Caim Foi Lavrador

Meditação do dia 22/11/2017

Gn 4.2 – E deu à luz mais a seu irmão Abel; e Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.

 Caim foi Lavrador – Vamos falar de profissões e trabalho? Pois isso faz parte da vida e dos propósitos para nosso desenvolvimento como pessoa e como sociedade. Tudo começou no Gênesis e tudo que temos hoje é derivado de um tronco único. Deus deixou o trabalho como parte da oportunidade da pessoa desenvolver-se e colocar em prática suas habilidades e dons naturais. Trabalhar não é ruim e nem um castigo, antes é uma bênção e um fator de satisfação. O ruim é ter que servir numa área ou situação onde a pessoa se sinta deslocada e fora de suas aptidões, tornando assim desagradável e desgastante o trabalho. Quando trabalhamos fora da nossa motivação e da vocação natural, produzimos menos e o fator de estresse é muito alto. Fazer o que se gosta, e nas condições ideais é enriquecedor e altamente motivador. Se a segunda feira é motivo de preocupação e tristeza, isso indica que algo está fora do devido lugar. Pessoas bem sucedidas ou trabalham no que gostam, ou se submetem a um período desgastante para chegar onde está seu foco. Por isso, escolher a profissão ou o trabalho priorizando o ganho financeiro, pode ser muito frustrante e cansativo. Nesse caso, o ideal e criar as condições favoráveis para o quanto antes, migrar para onde está a motivação. Viajando na maionese temporal – Adão e Eva faziam tudo repartindo entre eles as tarefas, até que os filhos, Caim e Abel, chegaram a uma idade onde já podiam colaborar com alguma coisa, como fazemos até hoje em nossas casas. Os pais ao observar no dia a dia, a medida que eles se envolviam com as tarefas, que algo era mais produtivo ou prazeroso com cada um deles. Parece que Caim, se dava melhor cuidando das plantas, hortas, colhendo e cuidado delas do que lidando com o gado. Já Abel preferia cuidar do rebanho do que lidar com a terra; assim cada um se especializou numa área e todos contribuíam para o bem da família e nesse caso, Adão podia cuidar de outras coisas, já que a produção agrícola estava bem sob os cuidados de um e o rebanho ia bem sob os cuidados do outro e Eva podia também se dedicar à outras tarefas. O que antes era feito por dois, agora podia ser dividido por quatro e além de aumentar a produtividade, deveria também diminuir o desgaste e desenvolver as habilidades dos filhos. O fato de Caim ser agricultor, nada interferia na sua fé e na sua relação com Deus na qual eles foram treinados pelos pais no cultuar a Deus. Todo trabalho é sagrado, quando feito no contexto de servir e suprir as necessidades. O pecado, ou o erro, está em fazer uso do trabalho com fins pecaminosos, que degrada a dignidade do próximo ou usurpa o seu legítimo direito e valor. Para os adoradores de Deus, trabalho é culto e culto é um serviço que se presta somente a Deus. E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens, sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis. (Cl 3.23,24).

Pai, obrigado pelo dia de trabalho e por tudo que produzirá a minha vida, de forma que glorifique o teu santo nome. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s