Zombaria

Meditação do dia 13/10/2018

 “E viu Sara que o filho de Agar, a egípcia, o qual tinha dado a Abraão, zombava.”  (Gn 217.9)

 Zombaria – Podemos ver um texto como esse, e o seu desfecho como um exagero, eu diria, o superlativo do absurdo. Uma verdadeira tempestade em um copo d’agua! Os mais comedidos diriam que Sara exagerou na dose! Outros sem tanta classe, diriam que ela pirou mesmo, surtou, saiu da casinha. Nos nossos dias onde tudo precisa ser politicamente correto, nem se imagina tamanha reação, por mais grave ou ofensiva que fosse a “brincadeira” de Ismael, com o irmãozinho. Quero ficar sóbrio e manter-me equilibrado e aprender com os dois lados ou quantos lados houverem desse episódio. No final de tudo, aprendemos que o pior erro da vida é aquele do qual nada aprendemos. Eu aprendi muito com meus erros, talvez mais do que com meus acertos. Aprendi algumas coisas aqui com essa história de Ismael e as pessoas todas envolvidas na situação. Dando uma espiada pela câmera escondida no túnel do tempo e vendo ao vivo o que aconteceu e as cenas dos capítulos seguinte, vemos que Ismael pagou um preço alto pela sua imaturidade de pré-adolescente; Agar, sua mãe viveu ali o ultimo dia do resto da sua vida como serva de Sara e Abraão. No dia seguinte, sua história já iniciava diferente e era o primeiro dia do resto da sua vida, agora livre, mas o que realmente significava isso? Abraão teve que despedir Agar, uma serva, mas ela teria que levar Ismael, um filho que ele amava e estava discipulando. Isaque não entendia nada, mas porque o seu irmão estava indo embora para nunca mais voltar? E os outros relacionamentos de amizade e companheirismo de todos eles? A vida de todos mudou completamente, no meio de uma festa de celebração, por uma “zoeira” de um garoto, brincando com o irmão. Isso trouxe desfecho de peso eterno, envolvendo a fé, as promessas de Deus, e acima de tudo, o destino ali, à frente e pela eternidade. Isso parece refletir o chamado “efeito borboleta;” (fenômeno fictício que afirma que uma borboleta ao bater suas asas lá na china por exemplo, pode provocar um furacão no outro lado do mundo). Você pode perceber o poder de um ato pessoal, o que pode provocar na vida de muitas pessoas, até nações e pelo tempo e a eternidade? A gente hoje, falar ou não de Cristo para uma pessoa, até uma criança, que revolução no mundo todo isso pode produzir? Fazer um pecadinho, escondido, uma mentirinha branca, experimentar um… totalmente inocente!!! Uma palavra, um gesto, tem um potencial enorme, que nem pode ser medido, por sua capacidade de expandir e ir produzindo efeitos… depois é só perguntar: Onde foi que errei?

 

Senhor, obrigado pelo dom da sensatez. Pode parecer simples e inocente, mas um pequeno gesto ou uma simples palavra pode produzir resultado incalculáveis na vida humana, afetando o tempo e a eternidade. Misericórdia, Senhor! Em nome de Jesus, amém

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s