A História da História

Meditação do dia 15/09/2016

Sl 105.17 “Mandou perante eles um homem, José, que foi vendido por escravo;

A história da história – Gosto de história! Gostava na época estudantil e depois como fonte de conhecimento e aprendizado. A estimada Dra. Yeda Harder nos tempos de seminário, introduzia sua matéria de História Eclesiastica, dizendo que “o valor de se estudar e conhecer a história, era para que os mesmos erros não fossem cometidos novamente.” Sábias palavras! Lendo a história de José, o filho de Jacó, em Gênesis, dá a sensação que estamos ao vivo em tempo real, participando da sua saga, enfrentando seus irmãos e depois o Egito e entrando para a história como um pessoa vencedora e muito digna. Quando repassamos a sua história, em outros trechos das Escrituras, como esse aqui em Salmos, vemos uma história da história dele, com dados e fatos, que só uma visão de ângulos mais elevados e privilegiados se perceberiam outras variantes. Literalmente, José foi vítima de ódio dos meio-irmãos e vendido como escravos, para que eles se livrassem da possibilidade dos sonhos de José se tornarem realidade e eles terem de se curvar diante de sua liderança e capacidade de guia-los. Mas na verdade, eles estavam era exatamente executando os meios adequados para ele viesse a ser o que deveria e fazer o trabalho da sua vida. José possuía todas as boas qualidades para ser um líder, mas eram apenas teóricas, embrionárias na vida de um adolescente de dezessete anos, mimado pelo pai e dedo duro das trapaças e maus feitos dos irmãos. Deus o levou para onde poderia ser treinado, testado e depurado até se tornar joia rara, altamente confiável e capaz de liderar não apenas uma tribo pequena de menos de cem pessoas vivendo no deserto e cuidando de algumas cabeças de gado. Ele foi preparado e testado como primeiro ministro da maior potencia do mundo da sua época. O Egito era altamente desenvolvida com ciências e cultura, que até hoje se pergunta como eles poderiam fazer aquilo naquela época? Os caminhos de Deus, definitivamente não são os nossos, como disse o profeta Isaías: “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos” (Is 55.8,9). O Egito seria o lugar adequado para Deus formar o seu povo; mas antes de introduzir uma família no país, ele introduziu um homem na corte, e o fez o segundo em domínio e poder; assim a semente seria plantada e protegida dos predadores, até que ela pudesse subsistir por si mesma. A cultura egípcia, era intolerante com os descendentes semitas, rivais deles, camitas; hebreus como José, era abominação e nem mesmo sentava-se à mesa com pessoas comuns egípcias, quanto mais com as autoridades endeusadas dos faraós. “E serviram-lhe à parte, e a eles também à parte, e aos egípcios, que comiam com ele, à parte; porque os egípcios não podem comer pão com os hebreus, porquanto é abominação para os egípcios” (Gn 43.32). Um “abominável, foi parar dentro do palácio, se tornou homem de confiança do poderoso faraó e salvador de toda a nação e povos ao redor. Assim, Deus carimbou o passaporte de José, contra todas as adversidades e o treinou no melhor local do mundo em termos de governo e poder e José num ambiente tão hostil à sua fé e cultura, pode crescer sem se contaminar com o paganismo e idolatria e com a simpatia de todos, com autoridade e autorização para manter sua fé e seus costumes. Paulo precisava comparecer diante de Cesar em Roma, os judeus o prenderam, e os romanos o transportaram às expensas do estado, com segurança e agendaram as audiências com César para ele. Ele não foi de primeira classe, nem em camarote vip, mas foi e chegou lá. A minha vida, a sua vida, as nossas histórias tem disso também. Nem sempre os caminhos difíceis e as provações intermináveis pelas quais passamos, não são obras do Diabo coisa nenhuma! É Deus que faz a nossa história e é Ele que tem planos e propósitos para nós e fará o necessário para que nenhum de seus propósitos caiam por terra. Vamos hoje, fazer um releitura de nossa história à luz dos propósitos divinos? O que faz um goiano expatriado em São Paulo `a tantos anos? O que faz você onde está e fazendo o que está fazendo? O que Deus a ver com isso? O que o reino de Deus ganha com isso? Não só as nossas vidas, mas também a nossa história, está nas mãos de Deus!

Pai, este é o melhor lugar que a minha vida poderia ter, para se desenvolver e se tornar útil e abençoadora, segundo a tua própria vontade. Obrigado por se revelar como o Deus provedor, aquele que faz a nossa história ser escrita de modo que ao final, tudo se encaixa e os resultados são exatamente aqueles planejados por tua sabedoria. Obrigado pela unção e capacitação do Espírito Santo para vencermos nos momentos mais sombrios e difíceis. O Senhor com muita propriedade é conhecido e revelados nas Escrituras como “o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim” – Glórias a ti, desde agora e para sempre, de eternidade a eternidade, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s