Ismael Foi Flecheiro

Meditação do dia 28/10/2018

 “E era Deus com o menino, que cresceu; e habitou no deserto, e foi flecheiro.  (Gn 21.20)

 Ismael foi Flecheiro – Uma das formas de se identificar uma pessoa é fazendo-lhe perguntas que permitam traçar uma perfil dela. Sabendo o básico, já é suficiente para estabelecer alguma comunicação ou um relacionamento. Assim como alguém é vítima de acidente e fica desacordado, as primeiras preocupações quando ele dá sinais de consciência é identificar o grau de consciência e capacidades dela naquele momento. Daí vem as perguntas básicas: seu nome, onde mora, o que faz, onde trabalha, se ela se lembra do que aconteceu e etc. Temos uma afirmação sobre a pessoa de Ismael, de que ele foi flecheiro. Isso diz pouco, ao mesmo tempo que diz muito; pois isso declara que ele tinha uma ocupação na qual se dedicava e com ela levantava o seu sustento, sua proteção e fez seu nome conhecido e respeitado. Toda pessoa precisa ter uma ocupação que lhe permita ser conhecido e mais do que isso, se identifique com essa ocupação. Um homem sem um ofício é um homem sem um propósito e isso o torna instável e sem sentido de valor e destino. A modernidade, a globalização e suas tecnologias e inovações fizeram surgir uma infinidade de ocupações que até bem pouco tempo eram inexistentes e até improváveis. Já sabemos também que muitos ofícios e profissões estão em extinção e em breve serão apenas lembradas como aspectos culturais do passado. Nos tempos bíblicos e até em tempos mais recentes da história, ser um flecheiro, alguém com habilidade no uso do arco e flecha, era reconhecido e respeitado. Quem não ouviu falar de Robin Hood, o mítico fora da lei da Inglaterra dos séculos 13 e 14? Nas escrituras propriamente dito, há diversas citações e eu quero me ater a poucas para não sairmos longe do tema. Gosto da citação do Salmo 127 em que afirma: Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta (Sl 127.4,5). Nossos filhos são retratados como flechas na mão de um homem valente e é feliz quem tem muitas dessas flechas em sua aljava. A figura aqui é de um flecheiro valente, destemido, determinado e com uma farte munição de flechas para atirar. Pela descrição, sabemos que ele vai atirar e vai acertar seus alvos. Isso está falando família cujos pais preparam seus filhos e os enviam para cumprir suas missões e eles acertam e atingem os propósitos estabelecidos. Não são flechas atiradas ao acaso, para qualquer lugar e por acidente acertou em algo. É treino, prática, determinação, tentativas e erros até se aprimorar e na hora de decidir, estar de fato pronto. Outra citação que me ocorre é de um anônimo flecheiro que foi instrumento do juízo de Deus sobre um rei rebelde e perverso, descrito em I Rs 22.34 – Então um homem armou o arco, e atirou a esmo, e feriu o rei de Israel por entre as fivelas e as couraças; então ele disse ao seu carreteiro: Dá volta, e tira-me do exército, porque estou gravemente ferido. Acabe, rei de Israel disfarçou-se entre os seus soldados no combate para não atrair a atenção para si, mas um flecheiro, resolveu atirar em alguém não específico e conseguiu atingir o rei no único ponto vulnerável de sua armadura e assim a Palavra de Deus, profetizada contra ele se cumpriu. Devemos procurar um propósito para nossa vida e dedicar-nos a algo que faça sentido e dê dignidade e realização como pessoa. Aquilo que se faz, deve ser feito com destreza e excelência, porque é uma das formas de alcançarmos os objetivos maiores nos propósitos de Deus. Ismael foi flecheiro e patriarca de uma nação; Eu sou pastor de igreja e estudioso das Escrituras Sagradas; e você? É empresário, motorista, servidor público, professor… mas isso é feito com excelência tal que é assim que te conhecem? É dai que você se realiza?

Pai celestial, obrigado por dar dons e habilidades para cada pessoa, para que através disso elas possam de servir e se realizarem como pessoas. Graças damos por toda a diversidade de atividades que podemos exercer e em todas elas há dignidade e valor. Jesus o nosso Senhor era um carpinteiro e ainda assim é o salvador do mundo. Permita que tenhamos bom discernimento e mudemos de atitude quando as oportunidades que tens nos dado, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s