, porque a sua boca o incita” (Pv 16.26). Como todas as demais atividades humanas, pode acontecer o excesso e o pecado, mais conhecido como a glutonaria. Jesus era chegado numa boa mesa e não fazia questão de esconder isso de ninguém e até prometeu que ao chegarmos na casa do Pai, teremos um banquete literalmente “divino” nos aguardando lá. Mas trabalhando com o outro lada da questão, o Maná, foi um suprimento muito especial da provisão do Senhor para o seu povo durante a peregrinação no deserto, rumo à terra prometida. Lendo a história inteira descrita em Êxodo 16, há muitas lições preciosas a ser aprendidas. Mas vamos nos ater ao fato em si, Deus provendo sobrenaturalmente alimento aquelas pessoas, uma grande multidão praticamente equivalente à população de uma cidade como Belo Horizonte. É muita gente, para ser alimentado num local inóspito, sem fontes de suprimentos naturais e isso não foi problema para Deus, pois a cada manhã, “chovia” o pão do céu e as pessoas recolhiam o suficiente para sua casa, isso, por quarenta anos seguidos. Aqui, o salmista o chama de “pão dos Anjos” aludindo a maneira especial de sua origem, o que deveria provocar um sentimento de gratidão e fé. Assim como Deus fez isso no passado e ele é o mesmo ontem, hoje e para sempre será o mesmo, temos razões de sobra para cultivar nossa fé na pessoa de Deus e na capacidade de fazer o impossível aos nossos olhos e suprir o que necessário for, para sua própria glória e honra. Uma outra passagem especial com o mesmo tema que muito me fascina, é a do profeta Elias em fuga, frustrado se deitando debaixo de uma árvore e esperando não acordar mais nesse mundo, mas é despertado por um anjo que lhe mostra comida pronta e ele levantou, comeu, bebeu e voltou a dormir e tudo se repete. O que diferencia nessa história é descrito no em seguida: “Levantou-se, pois, e comeu e bebeu; e com a força daquela comida caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, o monte de Deus.” (I Rs 19.8). Esse pão assado na brasa ali pelo anjo, lhe deu forças físicas para caminhar quarenta dias e noites seguidas até chegar ao destino sem reabastecimento. Deus pode fazer coisas incríveis pelos seus filhos. Mas nunca podemos deixar de olhar na direção certa: “Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?” (Rm 8.32).

Graças, Senhor por cada suprimento na minha vida. Por mais simples e natural que seja, desejo expressar a minha gratidão e o meu reconhecimento de tua bondade e generosidade. Acima de todas as coisas, nos deste Jesus Cristo, seu único filho como a maior de todas as provisões. Nele somos completos e realizados e nele todas as tuas promessas se realizam. Por Ele também seja a honra e a glória ao teu nome para sempre, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s