Uma Grande Celebração de Louvor

Meditação do dia 28/10/2016

Sl 148.13 “Louvem o nome do Senhor, porque só o seu nome é excelso; a sua majestade é acima da terra e do céu..

 Uma Grande Celebração de Louvor – Coisas boas ficam ainda melhores quando podem ser feitas juntas e em comunidade. Louvar a Deus é uma dessas coisas boas de se fazer na companhia de mais pessoas que também gostam de fazer isso. A prática do devocional, ou à sós com Deus, é muito bom e deve ser incentivado e as pessoas levadas a se disciplinarem a fazer, até que se torne algo natural em suas práticas diárias. Esse culto particular é enriquecedor e ajuda nas disciplinas pessoais, que geram virtudes importantes em todas as instancias da vida. Ficar à sós, em silencio, em oração, adoração, contemplação, exige paciência, perseverança até ver os primeiros resultados. Cristãos sem práticas devocionais particulares, correm o risco de não aprenderem e não amadurecerem a ponto de conseguirem discernimento espiritual, que é vital para escolhas bem sucedidas. O culto coletivo é maravilhoso, vibrante e contagiante, especialmente porque nele se pode contar com a participação ativa do que há de melhor numa comunidade local; ali se faz presente os melhores instrumentistas, as melhores vozes, os melhores ministradores, os melhores pregadores e se pode contar com os mais experientes em liderar orações coletivas de adoração, intercessão, de louvor e tudo mais. No meio da multidão até eu posso cantar entusiasmado que a minha desafinação não será percebida e não atrapalhará ninguém; se alguns optarem por momentos de introspecção e orações silenciosas, também se tornam fontes de inspiração para outros e assim nas mais diversas manifestações e expressões individuais, a celebração se enriquece e se torna contagiosa, fervorosa e porque não até barulhenta, com barulho santo, é claro. Onde há alegria, a barulho e isto atrai mais alegria e mais vibração. Portanto, precisamos dos momentos devocionais particulares, mas também precisamos das celebrações coletivas, mas uma, não substitui a outra e havendo necessidade, por algum tempo, pode-se participar apenas de uma delas, mas não pode ser de forma permanente. O nosso texto de hoje está num contexto onde o salmista apela a todos, mas todos mesmo, a se juntarem para louvar a Deus e apreciá-lo em todo seu poder e esplendor. O convite inicia com as hostes celestes e suas muitas classes e turmas de serviços angelicais. Em seguida ele convida a criação estelar do vastíssimo universo. Então ele convida as águas para se fazerem presentes, desde aquelas suspensas no firmamento até as que estão derramadas e em movimentos aqui na terra, produzindo e sustentando outras criações, que também entrarão na grande congregação para o louvor. O convite se estende para os elementos da natureza que se manifestam em episódios e fenômenos, tais quais o fogo, a saraiva, a neve o vapor, os ventos e suas correntes variáveis. Não ficou esquecido os montes e outeiros e as plantas diversas com suas finalidades abençoadoras, nem tampouco os animais domésticos e selvagens, da terra e do ar. Numa celebração tal não poderia ficar de fora a coroa da criação, que são os homens e mesmo que se auto denominem poderosos e classificados em níveis sociais, diante de Deus todos são criaturas e assim, sejam reis, príncipes, juízes, povos com seus orgulhosos qualificativos, ou até mesmo de forma generalizada apenas em rapazes e moças, velhos e crianças, todos são pessoas e todos são amados de Deus e todos devem celebrar a Deus com louvor e alegria. Reconheçam e reconheçamos a majestade e a excelsa grandeza do Criador de todas as coisas. Juntos, celebremos a vida, a bondade e o favor de Deus.

Hoje é tempo de louvar a Deus! Todos os dias é tempo oportuno de adorar ao nosso Deus! Receba, ó Senhor a minha gratidão e o meu louvor, reconhecendo tudo que tu és e tudo que a tua Palavra revela que és, ainda que eu não saiba ou consiga dimensionar. Sou teu filho e teu servo, e junto com outros tantos, me aproximo em fé do teu trono de graça e misericórdia, para celebrar de coração ao Senhor, por ser o meu Deus, a minha salvação, a minha torre forte onde posso me abrigar. Seja bendito o teu nome para todo o sempre e por todos nós que te amamos e em ti esperamos. Oramos, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s