O Homem de Pé Diante da Face do Senhor

Meditação do dia 09/05/2018

Então viraram aqueles homens os rostos dali, e foram-se para Sodoma; mas Abraão ficou ainda em pé diante da face do Senhor.  (Gn 18.22)

O homem de pé diante da face do Senhor – Há uma razão maior por trás da vivermos na presença de Deus. Toda a experiência humana de se relacionar com Deus tem propósitos redentivos envolvidos. Primeiro Deus trabalha em nós e depois ele trabalha através de nós. O que fazemos deve ser o reflexo ou o resultado do que vivemos e experimentamos em Deus. Se isso não acontecer, corremos o risco de exercer um tipo de ministério meramente teórico e vazio. No relacionamento familiar, os filhos observam e copiam as ações dos pais e reproduzem as experiências vividas. Daí, alguém sabiamente disse que “os filhos insistem em imitar os pais, por mais que estes tentem lhes ensinar boas maneiras.” O melhor lugar para se trabalhar, em se tratando de serviços para Deus, é ao lado dele; onde Deus está agindo é bem mais interessante e produtivo para trabalharmos. Cultivar hábitos devocionais e uma vida piedosa, constante, perseverante, permanente, visa nos deixar afinados com a perfeita vontade de Deus. Aquilo que está no coração dele, também faz sentido ao nosso. Ninguém deveria fazer devocional, ler a Bíblia, ir as celebrações da igreja para cumprir uma obrigação ou ficar em paz com sua consciência. Qualquer coisa nesse sentido, anula a graça de Deus para sua experiência e faz daquilo um compromisso religioso, que acaba sendo desempenhado mecanicamente. Abraão recebeu ao Senhor em sua tenda e ficou feliz em compartilhar uma refeição, depois foi abençoado com a notícia de o tempo para o nascimento do seu herdeiro já estava correndo. Quando os mensageiros divinos saíram para cumprirem outras missões, Abraão ficou ainda de pé diante do Senhor. Mesmo que ali estive o Cristo pré encarnado, Deus ainda era onipresente e a comunhão não estava limitado a uma presença ou uma voz ou manifestação. O coração de Abraão estava em sintonia com o coração de Deus sobre Sodoma e Gomorra. Não é raro pessoas pensarem e agirem como se o único interesse de Deus na terra fosse pelos cristãos, evangélicos e especialmente pelas pessoas da denominação deles. A mente e a mentalidade trabalha para rejeitar a idéia de que Deus se importa com todas as pessoas e com a situação do pecado destruindo vidas e propósitos eternos dele, bem diante dos olhos dos embaixadores do Reino dos Céus. A razão de desfrutar da presença gloriosa de comunhão e amizade com o Deus, é servir depois aos propósitos dele e o campo de trabalho está logo ali à vista. Ao redor de todos nós, há pecado e pecadores, gente amado por Deus em rota de colisão com a destruição eterna e os olhos dos membros do Corpo de Cristo estão do outro lado do planeta, em outros países, outras culturas e outras línguas, tudo muito distante, caro e inacessível para eles. Nada contra missões transculturais, ao contrário, uns precisam ir e devem ser treinados, enviados, sustentados e apoiados em todos os sentidos; mas a maioria deve se concentrar no seu campo de trabalho, bem pertinho, ao seu alcance. É possível alguém chorar pelos viciados da Cracolandia na capital paulista, mas não suportar o sobrinho, ou vizinho viciado; nunca se importou com a casa de recuperação na sua cidade que passa por dificuldade de serviços voluntários, oração e ajuda material. Pode-se ficar chateado pelo problema do descaso com a saúde pública e as condições dos pacientes do SUS, Brasil afora, mas não visita os doentes do hospital da sua cidade, ou irmãos da sua igreja, que poderiam ser confortados. Ficar de pé diante de Deus e ver o mesmo que Deus vê pode ser transformador, mas também pode ser aterrador. Me faz lembrar Moisés querendo orar quando era ora de agir e Deus chamou sua atenção: Então disse o Senhor a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem. E tu, levanta a tua vara, e estende a tua mão sobre o mar, e fende-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco (Ex 14.15,16). Tudo no seu devido tempo.
Senhor, diante de ti todo joelho se dobrará e toda língua confessará que és Senhor, para glória de Deus Pai. Curvar-se diante de ti é uma honra para qualquer um de teus remidos, em adoração, reconhecimento e submissão; mas também queremos submeter-nos ao teu senhorio e estar de pé e perceber o que se passa ao nosso redor e está sob nossa possibilidade e influencia. A visão dos campos brancos para a ceifa é bem mais perto de Deus do que queremos supor e acreditar. No poder do teu Espírito Santo poderemos nos por de pé e olhar na mesma direção que olhas. Oramos em fé no teu poderoso nome e para a glória de Deus Pai, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s