Recebendo Visitas

Meditação do dia 30/04/2018

Depois apareceu-lhe o Senhor nos carvalhais de Manre, estando ele assentado à porta da tenda, no calor do dia e levantou os seus olhos, e olhou, e eis três homens em pé junto a ele.”  (Gn 18.1,2)

Recebendo visitas – Aprendi de bons mestres que a obediência sempre precede a revelação. Deus sempre que se revelava à Abraão, ele de imediato agia para praticar o que havia recebido. Foi isso que lhe fez receber imputação de justiça e amigo de Deus. Na última visita, fora instituída a circuncisão, e assim que Deus se retirou ele agiu prontamente, demonstrando que estava disposto a andar em aliança e viver nos termos dela. Então pouco tempo depois ele estava recebendo novamente uma comitiva celeste, agora com três elementos, que ele não teve nenhuma dúvida de quem se tratava. Ele se dirigiu a eles e demonstrou que sabia estar na presença de Deus, (para nós, uma teofania, ou uma manifestação de Deus na pessoa de Jesus pré encarnado). Acredito que a presença sobrenatural divina, sempre irá impactar a nossa vida e a nossa experiência ali e dali para frente. É impossível ter um encontro com Deus e não ter a vida transformada. Isso também tem a ver com os propósitos eternos dele, para com a nossa vida; por que ele se revelaria sem um propósito? Qual seria o resultado na vida da pessoa, depois de ter se encontrado pessoalmente com o Criador do universo? Ainda que a manifestação seja diferente, mas Deus sempre se revelou e sempre se revelará aos seus filhos e servos. Nunca devemos esquecer que a Bíblia, a Palavra escrita, sempre será a regra para avaliar e julgar toda e qualquer revelação. Por uma questão de coerência, o Senhor jamais contraria sua outra revelação. A Bíblia e os dons ou manifestações não se contradizem, nunca e jamais. Na dúvida, fique com a revelação escrita. Quero destacar aqui, a singeleza da experiência de Abraão. Ele estava em casa, num dia comum de trabalho e durante o dia, pelo que subentendemos do texto, era próximo ao meio dia, ou pouco depois do meio dia, pois ele estava se abrigando do calor do sol, sentado na porta de casa, mui provavelmente armada debaixo dos carvalhos, para aproveitar a sombra, que poderia servir para uma boa sala de estar e receber visitas ilustres, como foi nesse dia. A lição, para mim e para você, é que necessariamente não há uma agenda oficial, na qual se pode esperar uma revelação divina para conosco. Não precisa ser na noite de vigília, ou na manhã de consagração, ou final do tempo de jejum, ou mesmo ao final de uma campanha de oração ou final do tempo de propósito. Deus é Deus e ele faz a sua agenda e como filhos podemos estar alertas e abertos para receber uma visitação a todo instante e à qualquer momento. O propósito da comunhão e estar ligados e próximos em todo tempo. Quando Abrão percebeu, os trens varões já estavam de pé ao lado dele. Deus é quem escolhe o modo como quer se manifestar, e sempre nos surpreende com sua criatividade e seu repertório de variações é ilimitado; então esteja sempre pronto para surpresas maravilhosas!

 

Graças te rendemos por sua visitação aos nossos corações e vidas. Precisamos sim, muito dessas experiências, que são também baseadas na fé e produzem renovação e comunhão mais intensa. Obrigado porque a Palavra escrita é a melhor e mais completa revelação e por ela nos guiamos sempre. Graças, pois Jesus é a Palavra encarnada, cheia de graça e de verdade. É no nome dele que nos apresentamos diante de ti Pai. Amém!

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s