O Temor do Senhor e o Conhecimento de Deus

Meditação do dia 1º/11/2016

Pv 2.8 “Filho meu, ouve o ensino de teu pai e não deixes a instrução de tua mãe.

 O Temor do Senhor e o Conhecimento de Deus – No primeiro trimestre deste ano, ouvi um preletor de origem oriental, de Hong Kong, para nós, um chinês. Achei interessante ouvi-lo falar coisas preciosas da Bíblia e de atividades ministeriais da igreja, mas nas entrelinhas havia uma ótica diferente da nossa, (ocidental é claro!). Numa citação, até em tom de brincadeira, ele se referiu a como nós ocidentais gostamos de definições – tudo que falamos e fazemos precisa de uma definição, uma explicação racional  e estamos sempre pedindo explicações, os fatos não são suficientes para nós, segundo ele. Tive que concordar, após verificar minha conduta e meu modo de pensar e não sou estranho na minha cultura. Temos até quadros humorísticos na TV onde o personagem gosta de tudo “explicadinho nos mínimos detalhes…” ou “tolerância zero, para perguntas óbvias.” Então para não fugir à regra e nem à nossa maneira ocidental de ver as coisas, vou dar aqui os passos precisos, para responder as perguntar: “Como entender o temor do Senhor e encontrar o conhecimento de Deus?” Aqui vai a versão “Faça Você Mesmo.” Passo 1 – Aceite as palavras de seus pais. Como já disse, se filhos não precisassem de pais, provavelmente nasceriam como plantas, mato, no meio do mato e com um pouco de sol, água da chuva e espaço, se cresce e se torna adulto e a vida seguiria. Claro que os pais também tem responsabilidades e não deixar seus filhos crescerem como ervas daninhas, nativas, entregues a si mesmas para decidirem o que querem e o que não querem; já vimos esse filme e não gostamos do final dele. Passo 2 – Guarde contigo as ordens, regras, mandamentos de seus pais. Aprendemos o caminho da vida, em casa, em família. Ali estão as bases de tudo que faremos e enfrentaremos na vida toda. Quem não aprende seguir instruções em casa, não aprende se controlar e conter seu gênio, seu ímpeto violento ou agressivo; acatar ordens, respeitar limites e pessoas, dificilmente se dará bem na vida. Passo 3 – Ouvidos afinados para a sabedoria. Os dois primeiros passos, são as bases para passos seguintes. Quem quer escutar apenas o que lhe convém ou lhe favorece e não aceita críticas, não aprenderá muito e o pouco que aprender não terá muita utilidade. Você já viu ou conhece alguém muito sábio, que não escuta nada de ninguém? Nem eu! Passo 4 – Coração inclinado para entendimento. Todos nós sabemos como é lidar com pessoas cujos corações não estão naquilo que estão falando ou fazendo. Se recebem instruções ou ordens, não acatam de boa vontade e fazem de tudo para que tudo saia do seu jeito, do seu modo, no seu tempo e é muito complicado trabalhar em equipe. Passo 5 – Clamar por inteligência. Ter intenso desejo de melhorar, progredir e fazer melhor a cada oportunidade. Não perder chance de aprender e aperfeiçoar; sem ensinável. Passo 6 – Verbalizar desejo por entendimento. Não é apenas fazer as coisas ou participar delas, mas ter motivação para conhecer a importância do seu papel naquilo que faz valorizar o trabalho e desempenho dos demais ao seu redor. Fazer as coisas por fazer é muito mecânico, robótico; a vida é bem mais do isso e cada ação e atitude se completa com a participação dos demais, por isso não vivemos sozinhos e para nós mesmos. Passo 7 – Valorizar a buscar da sabedoria.   Sabedoria é um bem de grande valor, mas só para quem sabe a sua importância. Depois de encontrada ainda tem processos de refiná-la e agregar mais valor e utilidade. A sabedoria não é um fim em si, como minerar prata ou outros bens do gênero não o são. Passo 8 – Caça ao tesouro de sabedoria. As pessoas que procuram tesouros escondidos ou perdidos empreendem verdadeiras jornadas, nas quais investem muito ou até tudo o que tem e vão aos lugares mais remotos e perigosos. Tesouros não se acham no conforto de nossas salas refrigeradas, templos confortáveis e camas macias. Vale a pena as horas ajoelhadas, nas madrugadas, nas solidões, nas vigílias, nas abstenções, jejuns e nas privações voluntárias, nas inquietações da alma até entender uma verdade da Palavra de Deus, até uma resposta de oração que leva dias, meses anos, mas é um tesouro que vale tudo isso e quando se encontra, se diz: “Eu faria tudo de novo!” ENTÃO: Fazendo só isso, esses oito passos,  dá para entender o temor do Senhor  e achar o conhecimento de Deus. É possível, tanto é que tá na Bíblia e muitos já experimentaram isso. Agora, é a nossa vez.

Senhor de toda a sabedoria e conhecimento, não há ninguém como o Senhor nosso Deus e nem tampouco alguém que nos ame tanto a ponto de investir em nós como o foi feito pelo Senhor. Tiago, disse que se precisarmos de sabedoria podemos pedir a ti que nos daria graciosamente sem lançar em nosso rosto a nossa condição. Eu desejo ser sábio, para conhecer tudo o que tens reservado para mim, de forma que eu servir e abençoar outros que estão comigo na caminhada. Obrigado, pai, pelos dons e ministérios distribuídos ao corpo de Cristo, assim podemos ajudar e sermos ajudados em todo tempo. Que hoje, seja um dia de revelações novas e decisões de se conhecer melhor o que o Senhor é para nós. Visita os teus filhos que tem verdadeira sede e fome pela tua justiça e santidade. Abra os nossos olhos e nosso entendimento para as verdades espirituais disponíveis em tua Palavra e que já estão em tempo de serem conhecidas. Em nome de Jesus, amém!

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s