Só Mesmo El Shaddai

Meditação do dia 17/04/2018

 “E te farei frutificar grandissimamente, e de ti farei nações, e reis sairão de ti;”  (Gn 17.6)

Só mesmo El Shaddai – Já compartilhei outras vezes, sobre como vejo as palavras; elas são objetos muito precisos e quando utilizadas por Deus então, ficam mais exatas ainda e cheias de significados. Por isso precisamos prestar muita atenção nas verdades da Palavra de Deus, porque ela é viva e eficaz todos os dias. Jamais chegaremos ao definitivo em termos de lições e possibilidades de ensino e aprendizagem, pois ela é tal qual o seu autor, eterna, infinita e não se esgota nunca. Abraão, no alto de sua idade e na finitude humana, não dispunha de tanto vigor e recursos para realizar pessoalmente os sonhos da paternidade e geração de uma nação numerosa e todas as coisas que diziam respeito às promessas adquiridas na aliança com o Altíssimo. Mas, eis que se revela El Shaddai, como aquele que é mais do que suficiente, o supridor com recursos ilimitados e não somente renovas as promessas e ratifica a aliança, como faz uso de extensa possibilidade futura – te farei frutificar grandissimamente”. É aqui que entro com a idéia do poder das palavras; sendo Deus que fala, “frutificar” é suficiente para dizer muita coisa. Só nesta palavra tem recursos e aplicações que são ricos em significação e alguém ser abençoado por Deus em termos de frutificar, já deixa qualquer um feliz da vida. Mas Deus fez uso do superlativo “grandissimamente” – Não bastaria dizer “grande?” Por favor, não estou criticando Deus, ou menosprezando sua forma de expressar por palavras, afinal, ele faz isso muito bem, pois Jesus é a Palavra Encarnada. O meu intento é mostrar que ao lidar com o homem, que precisa de reforços e garantias ou formas que de fato expressem a dimensão de alguma coisa, Deus faz isso, pela necessidade humana e não divina em si. Aquele senhorzinho cansado da vida e com uma anciã estéril como esposa, recebem não só palavras, mas de fato, Deus se tornou a sua suficiência para ele se tornar tudo aquele que estava dito desde antes e o agora e o futuro, sem precisar de artimanhas e arranjos humanos. Ele, no ano seguinte se tornou pai biológico, a irmã Sara, gerou no seu ventre um filho, o que até para ela foi motivo de riso, porque de fato, aquilo tudo se tornou incomum e não usual. Quando Deus dispensa sua bênção, ele o faz nos seus termos e ainda que isso contrarie as conveniências humanas, não é oposição alguma para o Senhor. As promessas dele a seu favor, a meu favor, não estão pendentes porque dependem de lastros do governo, dos planos monetários, ou de situações conjunturais alinhadas. El Shaddai é mais do que suficiente por si só. Nenhuma fraqueza humana é páreo para barrar o poder do Senhor de agir e operar. Posso e podemos nunca entender como Deus não conhece limite, nada o impede de agir e nem há algo impossível para ele. Assim mesmo, sem saber e entender, podemos conviver, ter comunhão e desfrutar do seu cuidado, porque afinal, não depende de nós, mas só dele, unicamente dele.

 

Senhor, obrigado por ser algo que não entendemos, não conhecemos e mesmo assim podemos te reconhecer como mais do que suficiente e poderoso o bastante para cuidar de nós e de nossas necessidades. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s