Matusalém – A Bênção da Longevidade

Meditação do dia 16/12/2017

Gn 5.27 – “E foram todos os dias de Matusalém novecentos e sessenta e nove anos, e morreu.”

Matusalém – a Bênção da longevidade – Nosso amado irmão na fé, Matusalém, entrou definitivamente para a história como o homem que mais viveu entre nós. Novecentos e sessenta e nove anos bem vividos. A longevidade é uma bênção e todos buscam conseguir viver o maior número de anos possível e para isso muitas buscas e pesquisas tem sido feitas. Quando penso em longevidade, algumas coisas para mim, devem estar associadas a isso, para que essa experiência verdadeiramente seja considerada uma bênção. Começo por qualidade de vida; viver demais, sem qualidade não tem a menor graça. Certamente qualidade de vida não cai do céu na porta de ninguém; é algo que precisa ser trabalhado e escolhas precisam ser feitas e perseguir isso como um alvo a ser alcançado e mantido. Aqui entra outros fatores, como disciplina, equilíbrio, bom senso, perseverança e etc. Também quando penso em longevidade, penso em compartilhamento; algo de tão grande importância  e não ter com quem compartilhar, é na verdade muito triste. Aqui entram os vínculos familiares, os amigos e aquela cereja no bolo que é a interação geracional. Viver perto de mil anos como foi o caso de Matusalém, é tempo suficiente para ver várias gerações se formando e crescendo. Essa pessoa precisa estar disposta a compartilhar sua sabedoria, sua experiência e seu afeto com outros. A velhice nesse caso não pode ser sinônimo de rabugice, teimosia e obstinação. Temos observado que nos círculos fora da fé cristã, muitas culturas valorizam a velhice como algo de precioso e como um depósito de sabedoria e segredos da vida que não estão ao alcance dos mais jovens; daí, o misticismo cultivar reverencia pelos velhos gurus, sábios e anciãos como detentores de poderes espirituais secretos. A nossa fé, nos ensina uma leal reverencia e respeito aos cabelos brancos e suas experiências de vida. Nossos anciãos, na verdade são como verdadeiras bibliotecas em termos de conhecimento armazenados. Na lista dos mandamentos, a honra aos pais é um mandamento com promessa de longevidade de vida. Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá (Ex 20.12).  Quando penso nesse homem com um vida tão longeva, eu não posso deixar de pensar na vida de obediência e respeito aos seus pais. A experiência tem nos mostrado que esse princípio é muito verdadeiro. Mas para mim, que em menos de dois anos serei um sexagenário, fica a lição de que envelhecer é uma bênção e só chega nesse ponto que viveu, viu e venceu. Mas mais significativo ainda é que isso tudo esteja à disposição da verdade e da justiça para que possamos fazer mais ainda e melhor, só com a influencia, pois agora, já começamos a saber os atalhos e melhores caminhos, para ajudar quem ainda está cheio de energia e força mas sem sabedoria para tomar as melhores decisões. Coroa de honra são as cãs, quando elas estão no caminho da justiça (Pv 16.31). Bem-vindos à maturidade!

Pai, obrigado por permitir ter chegado até aqui, com essa qualidade de vida e com o potencial de poder abençoar as novas gerações. Obrigado pelos meus amigos que estão à minha frente e tem me servido de guia e de modelos. O desejo do meu coração é ser um bom exemplo e uma presença desejável para as novas gerações. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s