Um Culto Rejeitado

Meditação do dia 24/11/2017

Gn 4.5 – Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante.

 Um Culto Rejeitado – As vezes se mistura o direito ao aceso a Deus e o respeito que lhe é devido, e as consequências são sérias. O fato de Deus ser um paizão, não anula ser ele o Todo Poderoso! Pelo fato dele apreciar seus filhos, isso não confere o direito de fazer as coisas como der na cabeça. Em alguns círculos, as pessoas se dão a liberdade de apresentar a Deus, com irreverencia, valendo-se da preguiça e indolência para não aprimorar o uso dos dons e talentos e justificam que estão fazendo para Deus. Uma olhada ainda que de leve e superficial nos rituais de culto e cerimonias dadas pelo Senhor à Israel, percebe-se nítida precisão, bom gosto, preparo e esmero até nos detalhes. Já afirmei que culto é um serviço que se presta a Deus e que somente ele é digno de culto; isso é básico na concepção judaico-cristã. Pois bem, para cultuar a Deus, ou servir a Deus, o primeiro requisito é reconhecer a condição espiritual e nesse caso, todos indistintamente somos pecadores. A primeira coisa que o pecador precisa fazer é se arrepender e receber o perdão e a reconciliação com Deus mediante o sacrifício de Cristo na cruz. Não se cultua a Deus começando por fazer coisas para Ele; e sim, aceitando a provisão dele para mudar nossa condição. Primeiro se trata do pecado, se acerta a relação com Deus  então se adora, se louva e serve em todas as possibilidades que há, tanto em ministrar às pessoas, como ao próprio Deus. Em certo sentido, a primeira oração do pecador que Deus ouve é o pedido de reconciliação em Cristo Jesus. Inclusive hoje, as igrejas quase não estão pregando o Evangelho e desafiando os pecadores a se converterem, consideram isso constrangedor, não é socialmente bem visto. Mas com isso trazemos para a igreja pessoas inconversas, apenas adeptas de um novo estilo de vida, mas sabemos que sem novo nascimento, ninguém verá o reino de Deus e também ninguém “vira crente” Cristãos nascem de novo! Há pessoas que até admitem que são pecadoras, mas não aceitam se converterem e mudaram de vida, e querem apenas se ajustarem a uma prática religiosa e assim eles não passaram pelo Calvário para morrerem na cruz, eles rodeiam e seguem em frente. Caim sabia por instrução dos pais, sobre a necessidade de oferecer um sacrifício, um holocausto com derramamento de sangue, para perdão e reconciliação e posteriormente, poderia oferecer outros tipos de ofertas. Caim não quis fazer do jeito certo, mas escolheu fazer do seu jeito. É como se ele dissesse: “eu não tenho de que me arrepender, vou ofertar a Deus como entendo e se Ele quiser é assim, senão…. Veja que Abel fez do jeito certo. Os frutos da terra, que Caim trouxe para oferecer ao Senhor, poderiam ser oferecidos sim, mas após o sacrifício de uma vítima inocente, substituindo-o pelo perdão dos pecados. Caim não se reconheceu pecador e muito menos com necessidade de se arrepender e seguir as instruções divinas; ele se propôs fazer do seu jeito, estabelecendo suas próprias regras. Não deu certo! Quantas pessoas você conhece que estabelecem o seu próprio padrão de como se serve a Deus? Como se salvar? O fim de tudo isso, nunca será bom!

Senhor, acolhe-nos em Cristo, se amado filho, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Reconheço meus pecados e minhas fraquezas e dependo inteiramente da tua graça salvadora. Salva-me, por amor do teu nome. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s